Aeroporto de Lisboa celebra 75.º aniversário de olhos postos no futuro

Aeroporto de Lisboa celebra 75.º aniversário de olhos postos no futuro

0

O Aeroporto de Lisboa celebrou o seu 75.º aniversário, esta segunda-feira, 13 de novembro, numa altura em que vai registar o melhor ano de sempre, com a estimativa de mais de 26 milhões de passageiros processados no final de 2017, ou seja, mais 4.5 milhões de passageiros que em 2016.

Segundo um comunicado da ANA – Aeroportos de Portugal, nos últimos quatro anos, o Aeroporto de Lisboa cresceu 7,2 milhões de passageiros, enquanto nos oito anos anteriores o incremento registado foi de 4,6 milhões.

“Os sucessivos recordes de passageiros que têm vindo a ser alcançados ano após ano têm resultado num contributo inestimável para a cidade de Lisboa, que vive igualmente os melhores anos turísticos de sempre, numa altura em que o setor do turismo é um dos principais pilares da nossa economia e do desenvolvimento do país. Em Lisboa esse facto fica fortemente ligado ao desempenho do Aeroporto de Lisboa, uma vez que 95% dos turistas chegam à capital portuguesa por avião”. Um crescimento exponencial de tráfego que levou a ANA Aeroportos de Portugal e a VINCI Airports a investir continuamente em melhorias na infraestrutura, que permitiram gerar eficiências com os consequentes aumentos de capacidade.

Para o futuro próximo estão já projetados mais investimentos, que deverão estar disponíveis no verão IATA 2018. É o caso da duplicação de canais de embarque de todas as portas Schengen do Terminal 1 que ainda não possuem esta facilidade. Mas também da criação de duas novas portas de embarque Não Schengen, ou da instalação em curso de linhas automáticas no controlo de segurança, que permitirão aumentar significativamente o processamento de passageiros e a qualidade do serviço prestado. Dos investimentos previstos faz igualmente parte a renovação da zona de check-in.

Estes investimentos antecipam a necessidade de capacidade nos diferentes sistemas do aeroporto que decorrerá da disponibilização de mais espaço aéreo por parte das entidades responsáveis.

Na cerimónia que ontem teve lugar no terminal de chegadas do aeroporto e que contou com as presenças do ministro do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques, do presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, do CEO da VINCI Concessions e presidente da VINCI Airports, Nicolas Notebaert e do CEO da ANA Aeroportos de Portugal, Carlos Lacerda, falou-se também do futuro e na defesa da criação no Montijo de um novo aeroporto civil. Uma proposta da ANA Aeroportos de Portugal e VINCI Airports que será agora avaliada.

Segundo Nicolas Notebaert, CEO da VINCI Concessions e presidente da VINCI Airports, “um novo aeroporto no Montijo é a melhor solução para o país, para Lisboa, bem como para a região metropolitana de Lisboa, principalmente para o Sul desta área, e é a melhor solução para os passageiros e para as companhias aéreas”, referindo ainda que “é a solução que permite uma resposta atempada e minimização da perda de passageiros face à expectativa de crescimento de trafego aéreo, além de permitir estar concluído mais cedo, por prever uma infraestrutura existe que pode ser usada. É também a solução menos exigente na necessidade de desenvolvimento adicional de acessibilidades.”

Carlos Lacerda, presidente da Comissão Executiva da ANA Aeroportos de Portugal, confirmou que “já entregámos uma proposta para o aumento da capacidade aeroportuária de Lisboa, através do Aeroporto Humberto Delgado e de um novo aeroporto no Montijo” e esclareceu que “os próximos passos envolvem um trabalho de aprofundamento e detalhe das várias dimensões da proposta”, acrescentando ainda que “é só o primeiro passo do que sabemos que será um trabalho conjunto entre todas as entidades envolvidas, que continuará a correr com total empenho e com a atitude positiva que temos sentido até agora na solução, com vista aos objetivos da região e do país.”

Assista ao vídeo do Aeroporto de Lisboa 1942-2017.

 

SEM COMENTÁRIO

Leave a Reply