Terça-feira, Setembro 25, 2018
Tags Post com a tag "TAP"

TAP

0

A TAP vai aproximar ainda mais o Porto e Lisboa. Estão já disponíveis para venda os novos horários da Ponte Aérea, que aumentam o número de frequências diárias, para viagens a partir de 28 de outubro.

Com o principal objetivo de aumentar a pontualidade na Ponte Aérea, os horários dos voos vão ser otimizados, criando maiores tempos de rotação em terra da aeronave entre voos, dos atuais 30 para 55 minutos. Esta alteração só é possível com a adição de mais um avião ATR à frota, que passa a contar com um total de nove aeronaves.

0

A Airhelp, empresa especializada na defesa dos direitos dos passageiros aéreos e especialista ainda na obtenção de compensações por perturbações em voos, avança que cerca de 152.000 passageiros foram afetados por perturbações em voos de Portugal e são elegíveis a receber compensações de acordo com o regulamento EC261. Os pedidos de compensações poderão representar para estes passageiros afetados um valor global de maisde 50 milhões de euros.

A empresa analisou o período das férias de verão de 2018 (entre 1 de julho e 31 de agosto) para perceber quais os impactos das perturbações que se fizerem sentir em voos com partida ou chegada a Portugal.

As companhias com mais perturbações

Analisando as companhias aéreas que voaram de e para Portugal que registaram mais perturbações, a AirHelp conclui que cerca de 63.000 passageiros da TAP são elegíveis a receber compensações, as quais poderão representar um valor global de cerca de 20 milhões de euros. Segue-se a Ryanair, com cerca de 28.000 passageiros afetados e um valor global de compensações que pode chegar aos 10milhões de euros. No top das companhias com mais problemas, surgem também a EasyJet e a Vueling, contabilizando mais de 20.000 e 7.000 passageiros que sofreram perturbações, os quais poderão ter direito a um valor global de cerca de 6 e 2 milhões de euros em compensações, respetivamente.

Neste período, cerca de 50% dos voos da TAP que partiram de Portugal sofreram perturbações. Mais de 7.000 voos tiveram um atraso entre 15 e 180 minutos, cerca de 80voos atrasaram-se mais de 180 minutos e cerca de 250 voos foram cancelados.

No caso da Ryanair, cerca de 21% dos voos com partida de Portugal sofreram perturbações. Mais de 1.200 voos tiveram um atraso entre 15 e 180 minutos, perto de 30 voos tiveram um atraso superior a 180 minutos e cerca de 70 voos foram cancelados.

Pontualidade nos principais aeroportos portugueses

Na análise da AirHelp, destacam-se pela positiva os aeroportos de Faro e Madeira, que apresentam uma pontualidade nas partidas de 81% e 77%, respetivamente. O aeroporto Humberto Delgado(Lisboa), que tem bastante mais partidas, apresenta a pior média: 49% das partidas chegam ao destino com atraso.

O aumento significativo de montantes de compensação deve-se a vários fatores, entre os quais a decisão do Tribunal de Justiça da União Europeia (TJUE) no início deste ano, que declarou que as greves de pessoal das companhias aéreas não podem ser consideradas circunstâncias extraordinárias, responsabilizando as companhias pelas mesmas e obrigando-as a compensar os passageiros. Existiram ainda decisões favoráveis à proteção dos direitos dos passageiros em relação a ligações de voos perdidas. Além destes fatores, o fenómeno do overtourism tem desafiado as capacidades dos aeroportos.

Problemas no voo: estes são os direitos dos passageiros

A AirHelp recorda que, no caso de atrasos, cancelamentos de voos ou impedimento de embarque, os passageiros podem ter direito a uma compensação até 600 € por pessoa, em determinadas circunstâncias. As condições para que tal aconteça determinam que o aeroporto de partida se encontre dentro da UE ou que a companhia aérea tenha sede na UE. Além disso, a razão da perturbação deve ser causada pela companhia. O direito à compensação financeira deve ser reclamado no prazo de três anos a contar da data da perturbação.

Por outro lado, circunstâncias extraordinárias como tempestades ou emergências médicas isentam as companhias da obrigação de compensar os passageiros.

0

A TAP iniciou esta segunda-feira, 10 de setembro, as vendas dos voos para os três novos destinos que começa a operar em Abril de 2019, Telavive, Dublin e Basileia.

De acordo com o CEO da TAP, Antonoaldo Neves, “é mais um passo no caminho de forte crescimento estratégico que a Companhia tem vindo a percorrer nos últimos anos e que continuará a desenvolver”.

