Air Transat alerta passageiros para obrigatoriedade de realizar teste à COVID-19

0
37

A partir de agora, os nacionais e estrangeiros com residência legal em Portugal, bem como o pessoal diplomático acreditado em Portugal, devem apresentar resultado negativo no teste à COVID-19 (RT-PCR), realizado até 72 horas antes da partida ou serão obrigados a realizar o teste à chegada ao aeroporto, pagando uma quantia de 100 euros, sem que possam sair do aeroporto até terem o resultado negativo do teste.

A companhia permite aos passageiros que tenham feito reservas antes de 14 de janeiro, para partidas entre 17 e 24 de janeiro, podem alteras as datas das suas viagens sem qualquer penalização, mas com diferença de preço ou cancelar com crédito em arquivo válido por um ano.

Para voos do Canadá para Portugal, apenas os seguintes passageiros têm permissão para entrar no país: Cidadãos de um estado membro da União Europeia ou de um país associado ao espaço Schengen, bem como os seus familiares; cidadãos repatriados no âmbito da assistência consular; os nacionais de países terceiros que viajam por motivos profissionais ou de estudo, para reagrupamento familiar, por motivos de saúde e humanitários e ao abrigo do princípio da reciprocidade. São proibídas viagens em lazer.

Se a viagem for considerada como “viagem essencial” nessas três categorias, é obrigatório apresentar um resultado negativo à COVID-19 (RT-PCR) à chegada realizado nas 72 horas anteriores ao horário de partida. Os estrangeiros que viajem para Portugal sem terem feito o teste COVID-19 terão a sua entrada recusada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here