Fundão promove atividades e pacotes turísticos em torno da cereja

0
742

Apadrinhar uma cerejeira, fazer um passeio de balão ou de comboio e participar na apanha da cereja são algumas das atividades promovidas pelo Município do Fundão para fomentar o turismo da região, sempre em torno da cerejeira nas suas várias fases. A beleza das cerejeiras em flor, que recheia as paisagens com uma cor branca única, dá depois lugar aos vários ‘rubis’ vermelhos das cerejeiras em fruto. O lançamento destas iniciativas foi feito no âmbito do protocolo assinado entre o Município do Fundão e o seu mais recente parceiro, a Compal, que resultou no Compal Clássico Cereja do Fundão. Ao abrigo desta parceria, foram ainda oferecidos fins-de-semana para 10 consumidores da marca Compal para usufruírem de experiências ligadas à cereja, no Fundão, e a Compal lança agora a iniciativa em que oferece 100 apadrinhamentos de cerejeiras, no Fundão.

“A Cereja do Fundão tornou-se uma das frutas mais reconhecidas a nível nacional e internacional, com a ligação à região de origem. O desenvolvimento de iniciativas, ligadas ao turismo e também à própria gastronomia, trouxe o reconhecimento da qualidade da nossa cereja. Sendo a nossa máxima ‘Fundão, 365 dias à descoberta’, prolongámos a temática cereja para todos os dias do ano”, afirma Paulo Fernandes, presidente da Câmara Municipal do Fundão. “Neste momento estamos na época das cerejeiras em flor que pode ser desfrutada, por exemplo, através dos passeios de balão, pedestres, btt ou de comboio. O apadrinhamento de uma cerejeira, além de ter um papel educativo e de valorização da agricultura e do ambiente, é uma forma de ligar as pessoas a esta terra. Mais do que uma ação simbólica, apadrinhar uma cerejeira é assumir o compromisso de cuidar e proteger, é como a raiz que prende uma árvore à terra e a faz crescer sã e bonita”, acrescenta Paulo Fernandes.

A cereja tem sido um forte pilar na sustentabilidade económica da região, movimentando, de acordo com a Câmara, cerca de 20 milhões de euros na economia local.

Apadrinhar uma cerejeira tem o custo de apenas 20€/ano e pressupõe que o “padrinho” ou a “madrinha” receba uma placa identificativa que será colocada na árvore. Até a árvore dar fruto, o padrinho recebe 2kg de cerejas por ano e um voucher de 10% de desconto nos vários restaurantes e hotéis aderentes, bem como em produtos comercializados nos postos de turismo do Fundão. Os passeios de balão e de comboio funcionam aos fins de semana, mediante marcação prévia com o Turismo do Fundão.

“É Tempo de Cerejas” é um programa turístico desenvolvido pelo município que oferece, para além da experiência da apanha de cerejas em pleno pomar, a possibilidade de descobrir a história sobre este fruto e do seu cultivo na região. Uma viagem pela etnografia e pelos sabores locais, que inclui ainda uma visita pela cidade do Fundão e pelo seu centro histórico, pela Rua da Cale com a sua herança judaica e pelo premiado Museu Arqueológico Municipal José Alves Monteiro e o Centro de Interpretação – Moagem do Centeio. Por seu turno, a Festa da Cereja acontece entre os dias 9 e 12 de Junho na aldeia de Alcongosta. Nesta altura, as ruas de Alcongosta enchem-se de animação, onde é possível descobrir o artesanato e a gastronomia locais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here