“Guimarães Marca” arranca com 23 empresas exportadoras

0
745

De Guimarães para o mundo. É com este princípio bem presente que acaba de ser oficialmente lançado o projeto “Guimarães Marca”. Através deste programa de afirmação e promoção do tecido económico e cultural do concelho, promovido pela Divisão de Desenvolvimento Económico, o Município de Guimarães pretende espalhar o selo “Guimarães Marca” pelos cinco continentes, ancorando este objetivo no vasto tecido empresarial da região. A iniciativa arranca com 23 empresas que se associaram, desde o primeiro momento, ao projeto “Guimarães Marca”.

O grupo de empresas que aderiu à fase inicial do projeto caracteriza-se por serem organizações de prestígio, com uma posição de liderança em sectores como o têxtil-lar, calçado, cutelaria, vestuário e cartonagem, a nível nacional, e que, na sua maioria, exporta 90 por cento do produto. A médio longo prazo, o objetivo é que o projeto reúna muitas das 3.000 empresas instaladas na região. A adesão ao projeto será sujeito a inscrição e validação, que privilegiará empresas sólidas e cumpridoras dos deveres sociais, inclusivos e de sustentabilidade. O intuito é assentar este programa de promoção internacional associando o território vimaranense a indústria de excelência e a um património cultural classificado pela UNESCO. Além das 23 empresas, “Guimarães Marca” arranca com o apoio de duas entidades: o Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) – Pólo Guimarães e o Instituto de Medicina Regenerativa 3B’s.

Enquanto coordenador, a Câmara Municipal de Guimarães terá a missão de sustentar o projeto, dar corpo, gerir a agenda das atividades e promover o “selo” a nível internacional, estando presente em algumas das principais feiras internacionais relacionadas com os setores mais importantes. Por sua vez, as empresas aderentes passam a utilizar o selo, e, desta forma, vão contribuir para promover internacionalmente o território. “O investidor estrangeiro ou nacional gosta de saber que o território onde pretende investir tem uma aposta clara na qualidade das empresas e dos produtos, em princípios de sustentabilidade e inclusão, num ambiente urbano qualificado e ecológico” explica Ricardo Costa, vereador para os Assuntos Económicos do município e responsável pelo projeto. “Atualmente, é determinante ter uma marca territorial que congregue em si uma mensagem forte. Pretendemos fazer de ‘Guimarães Marca’ um símbolo de excelência”, remata o responsável.

Nova loja, site e vídeo promocional convidam a visitar a cidade

O novo símbolo da cidade – que se assemelha a uma marca de água – será colocado a par dos produtos fabricados pelas empresas da região, conjuntamente com um QR Code que remete para o site www.guimaraesmarca.com e para o vídeo promocional do projeto. “No fundo, tal como era tradição nos selos, a ideia é levar uma mensagem, um convite a visitar a cidade, as suas indústrias, o seu património, a cultura e as suas gentes”, explica Ricardo Costa. O projeto fará uso das tecnologias de informação para articular e comunicar entre empresas membros e os seus públicos, nomeadamente e também, através de uma presença ativa nas redes sociais, a nível nacional e internacional.

Paralelamente, e como suporte físico, a Câmara Municipal de Guimarães inaugurará um novo espaço na cidade: a loja “Guimarães Marca”. Situada na Praça da Plataforma das Artes e da Criatividade, este espaço poderá ser usado pelas empresas para, durante um calendário a estabelecer, apresentarem novas coleções, receberem os importadores ou, simplesmente, darem a conhecer, aos vimaranenses e turistas, o produto de excelência que fabricam desde Guimarães para o mundo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here