Os voos entre Lisboa e Telavive, em Israel, realizados em equipamento A321 Long Range, com capacidade para 168 passageiros, vão ser diários, com partida da capital portuguesa às 14:20 e chegada a Israel às 21:30. De Telavive, partem às 5:05, chegando a Lisboa às 9:00.

Para Dublin, a TAP vai oferecer duas ligações por dia, com partida de Lisboa às 7:05 e 14:00 e chegada à capital da República da Irlanda às 9:50 e 16:45, de onde partem de regresso às 10:35 e17:30 chegando ao aeroporto Humberto Delgado às 13:15 e 20:10. A rota será operada com aeronave A319 e A320 com capacidade para 144 ou 168 passageiros.

Já entre Lisboa e Basileia serão também operados dois voos diários em equipamento A319 e A320. Partidas de Lisboa às 6:40 e 15:50, com chegadas a Basileia às 10:20 e 19:30. No regresso, partidas de Basileia às 11:05 e 20:15, que aterram em Lisboa às 13:00 e 22:10. Refira-se que o aeroporto de Basileia se situa junto de uma fronteira tripartida, servindo simultaneamente, além  da cidade Suíça de Basileia, as cidades de Mulhouse (França) e Friburgo (Alemanha).

Com a inauguração destas três novas rotas, a TAP vai passar a voar para um total de 91 aeroportos, em 88 cidades de 36 países.

Também esta segunda-feira, a TAP lança uma campanha publicitária das novas rotas, com o mote ”Here We Go” e é focada nos meios online.

0

A TAP batizou o seu novo avião A321neo, o primeiro A321neo da sua frota, com o nome Júlio Pomar, em homenagem ao pintor e escultor português.

o A321neo Júlio Pomar é o terceiro a chegar à TAP, dos 37 aviões que aterram na Companhia até ao final do próximo ano. Ao todo, até 2025, a TAP vai receber 71 novos aviões, renovando assim totalmente a sua frota com aviões mais modernos, confortáveis, na vanguarda tecnológica e mais eficientes em cerca de 15 por cento em termos de consumo de combustível e de redução das emissões de CO2.

Júlio Pomar (1926-2018) deixou uma obra multifacetada, incluindo pintura, escultura, desenho, gravura e cerâmica. É uma verdadeira honra ter Júlio Pomar a voar connosco.

À semelhança da frota atual, todos os novos aviões vão receber o nome de destacadas personalidades portuguesas, com legado em diferentes áreas de atividade.

0

O primeiro A330neo da TAP Air Portugal completou esta terça-feira, 15 de maio, o seu voo inaugural, cuja duração foi de 4 horas e 32 minutos. Este novo avião junta-se à frota de aviões de teste do modelo A330-900, que já está a executar voos de teste desde o dia 19 de outubro de 2017.
Este avião está equipado com instrumentos de teste de voo, para verificar os sistemas de cabine, como o ar condicionado, espaços para descanso do pessoal de voo, entre outros.
Oferecendo os menores custos operacionais na sua categoria, e graças ao investimento contínuo nas inovações mais recentes, o A330neo é o avião mais lucrativo e com melhor performance na sua categoria.

0

A TAP tem uma oferta muito forte entre Portugal e Marrocos, país para onde realiza 28 voos por semana, que ascendem a 35 no pico do verão IATA, ligando Lisboa a quatro cidades marroquinas.

A primeira rota entre os dois países, iniciada em outubro de 2008, foi para Casablanca, com uma oferta de seis voos por semana. No primeiro ano de operação, a TAP transportou 17 mil passageiros entre Lisboa e Casablanca. Com a atual oferta de um voo diário, a TAP transportou, no ano de 2017, 69 mil passageiros nesta rota.

Entre Lisboa e Marraquexe, os voos da Companhia nacional tiveram início em 2010, com três voos semanais e um total de 15 mil passageiros transportados no primeiro ano de operação. Em 2017, a TAP transportou nesta ligação 95 mil passageiros e oferece atualmente dois voos por dia.

A terceira rota entre os dois países foi para Tânger, lançada em outubro de 2013. Trata-se, neste caso, de uma operação sazonal, que opera no verão IATA (de março a outubro). Em período de pico, a oferta ascende, na rota Lisboa – Tânger, a um voo diário. No primeiro ano completo, a TAP transportou nos voos desta rota 11 mil passageiros. No acumulado de 2017, este número já ascendeu a 19 mil.

Finalmente, no final de outubro do ano passado, a TAP apostou também em voos para Fez, com um voo diário em períodos de pico. Desde o lançamento desta nova rota, e até final de março de 2018 – em apenas cinco meses, portanto – a companhia já transportou mais de 12 mil passageiros.

