CTP exige ao Governo apoios às empresas para compensar quebras na atividade

A Confederação do Turismo de Portugal (CTP), perante a atual situação pandémica no país, percebe a necessidade de novas medidas de caráter sanitário anunciadas ontem pelo Governo, mas não deixa de frisar os impactos das decisões anunciadas nas atividades ligadas ao Turismo, que mais uma vez é a atividade económica mais afetada por medidas que visam diminuir impactos da pandemia.

A CTP demonstra a sua grande preocupação pelo facto de as medidas restritivas anunciadas ontem pelo Governo não serem acompanhadas por soluções de apoio às empresas, que amenizem os impactos negativos na sua atividade.

“A CTP não se pronuncia sobre medidas sanitárias de combate à pandemia, mas temos de demonstrar a nossa preocupação pelo seu impacto económico nas empresas. Mais uma vez, são anunciadas decisões que afetam a atividade turística, sem que em paralelo se anunciem apoios que compensem as novas quebras que as empresas vão ter, isto numa altura em que estamos há quase um ano à espera dos apoios de capitalização às empresas, prometidos depois de anunciados os primeiros pacotes de medidas no âmbito da pandemia. É uma bola de neve que está a crescer e as empresas do Turismo vão vendo cada vez menos a luz ao fundo do túnel. O Governo tem de ser célere na disponibilização de apoios, para irmos a tempo de salvar empresas e empregos”, afirma Francisco Calheiros, presidente da CTP.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here