António Trindade: “A inflação dos custos [na hotelaria] não deverá determinar uma inflação nas vendas”

António Trindade, presidente e CEO do grupo PortoBay Hotels & Resorts, afirmou à imprensa, num evento realizado à margem da BTL, no PortoBay Liberdade, intitulado “A Nossa Bistronomia”, que a diferenciação do produto e o channel management são fundamentais no combate à inflação que tem agora início.

O hoteleiro madeirense deixou claro que “a inflação dos custos [na hotelaria] não deverá determinar uma inflação nas vendas”. Isto porque, segundo explica, “o grande custo da gestão [hoteleira] é o custo salarial, e não estou a falar de 20% de aumentos salariais”, mas de “matérias-primas, sobretudo, para a área das comidas e bebidas”, que representam “entre 25 e 35% da receita”.

Para António Trindade a resposta à inflação passa pela diferenciação do produto que define como “muito importante, quer em termos de cada empresário, cada hoteleiro, quer em termos de destino”, ou seja, de região. “É importante [o hoteleiro] manifestar a diferenciação que pode encontrar em cada uma das suas regiões para marcar a diferença e efetivamente poder aplicar, apesar de tudo, a atualização de preços que seja necessária”, disse.

Neste momento, e tendo em conta a operação turística, o responsável avançou que “é preciso ter consciência dos custos e enfrentá-los”, surgindo assim uma “alteração do modelo”. Na sua opinião, “é fundamental entendermos que temos de viver em ambientes onde a ação e a reação têm de ser feitas num ciclo muito mais curto e, para isso, é importante ter, da parte deles [operadores turísticos], esse entendimento”.

2022 apontado como o ano de consolidação do pós-pandemia

No que respeita à retoma, António Trindade assegura que já conseguiram começar a sentir alguma na segunda metade do ano passado. “Já temos as primeiras provas de que este ano será o ano de consolidação daquilo que já começámos a sentir no segundo semestre de 2021″, referiu.

O presidente do grupo PortoBay mostra-se otimista e com “fortes expetativas” em relação a 2022, caso não venha a acontecer “algo novamente de catástrofe”, e no que respeita à Guerra entre a Ucrânia e a Rússia afirma que “poderão surgir constrangimentos”, mas, até à data, não tem havido cancelamentos, não tem havido redução de reservas”.

António Trindade adiantou que “o ritmo de reservas para este ano é superior àquele de 2019″, com o Porto a atingir reservas que irão permitir atingir cerca de 80% de taxa de ocupação, principalmente devido ao “aumento do tráfego aéreo” e da “proximidade ibérica”, ao passo que em Lisboa as últimas duas semanas têm sido “bastante positivas”, com reservas que poderão fazer chegar a uma taxa de ocupação de 70%, à semelhança do Algarve. Já na Madeira, onde o grupo tem o seu maior número de unidades hoteleiras, as reservas apontam para uma taxa de ocupação em torno dos 90%.

António Trindade acredita que o mediterrâneo ocidental vai beneficiar de grande parte do turismo que não poderá dirigir-se para Leste, devido ao conflito aí vivido.

Investimento em remodelações, sustentabilidade e gastronomia

5,5 milhões de euros foi quanto o grupo investiu na remodelação profunda de três das suas unidades, nos últimos dois anos. Foram eles os cinco estrelas The Cliff Bay, localizado na Madeira, o PortoBay Teatro, no Porto, e o PortoBay Rio de Janeiro, no Brasil.

Por outro lado, o grupo decidiu investir 1,3 milhões de euros na eficácia energética de alguns hotéis durante este ano, permitindo a redução de emissões carbónicas em torno dos 6,5%. A título de exemplo, António Trindade falou sobre a remodelação da fachada do PortoBay Rio de Janeiro e a substituição das janelas nos quartos do The Cliff Bay. Para além disso, têm vindo a investir na redução de materiais plásticos, papel e otimização dos recursos hídricos.

No que toca à gastronomia, o hoteleiro afirma que entende “ser fundamental que a gastronomia seja um elemento de diferenciação e de experiência”. Desta forma, o restaurante italiano Il Basílico passa a fazer parte das unidades de quatro estrelas de Lisboa e do Porto, ao passo que o Bistrô4 passa a constar de todas as unidades de cinco estrelas do grupo.

António Trindade evidenciou ainda que o Il Gallo D’Oro renovou as duas estrelas Michelin, para além de ainda receber a estrela verde, dado o seu investimento na sustentabilidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here