euroAtlantic com resultados líquidos de quase 10 milhões em 2016

euroAtlantic com resultados líquidos de quase 10 milhões em 2016

0

O Relatório e Contas da euroAtlantic airways (EAA) relativo a 2016 audita um volume de negócios de 93.020.678 euros (mais 9% que no ano homólogo) e resultados líquidos de 9.853.344 euros, que revelam uma taxa de crescimento de 37% face à execução orçamental do último ano.

A companhia de Tomaz Metello e Grupo Pestana desde a fundação (1993) demonstrou sempre desempenhos operacionais positivos. Os valores comparados dos últimos dois anos aferem resultados de execuções que colocam a EAA no ”rating 1“ das melhores empresas não financeiras portuguesas. Em 2016 o EBITDA revelado, 21.921.346 euros, mostra uma taxa de crescimento, face 2015 de 30.1% (16.834.150€), já o EBITDAR, 34.674.310 euros, comparado ao do ano anterior (16.810,393€) revelou um aumento de 24,7% enquanto o EBIT revelado 13.940.551 euros, aumentou 34,1% face ano homólogo (10.391.491€). A EAA sinaliza nos últimos dois anos a entrada da companhia no sector dos voos regulares, na rota Lisboa – Bissau.

A euroAtlantic airways mantinha expectativas de poder ter melhorado estes resultados, depois da designação pelas Autoridades Aéreas de Portugal e Irão 35 Anos depois da assinatura do último Acordo Aéreo entre o Irão e um país Comunitário, para operar a rota Lisboa – Teerão, vicissitudes, como falta de pessoal para processar grandes volumes de passaportes e matérias de seguros, vêm adiando o lançamento da linha. O Vice-Ministro do Desenvolvimento e Chefe da Aviação Civil do Irão chegou a agradecer ao Chairman da EAA, Tomaz Metello, em nome do seu país, “ter acreditado na oportunidade do projecto”. Apesar do projecto estar pronto para arrancar, com parceiros iranianos, não existem ainda datas e horários precisos, para carregar os sistemas de reservas de voos.

A euroAtlantic airways está a investir num up grade da cabine C class no seu Boeing B772-200ER (Triple Seven) a renovar parte da frota wide body mais antiga, tendo praticamente concluída a renovação integral dos interiores das cabines de três Boeing B767-300ER um investimento de 15 milhões de euros. Além de novas ofertas de entretimento de última geração os futuros passageiros da C class vão dispor de poltronas | cama com opção de massagem em voo. As boas práticas de gestão e um quadro de Recursos Humanos altamente qualificados (cerca de 450 colaboradores em Portugal e na Guiné-Bissau) mantêm a companhia no ranking das melhores empresas da indústria do transporte aéreo mundial.

SEM COMENTÁRIO

Leave a Reply