Mundo Abreu quer tornar-se num evento de experiências para quem pretende viajar

Mundo Abreu quer tornar-se num evento de experiências para quem pretende viajar

0

O Mundo Abreu, que irá realizar-se a 6 e 7 de abril, tem o objetivo de deixar de ser uma feira de viagens convencional para passar a ser um evento para experienciar destinos.

“A grande novidade do conceito passa pela inovação, deixando o conceito de feira de viagens e passando a ser um evento onde as pessoas podem experienciar”, avançou, esta manhã, em Lisboa, em conferência de imprensa, Luís Costa, responsável pela área de fidelização de clientes da Agência Abreu. Segundo o profissional, “o objetivo é que o cliente passe connosco o dia todo com entretenimento”.

Este ano o Mundo Abreu irá ter um tema, “A Viagem da Sua Vida”, e através dele irão decorrer apresentações e conversas sobre esses destinos durante o certamente.

Para acompanharem este novo conceito do Mundo Abreu, também os parceiros institucionais do evento, entre os quais entidades hoteleiras, companhias aéreas, regiões de turismo e representações de turismo internacionais, foram desafiados a criar stands com “novos layouts, interativos e capazes de proporcionar experiências aos visitantes”, referiu Pedro Morgado diretor da Agência Abreu.

Pedro Morgado relembrou que o Mundo Abreu é um evento para o cliente final e não para o trade e por isso a importância de todos os stands aceitarem este desafio da interatividade com o cliente.

José Manuel Ferraz, diretor geral da Agência Abreu, esclareceu ainda que na edição deste ano haverá 75 postos de vendas na sala de reservas, aos quais acrescem cerca de outros 30 que irão ficar espalhados pelos stands dos parceiros.

À semelhança dos anos anteriores, a brochura a ser lançada para a feira irá estar disponível 15 dias antes da sua realização.

Quanto a previsões os responsáveis preferiram ser comedidos. José Manuel Ferraz assume que “as vendas antecipadas têm cada vez maior peso e isso poderá tirar vendas ao Mundo Abreu”, embora preveja um incremento entre 5% e 10% das que irão realizar durante o evento”.

Quanto ao investimento que irão fazer na feira, José Manuel Ferraz escusou-se a revelar valores, mas garantiu que será “muito superior” ao das edições anteriores.

SIMILAR ARTICLES

SEM COMENTÁRIO

Leave a Reply