Câmara quer Castelo de Palmela mais acessível a todos os públicos

Câmara quer Castelo de Palmela mais acessível a todos os públicos

0

O Município de Palmela submeteu, com sucesso, a operação “PRARRÁBIDA – CAFA – Castelos e Fortalezas da Arrábida – Castelo de Palmela”. Com um valor global de 303.605,28 euros (cofinanciamento FEDER de 50%), esta é mais uma candidatura integrada no programa intermunicipal PRARRÁBIDA, que aposta na valorização e qualificação turística da Arrábida, candidata a Reserva da Biosfera da Unesco.

Com esta ação, em concreto, a autarquia pretende tornar o Castelo de Palmela mais acessível a públicos com mobilidade reduzida, através da abolição de barreiras arquitetónicas (físicas), sensoriais, emocionais e intelectuais, potenciando as suas condições para a promoção de eventos e fruição turística.

Segundo um comunicado do Município “a intervenção articula, diretamente, com o Castelo e a Fortaleza de Sesimbra e o Forte de S. Filipe, em Setúbal, numa lógica de valorização e promoção turística dos castelos e fortalezas da Arrábida”, acrescentando que a operação é desenvolvida no âmbito do Pacto de Desenvolvimento e Coesão Territorial da Área Metropolitana de Lisboa (PDCT-AML) e da Prioridade de Investimento 6.3 Conservação, proteção, promoção e o desenvolvimento do património natural e cultural.

SEM COMENTÁRIO

Leave a Reply