Descubra os 5 melhores destinos da Europa para fugir do frio

Quer viajar pelo continente europeu, mas não é fã de temperaturas baixas? Veja os lugares que continuam com um clima agradável mesmo no inverno.

Janeiro não é exatamente um bom mês para viajar pela Europa. Em grande parte do continente os termómetros chegam a temperaturas negativas, a neve cai e, em alguns lugares, os dias ficam tão curtos que muitas vezes não há tempo suficiente para visitar museus, parques e outras atrações importantes.

É claro que o inverno também tem muitos lados positivos. Mas, se a sua praia é mais o calor, aproveitar o mar e sair por aí sem se preocupar com levar casaco, também existem opções de destinos maravilhosos no velho continente para fugir do frio mesmo durante esta estação. A Civitatis preparou uma lista com os 5 melhores destinos europeus para fugir do inverno.

Ilhas Canárias

Este arquipélago formado por oito grandes ilhas, cinco ilhotas e incontáveis formações rochosas menores está situado na costa africana mas é território espanhol. As ilhas Canárias são conhecidas como “a terra da eterna primavera”, já que as temperaturas se mantêm entre os 16 e os 26 graus em todas as estações do ano e, por isso, são o destino preferido dos Europeus para fugir do inverno. O que mais gostamos das Ilhas Canárias é que cada uma delas possui algo muito especial e único a visitar, como o vulcão Teide, em Tenerife (o da foto!!), as Dunas de Maspalomas, em Gran Canária, as Tierras Rojizas, em Lanzarote e as águas cristalinas em Fuerteventura. Além disso, todas possuem uma variedade incrível de animais marinhos que podem ser observados em passeios de barco que saem diariamente da costa. Seja qual for a ilha que você escolher, podemos garantir duas coisas: não vão faltar coisas para fazer e que não vai passar frio nem um só dia.

Chipre

Esse pequeno país de forte herança cultural grega está localizado no mar Mediterrâneo, bastante próximo da Ásia. Integrante da União Europeia, o Chipre é de fácil acesso para qualquer viajante que já esteja no continente. A única ressalva é que um terço desta ilha está sob o comando da autoproclamada República Turca do Norte de Chipre, um governo não reconhecido oficialmente, mas que utiliza a força militar para controlar a entrada e saída da população nessa parte do território. Esse facto não representa nenhum perigo aos visitantes mas é importante lembrar que é imprescindível ter o passaporte para se mover entre o norte e sul do país. Entre os atrativos do Chipre estão as suas infinitas praias paradisíacas, as aldeias pitorescas, monumentos gregos e fenícios e até os lagos onde Adónis e a deusa Afrodite se apaixonaram. O clima da ilha no inverno permanece sempre acima dos 10 graus e há, pelo menos, 300 dias de sol por ano.

Malta

Bastante popular entre os estudantes de intercâmbio que querem estudar inglês a preços mais acessíveis, Malta tem se tornado cada vez mais conhecida em todo o mundo e faz jus à fama que tem. O pequeno país possui paisagens naturais impressionantes e uma herança cultural bastante rica que mistura construções muçulmanas com monumentos cristãos. No inverno, as temperaturas costumam permanecer por volta dos 10 a 15 graus, mas em alguns dias podem chegar aos 20. O mais importante é que as cidades continuam movimentadas e com muitas atrações disponíveis para os turistas, embora a agitação não chegue nem de perto à que existe no verão. Outra grande vantagem também é que as escolas de inglês oferecem descontos bastante atrativos nesta época e é possível conciliar os estudos com o trabalho voluntário.

Ilha da Madeira

Os portugueses dizem que a ilha da Madeira é tão bonita que foi lá que a primavera escolheu tirar férias durante o inverno. Com temperaturas por volta dos 20 graus nas quatro estações e cenários bastante floridos, a região possui tantos atrativos que há visitantes durante todo o ano e sempre dizem que queriam ter ficado mais tempo. A Madeira também é muito conhecida por sua enorme oferta de trilhos que existem desde o século XV e proporcionam vistas incríveis de todas as partes da ilha. Este contacto com a natureza é, definitivamente, um dos pontos fortes da região, assim como a sua gastronomia incomparável. Se decidir visitar a ilha da Madeira, não deixe de provar o saboroso vinho da Madeira e o bolo de mel, doce típico natalício e que está disponível em todo o lado durante o inverno.

Málaga

A cidade de Málaga, localizada no sul de Espanha, também é uma ótima opção para escapar do frio. Por lá, o sol aparece, em média, 300 dias por ano e as temperaturas durante o inverno variam entre os 12 e os 17 graus. É possível até encontrar alguns turistas com mais calor a tomar banho no mar e a aproveitar para se bronzear nesta época do ano. Se ainda prefere evitar a água do mar neste clima, pode aproveitar os mananciais de águas termais. São de acesso público e gratuito, com águas quentinhas e com fortes poderes energizantes, segundo a população local. Diz a lenda que as tropas romanas de César banhavam-se nessas águas antes de enfrentar uma batalha e que o próprio imperador se beneficiou dessas águas mágicas. O caminho até aos mananciais é um trilho pela natureza, perfeito para completar esta experiência e aquecer todo o corpo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here