Marrocos prevê fechar 2016 com a chegada de 67 mil turistas portugueses

Marrocos prevê fechar 2016 com a chegada de 67 mil turistas portugueses

0

Abdellatif Achachi, diretor-geral do Turismo de Marrocos em Portugal, afirma estar “orgulhoso” por entre janeiro e setembro ter registado um crescimento de dois dígitos de turistas portugueses em Marrocos, para um aumento de 11% de chegadas e ainda de 22% no número de dormidas. “Até esta altura registámos a entrada de 55 mil portugueses em Marrocos, mas segundo a TAP, em novembro, apenas para Marraquexe, registou um crescimento de três mil passageiros, o que me leva a crer que temos todas as condições para fecharmos o ano com cerca de 67 mil passageiros, contra os 61 mil do ano passado”, adiantou.

“Em 2011 Marrocos recebeu cerca de 74 mil portugueses mas, com a crise económica europeia, registámos uma descida infernal para os 54 mil. Pouco a pouco e passo a passo estamos a conseguir chegar lá novamente e, para isso, estamos a contar com o apoio das redes de distribuição, dos operadores, das companhias aéreas e dos jornalistas que nos ajudam na informação e divulgação do destino”, enalteceu.

Em declarações à Viajar, à margem do jantar de final de ano que a Delegação do Turismo de Marrocos habitualmente realiza em Lisboa, o responsável avançou que “este crescimento deu-se, sobretudo, a um considerável aumento de procura pelo destino balnear de Saïdia”, tendo chamado a atenção de “22% a mais de portugueses do que nos mesmo período do ano passado a nível de chegadas”, tendo o incremento de “dormidas sido de 46%”.

No ano que vem, com a abertura de mais três unidades hoteleiras em Saïdia – uma antiga unidade da Barceló que vai abrir sob a marca Radison Blu, e duas unidades da Meliá, sendo uma delas um hotel de 4 estrelas e outra um resort de 5 estrelas –, Abdellatif Achachi acredita que o destino tem ainda mais por onde crescer. “Há operadores turísticos portugueses que têm intenção de aumentar a sua programação para Saïdia em 50%. Estou a falar da Abreu, da Soltrópico e da Solférias. Tudo depende da aeronave com que irão operar no ano que vem. Se mantiverem a mesma, irão duplicar o número de voos. Já se programarem com uma aeronave maior poderão vir a atingir esta meta”, explicou, adiantando ainda que “a Soltour irá lançar um charter para o próximo verão”.

Marraquexe continua a ser outro dos grandes destinos marroquinos procurados pelos portugueses. Já um clássico entre as preferências dos lusitanos, no período dos “primeiros nove meses deste ano o número de chegadas também aumentou 22%, tendo as dormidas chegado a mais 11%”. Segundo o profissional, o sucesso de Marraquexe deveu-se ao facto da “TAP ter duplicado a sua capacidade para o destino”.

Agadir foi outro dos crescimentos exponenciais, com mais de 400% de aumento de dormidas, para “cerca de 21 mil”, e “131% de chegadas”, embora o responsável alerte para o facto da base de partida ter sido muito pequena, com “pouco mais de 4 mil dormidas no ano passado”. Abdellatif Achachi atribui este incremento à maior aposta da programação dos tour operadores Travelers e Viajar Tours, o primeiro que teve dois charters para o destino à partida de Lisboa e do Porto, e o segundo que contou com sete charters à partida de Lisboa.

SEM COMENTÁRIO

Leave a Reply