Start-up portuguesa permite a clientes da restauração e hotelaria darem “gorjetas digitais”

0
41

Fruto da pandemia COVID-19 e a pensar nos colaboradores da restauração e de hotelaria, a startup portuguesa lançou o Classihy Tips, uma nova forma de gratificar sem ter que tocar em dinheiro.

Agora que (quase) tudo na restauração e hotelaria passou a ser digital e contactless, também já é possível dar gorjetas em restaurantes e hotéis de forma totalmente digital.

Através do sistema de feedback desenvolvido pela start-up portuguesa Classihy, em que o cliente pode avaliar cada funcionário individualmente mas sempre pela positiva, o cliente pode agora também agora gratificá-lo digitalmente. Assim as clássicas “gorjetas” que eram dadas em dinheiro estão agora à distância de um QR Code.

Gostou especialmente do serviço de um funcionário? Pode agora dar-lhe uma gratificação pelo seu trabalho no final da refeição ou da estadia.

Para tal, apenas tem que identificar o funcionário que o atendeu (nome e fotografia estão visíveis na Classihy) e o método de pagamento (cartão multibanco ou Apple Pay e Google Pay). As gratificações estão pré-definidas e começam em 2€ mas podem ir até 100€. O dinheiro é colocado na conta de cada colaborador na Classihy, que pode pedir a transferência para a sua conta a qualquer momento. Os funcionários não pagam qualquer comissão para ter acesso a este serviço, apenas são descontados 5% para cobrir os custos relacionados com as transações bancárias e a manutenção da conta.

Para além das gratificações simplificadas cada colaborador pode, no seu perfil, definir objetivos pessoais para este dinheiro e torná-los públicos para que os clientes que visualizam o seu perfil terem conhecimento dos mesmos. Estes objetivos, caso o funcionário os deseje estabelecer, são definidos por categorias e podem ter valores-objetivo. Exemplos desses objectivos são: Objetivo Ambiental: Comprar uma bicicleta elétrica para ir trabalhar / 900€; Objetivo Familiar: Plano de Saúde para os filhos / 259€; Objetivo Social: Adoptar um animal abandonado / 400€.

O cliente pode decidir oferecer uma parte do objetivo de cada colaborador ou o montante correspondente ao valor que ainda está em falta. Neste caso, o colaborador poderá pedir a transferência desse valor para a sua conta apenas quando tiver completado o objetivo.

“Realizámos um inquérito junto de alguns funcionários da restauração e da hotelaria e concluímos que o número e valor das gratificações recebidas diminuiu drasticamente no último ano. Estudos recentes indicam também que os clientes estão menos propensos a pegar em dinheiro e dar a clássica gorjeta em espécie. Decidimos então criar algo que pode representar um rendimento suplementar alternativo para os colaboradores, obtido de forma 100% digital” afirma Ariane de Melo, CEO da Classihy.

Para quem pretender experimentar esta nova forma de gratificar, já pode fazê-lo em dois espaços em Lisboa, o Tapas Bar 52 no Príncipe Real e o Restaurante da Associação Naval de Lisboa na Doca de Belém.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here