Companhia leva Henrique Sá Pessoa, um dos chefes TAP Taste the Stars, a Marraquexe

A TAP Air Portugal, a A Be Live Hotels e o Turismo de Marrocos, levam o Chef Henrique Sá Pessoa a Marrakech para uma criação gastronómica de influência marroquina.

O Evento Be Touched in Marrakech by Henrique Sá Pessoa decorre nos dias 11 e 12 de Maio no Hotel Be Live Collection Adults Only de 5 estrelas e recebe dezenas de convidados e jornalistas marroquinos e portugueses.

Reconhecido como uma das grandes referências no panorama da alta cozinha contemporânea portuguesa, e distinguido com uma estrela Michelin no restaurante Alma, o Chef Henrique Sá Pessoa, que integra também o projeto “TAP Taste de Stars” e desenvolve refeições de bordo para a Companhia aérea portuguesa, aceitou embarcar nesta experiência gastronómica única.

O “Taste the Stars” é mais um dos compromissos assumidos pela TAP para dar a conhecer o melhor de Portugal ao mundo. Em conjunto com alguns dos mais reputados intérpretes da gastronomia portuguesa, a TAP, reconhecidamente uma das maiores promotoras e embaixadoras de Portugal, dos seus destinos turísticos, da gastronomia, vinhos, património, tradições e cultura, vai contribuir para a valorização e notoriedade a nível mundial deste valioso e inigualável património.

Com o projeto “Taste the Stars”, os chefs Henrique Sá Pessoa, José Avillez, Miguel Laffan, Rui Paula e Rui Silvestre, estão a criar refeições para os passageiros da TAP, descobrir, promover e incentivar novos talentos da culinária portuguesa, reinventar a utilização de produtos das várias regiões nacionais nas refeições de bordo, participar em eventos nacionais e internacionais de promoção da gastronomia portuguesa.

0

A TAP volta a registar mais um mês com aumento no número de passageiros transportados, somando, em abril, 1.35 milhões no total das rotas da sua rede. Desde o início do ano, a companhia já registou um aumento de 17,4 por cento, ou seja, mais 703 mil passageiros transportados face ao mesmo período de 2017.
As rotas europeias, com destaque para Espanha (+22,6 por cento), Alemanha (+19,2 por cento) e França (+11 por cento) foram aquelas onde o crescimento foi mais acentuado, permitindo à TAP conquistar mais 108 mil passageiros do que no mês de abril do ano passado.
Destaque ainda, em abril, para as rotas Lisboa-Funchal e Lisboa-Paris que alcançaram, pela primeira vez, mais de 62 mil passageiros transportados num mês.
Em abril, a taxa de ocupação dos lugares oferecidos manteve-se idêntica à do mês anterior e foi em termos médios de 85 por cento, com destaque para as rotas da América do Norte e Canadá, que registaram taxas de ocupação de 88,5 por cento, e do Brasil, onde 86,4 por cento dos lugares oferecidos pela Companhia foram absorvidos pela procura.
Também na Carga, a TAP teve em abril um mês de crescimento. A companhia transportou 6.844 toneladas de carga e correio, o que representa um aumento de 17 por cento face ao período homólogo de 2017.

0

Aumentando os benefícios oferecidos aos clientes, este acordo permitirá que ambas as companhias aéreas cooperem através dos voos diretos da Volotea para Portugal (Algarve-Faro) à partida de França e Itália.

A TAP Air Portugal e a Volotea, companhia aérea que opera em cidades europeias de pequena e média dimensão, chegaram a um acordo que permitirá à TAP colocar o seu código em todas as rotas operadas pela Volotea à partida de Faro para França e Itália.

As duas companhias implementaram um code-share através do qual a TAP aplicará o seu código nas quatro rotas diretas já operadas pela Volotea a partir de Faro (Portugal) – para Nantes, Bordéus, Marselha (França) e Verona (Itália).

Os voos da Volotea com destino a Faro são operados sete vezes por semana: de Nantes (às terças, quintas e domingos), de Bordeaux (às quintas-feiras), de Marselha (às quintas-feiras e domingos) e de Verona (às quartas-feiras).

Os voos comercializados pela TAP com o seu próprio código estão disponíveis para reservas através dos sistemas de reservas da TAP e em www.flytap.com, bem como através de sistemas de reservas globais. Voos operados pela Volotea estão disponíveis para reserva através de seu próprio site – em www.volotea.com.

Através deste code-share, a TAP oferecerá opções de viagens adicionais aos seus clientes, adicionando o seu próprio código a três novas rotas em França e uma em Itália, oferecendo pela primeira vez serviços diretos de Faro para Nantes, Bordéus, Marselha e Verona operados pelo seu parceiro de code-share Volotea. Verona passa assim a ser um novo destino oferecido pela TAP diretamente.

