Como aproveitar o EURO 2024 para conhecer a Alemanha

Berlin - Alexanderplatz @ Francesco Carovillano

A realização do Campeonato Europeu Futebol 2024 na Alemanha constitui uma excelente oportunidade para conhecer mais do país, além das cidades onde os jogos de Portugal terão lugar. Estadias mais longas e, portanto, viagens mais sustentáveis, são o mote da campanha Stay Longer do Turismo Alemão.

O EURO 2024 decorrerá de 14 de junho a 14 de julho em dez cidades anfitriãs: Berlim, Munique, Frankfurt, Estugarda, Colónia, Düsseldorf, Dortmund, Gelsenkirchen, Leipzig e Hamburgo. A partida inaugural acontece em Munique e a final será em Berlim. A Seleção Portuguesa ficará instalada no “Sporthotel Klosterpforte”, situado na cidade de Harsewinkel (Renânia do Norte-Vestefália).

Os jogos de Portugal na primeira fase terão lugar em Leipzig, Dortmund e Gelsenkirchen. Eis o que não pode perder nessas cidades e áreas envolventes.

Leipzig @Leipzig Tourismus und Marketing GmbH – Philipp Kirschner

Leipzig

Leipzig Stadion, 18 de junho, Portugal vs República Checa

Como ir: Aeroporto Berlim-Brandemburgo (BER), com conexões diretas com Lisboa, Porto, Faro, Funchal

A primeira cidade anfitriã não poderia ser mais aprazível e interessante. É conhecida pela sua forte ligação à música: aqui nasceu Johann Sebastian Bach (vale a pena visitar o museu que lhe é dedicado), que viria a dirigir o Coro Masculino de S. Tomás, já com 812 anos e uma referência internacional; a Ópera de Leipzig é uma instituição de renome mundial, tal como a famosa Orquestra Gewandhaus – que nos dias 22 e 23 de junho fará concertos de encerramento da temporada, gratuitos, no belo parque Rosental.

Assim, vale a pena explorar a Rota da Música, tal como visitar a Spinnerei, antiga fábrica de algodão convertida em espaço cultural, sem esquecer a Igreja de São Nicolau, onde se realizaram encontros que desembocaram numa grande manifestação a 9 de outubro de 1989, um mês antes da queda do Muro de Berlim.

Nos arredores destacam-se cerca de 20 lagos, com excelente qualidade da água, permitindo nadar, além de praticar diversos desportos aquáticos; e o belo castelo medieval de Kriebstein que se ergue numa rocha íngreme sobre o rio Zschopau.

Dortmund

Dortmund

BVB Stadion Dortmund, 22 de junho Turquia vs Portugal

Como ir: Aeroporto Düsseldorf (DUS), com conexões diretas com Lisboa, Porto, Faro, Funchal

Considerada o coração cultural da região do Ruhr, Dortmund era conhecida, até há 50 anos, sobretudo pelo carvão, o aço e a cerveja, mas evoluiu para um importante centro tecnológico, com uma animada cena cultural e um rico património desportivo exposto no Museu do Futebol Alemão.

Aliás, o Museu, em colaboração com parceiros de todos os setores culturais, organizou o festival de cultura do futebol denominado “Spielräume” para a cidade e região circundante. Decorre de 11 de abril a 14 de julho de 2024 e inclui mais de 60 eventos de várias áreas, como teatro, literatura, cinema e música, e apresenta uma variedade de artistas europeus.

Nas imediações, o Parque Natural Sauerland Rothaargebirge é uma das regiões mais atrativas para caminhadas na Alemanha; e a cidade de Wuppertal merece ser visitada pela sua arquitetura, parques, animação diurna e noturna e pelo seu mais famoso marco, o único monocarril suspenso do mundo, inaugurado em 1901.

A cerca de uma hora de Dortmund fica Colónia e a sua famosa Catedral, Património UNESCO.

Castelo de Nordkirchen

Gelsenkirchen

Arena AufSchalke, 20 de junho Portugal vs equipa a definir

Como ir: Aeroporto Düsseldorf (DUS), com conexões diretas com Lisboa, Porto, Faro, Funchal

Gelsenkirchen respira futebol: o FC Schalke 04 foi fundado em 1904 e é hoje um dos clubes tradicionais mais bem sucedidos da Alemanha – e um dos maiores do mundo, com 170.000 sócios. A cidade tem uma longa história ligada à indústria, especialmente do carvão, tendo a última mina encerrado em 2000. Ao longo do tempo foi-se transformando, com espaços industriais convertidos em parques, como o Nordsternpark, ou dedicados à cultura.

Essa é, aliás, uma característica de toda a região do rio Ruhr, com cerca de 116 quilómetros por 67, que conta com 200 museus, 100 centros culturais, 100 salas de espetáculos, 120 teatros, 250 festivais e cerca de 3500 monumentos industriais. Podem destacar-se, por exemplo, o Gasómetro de Oberhausen, um reservatório de gás com 117 metros de altura que hoje serve de sala de exposições e de local de espetáculos; e, sobretudo, o Complexo Industrial da Mina de Carvão Zollverein, em Essen, que acolhe museus, exposições, concertos, espaços verdes e até piscina exterior (que é também uma obra de arte). Um lugar surpreendente, classificado Património Mundial pela UNESCO em 2001.

Outras visitas a fazer na região são a bonita cidade de Münster e o Castelo de Nordkirchen, também conhecido como “Versailles de Vestefália”.

Munique

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui