Atelier Às Duas Por 3 é o vencedor de desafio “O Mais...

Atelier Às Duas Por 3 é o vencedor de desafio “O Mais Português Hotel do Mundo”

0

A dupla de designers Inês Cesteiro e Sónia Rodrigues, do atelier Às Duas Por 3 é a grande vencedora do concurso de design lançado no âmbito do projeto “O Mais Português Hotel do Mundo”, pelo Grupo Hoti Hotéis em conjunto com a Fundação AIP. A apresentação da equipa vencedora teve lugar esta segunda-feira, 3 de julho, no hotel Star inn Lisbon, onde estiveram presentes as seis designers responsáveis pelas diferentes áreas do futuro empreendimento.

O concurso surgiu no seguimento de uma parceria entre a Fundação AIP e o Grupo Hoti Hotéis para o desenvolvimento de “O Hotel Mais Português do Mundo”, onde foi feito um convite a cinco equipas de designers para o desenvolvimento da sua visão de um hotel 100% “Made in Portugal”. Cada equipa recriou um espaço diferente, ficando Patrícia Catalão encarregue pela recriação da zona da receção, Alexandra Madeira pela zona de estar, Carla Gago com o espaço de refeições, Margarida Bugarim com o quarto standard e o Atelier Às Duas Por 3 com o quarto premium.

Fátima Vila Maior, da Fundação AIP relembrou que este projeto surgiu no âmbito da Horexpo: “Este ano resolvemos com um grupo de decoradoras, que já vem colaborando connosco em outras iniciativas, fazer na Horexpo uma proposta exatamente daquilo que se viu aqui, um quarto, uma sala, os vários ambientes de hotel, só com produtos portugueses e fizemos o lançamento na BTL, onde o Grupo Hoti Hotéis viu e ficou interessado.”

Segundo Miguel Proença, Administrador do Grupo Hoti Hotéis, “há alguns anos tínhamos sinalizado a necessidade de desenvolvermos uma linha de produtos temáticos e o Presidente do Grupo, Manuel Proença, desde há alguns anos tinha sinalizado o interesse em desenvolvermos um produto que pudesse recuperar tradições portuguesas, recuperar ambientes e renová-los, alguma coisa que tivesse a ver com o sentimento de ser português. Surgiu esta oportunidade muito bem veiculada na altura. Entrámos em contacto com a FIL e definimos um protocolo em conjunto e dai surgiu a ideia de desenvolvermos um concurso onde nós não estaríamos já a falar de um conceito de hotel, mas de um hotel de facto a ser realizado.”

Para já, o Grupo Hoti Hotéis tem projetados dois hotéis sob o conceito “O Mais Português Hotel do Mundo”, em Lisboa e Porto. Um investimento de 12 milhões de euros por unidade hoteleira, com 100 quartos cada e uma classificação de quatro estrelas.

Sem querer avançar uma data, Miguel Proença disse, no entanto, que o Grupo está “neste momento em negociações de um terreno no Porto, que poderá ser uma primeira aplicação para este hotel, mas dependerá da oportunidade que surgir mais depressa”. Já no que diz respeito a prazo de concretização do projeto, o administrador do Grupo explicou ainda que “normalmente e após aprovação do projeto são dois anos até ter uma proposta em funcionamento”, assegurando que até ao final do ano haverá novidades.

Miguel Proença mostrou-se satisfeito com a equipa vencedora, sublinhando ter tido oportunidade de dar os parabéns a todas a propostas: “Não estávamos a contar com propostas de tanta qualidade, chegámos à conclusão de que algumas das propostas estão muito bem enquadradas enquanto produtos de design, mas efetivamente a prioridade que existia na definição deste conceito é conseguir criar um produto que seja reconhecido pelo mercado nacional, mas principalmente pelo mercado internacional como sendo algo que é indubitavelmente português, portanto precisamos de encontrar uma memória, um espaço, um conjunto de referências que fossem de apreensão mais popular e entre as várias propostas aquela que nos pareceu a melhor que dava resposta a esta necessidade era precisamente a da Às Duas Por 3”.

Para a equipa vencedora, o mais difícil mesmo foi cingirem-se apenas a alguns materiais: “Não nos perdermos, porque realmente somos ricos no nosso produto nas diversas formas. O nosso grande objetivo foi que todos os materiais e parceiros que tivemos no projeto brilhassem de igual forma, fossem um todo.”

SEM COMENTÁRIO

Leave a Reply