A partir de abril de 2018, a Volotea também opera duas novas rotas diretas para Portugal (Madeira) a partir dos aeroportos de Marselha e Bordeaux (França).

“Estamos muito entusiasmados em implementar este primeiro acordo de code-share na história da Volotea que irá claramente beneficiar os consumidores, conectando importantes cidades francesas e italianas com o dinâmico mercado português”, afirmou Carlos Muñoz, fundador e CEO da Volotea. “Além disso, permitirá à Volotea crescer ainda mais, ter uma geografia mais ampla, uma sazonalidade mais longa e em parceria com a TAP Air Portugal, uma das companhias aéreas mais fortes da Europa”.

“Este novo code-share tem como objetivo oferecer aos clientes da TAP mais opções de serviços, aumentando as possibilidades de conectividade de voos de Portugal para a França e Itália”, afirmou Antonoaldo Neves, CEO da TAP Air Portugal.

Com este acordo, ambas as companhias aéreas trabalharão juntas para fortalecer os benefícios do cliente. A Volotea espera melhorar sua distribuição em Portugal, unindo-se à transportadora aérea portuguesa mais reconhecida no mundo. Ambas as companhias continuarão a analisar as possibilidades futuras de expansão da sua parceria.
27 ABRIL 2018

0

A TAP recebeu, está terça-feira, dia 17 de abril, o seu primeiro A320neo, dando sequência ao objetivo de uma enorme modernização da frota que tem ao seu serviço.

A chegada a Lisboa deste primeiro A320neo é um marco importante no ambicioso plano de investimentos definido aquando da privatização da Companhia e que vai permitir à TAP transformar-se na operadora com uma das frotas mais modernas ao seu serviço a nível mundial.
Os novos acionistas da TAP anunciaram, logo após a assinatura do contrato de privatização, uma encomenda de 53 novos aviões de última geração à Airbus.

Foram então contratados à fabricante europeia 15 A320neo, 12 A321neo, 12 A321LR (Long Range) e 14 A330neo.

De então para cá, a TAP contratou já novos aviões adicionais, que acrescem à encomenda de 53 realizada à Airbus.

Estes novos contratos preveem a integração na frota da TAP já este ano de um A320neo, dois A321neo e um A330neo e de três A320neo, três A321neo, dois A321LR e seis A330neo ao longo de 2019, num total de 18 aeronaves adicionais à encomenda original de 53 novos aviões à Airbus.

A partir de agora e até 2025, a TAP receberá assim 71 novos aviões, mais modernos, confortáveis, na vanguarda tecnológica e mais eficientes em cerca de 15 por cento em termos de consumo de combustível e de redução das emissões de CO2.

Recorde-se que a Companhia portuguesa será a primeira operadora do mundo a voar o novo A330-900neo, que virá equipado com interiores de cabina AirSpace by Airbus, com o qual os passageiros, bem como os tripulantes da TAP, vão poder beneficiar de uma nova experiência de viagem proporcionada por este inovador design de cabina de avião. Desenvolvido a pensar nos passageiros e nas companhias aéreas, o Airspace abrange quatro pilares básicos: conforto, ambiente, serviço e design.

A modernização da frota da TAP com os mais avançados aviões disponíveis no mercado vai permitir à Companhia aumentar a sua oferta e crescer para novos destinos, de forma ainda mais eficiente, reforçando a sua competitividade na arena global e contribuindo para uma crescente centralidade de Portugal enquanto hub Atlântico do transporte aéreo e para a atração de novos fluxos turísticos para o País.

0

As bolsas de conforto (amenity kit) oferecidas aos passageiros a bordo dos voos de longo curso da TAP conquistaram ontem, nos Travel Plus Awards, em Hamburgo, dois Gold Awards, vencendo as respetivas categorias.

A edição especial do amenity kit da TAP desenhada para os voos retro que a Companhia tem levado a vários aeroportos do mundo, evocando o ambiente dos anos 70, foi eleita a melhor do mundo na categoria “Special Edition/Promotional Kit”.

Também o kit que a TAP oferece a bordo a bebés ou crianças recebeu a distinção máxima, desta vez na categoria “Baby/Infant Kit”.

Os Travel Plus Awards são considerados os únicos prémios independentes a nível mundial na área das bolsas de conforto, inseridas num conceito de hospitalidade a bordo, e são decididos por um painel constituído exclusivamente por passageiros experimentados.

Estes prémios celebram a excelência no design dos amenity kit a nível global e são abertos à participação das companhias aéreas que operam voos regulares ou não-regulares, domésticos ou internacionais, bem como a fornecedores e designers de amenity kit.