Número de alunos portugueses em escolas de topo de Hospitality Management cresce...

Número de alunos portugueses em escolas de topo de Hospitality Management cresce 8%

0

Num ano em que o setor do turismo português irá bater todos os recordes, esperando-se mais de 21 milhões de visitantes num ano, também a presença portuguesa nas escolas Les Roches Global Hospitality Education e em Glion Institute of Higher Education apresenta um crescimento de 8% face a 2016.

Consideradas duas das melhores instituições de ensino em Hospitality Management, Les Roches e Glion recebem alunos de mais de 90 nacionalidades nos campos da Suíça, Marbella, Londres, Shanghai e Jordânia.

Este aumento percentual revela a importância que os estudantes portugueses dão à formação numa área em franca expansão no nosso país, optando por instituições de ensino que são um selo de garantia em termos pedagógicos e que garante a colocação de cerca de 90% dos alunos.

A par dos números globais do turismo nacional, o crescimento da presença de alunos portugueses nestas duas instituições deve-se também à estratégia implementada pelo grupo Sommet Education que tem por base o fornecimento de toda a informação sobre os cursos de forma personalizada, sobre os processos de recrutamento e admissão por parte de algumas das melhores escolas de hotelaria do mundo a potenciais candidatos e alunos portugueses.

Uma estratégia que se materializa em ações como Roadshows, Personal Meetings e ações one-to-one com instituições de ensino e cadeias hoteleiras em solo nacional.

Pedro Martins Educational Counselor Portugal afirma que “é extremamente importante aproveitar toda a atenção internacional sobre Portugal e teremos todos os agentes envolvidos que superar as expetativas e apresentar serviços e experiências únicas e de excelência. A crescente presença de alunos portugueses em Glion e Les Roches é muito vantajoso para o turismo nacional. A formação administrada a estes alunos é única e muito importante para este setor da nossa economia.”

SEM COMENTÁRIO

Leave a Reply