Concluída 1ª fase do Programa Transformar Turismo

A análise das candidaturas à 1ª fase do Programa Transformar Turismo, aberta no início do ano, através das Linhas Territórios Inteligentes e Regenerar Territórios foi, como previsto, concluída no passado mês de julho. O apoio aos 5 projetos agora aprovados ascende a 775 mil euros, sendo o valor de investimento total previsto superior a 1,7 milhões de euros.

Estes projetos, que vão desde a concretização de um marketplace multicanal na região norte do país à aplicação de redes inteligentes no contexto do turismo de saúde e bem-estar, bem como na concretização de novas infraestruturas para o turismo náutico, assentam em estratégias sólidas de sustentabilidade nas dimensões económica, social e ambiental com impactos relevantes e mensuráveis na região onde se inserem, contribuindo deste modo para a concretização dos objetivos definidos no Plano “Reativar o Turismo. Construir o Futuro” (PRT) e na Estratégia Turismo 2027 (ET2027).

Em resultado da análise das 47 candidaturas apresentadas, tornou-se manifesta a necessidade e oportunidade de se proceder a alguns ajustes nos Despachos Normativos que regulamentam o Programa e as Linhas que lhe estão subjacentes – Territórios Inteligentes e Regenerar Turismo. Assim, passará a ser possível a abertura de avisos específicos para a apresentação de candidaturas por concurso ou por convite, no contexto da valorização de produtos turísticos que, pela sua qualidade, singularidade e alinhamento com os desafios, objetivos e metas definidos nos referenciais estratégicos do setor, promovam o potencial turístico e o desenvolvimento sustentável do território. Passará também a ser possível, em situações excecionais e devidamente justificadas, a elegibilidade de promotores que, à data da candidatura, possuam mais de um projeto aprovado e ainda não concluído no âmbito do Programa Valorizar ou Programa Transformar Turismo.

O Programa Transformar Turismo, conforme previsto no Plano “Reativar o Turismo. Construir o Futuro”, destina-se a apoiar o investimento público e privado na qualificação de Portugal enquanto destino turístico. Conta com duas linhas de apoio, Territórios Inteligentes e Regenerar Territórios, e destina-se às entidades públicas e privadas do setor, preferencialmente agrupadas em projetos conjuntos, de rede ou em Estratégias de Eficiência Coletiva, que tenham como pano de fundo a valorização e inovação turística dos territórios através de projetos que estimulem atividades ou serviços de maior valor acrescentado ligados aos produtos turísticos de relevo, tais como turismo cultural e patrimonial, turismo natureza, turismo industrial, turismo literário, enoturismo e turismo gastronómico.

Para a secretária de Estado do Turismo, Comércio e Turismo, Rita Marques, “estes projetos, agora apoiados, ajudarão à qualificação do destino turístico Portugal, promovendo não só a regeneração e reabilitação dos espaços públicos com interesse para o turismo, mas também a desconcentração da procura, a redução da sazonalidade e maiores índices de criação de valor – justamente o que queremos para esta indústria”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here