Olivier Avenida reabre com novo conceito

Olivier Avenida reabre com novo conceito

0

Cozinha de autor, associada à cidade de Lisboa e à sua vocação cosmopolita é assim que o chef Olivier da Costa apresenta aquele que é o seu mais antigo espaço de restauração, que surge agora com um novo conceito, nova ementa e nova decoração.

O “novo” Olivier foi completamente renovado, para criar um ambiente moderno e exclusivo e a carta revela uma inspiração mediterrânica com forte associação à cidade de Lisboa, mas também aos sabores que o chef gosta e que lhe fazem lembrar alguns momentos da sua vida, como revelou à Viajar.

Situada numa das mais emblemáticas zonas de Lisboa, no AVANI Avenida Liberdade Lisbon Hotel (antigo Hotel Tivoli Jardim), e com uma decoração elegante e romântica, esta é ‘a casa do Olivier’, o espaço requintado que reflete o ambiente trendy e cosmopolita da capital portuguesa e onde é possível degustar a cozinha de autor do chef.

O espaço inclui agora uma esplanada, com lotação para 60 pessoas, que permite desfrutar de um almoço descontraído ou de um final de tarde relaxado. Irresistível é a carta de cocktails com e sem álcool.

A irreverência de Olivier pode também encontrar-se na carta, que desvenda os tradicionais pratos da cozinha contemporânea de Lisboa, com o famoso twist do chef. Ali, é possível encontrar a experiência de conhecidos pratos criados por Olivier, que surpreendem pela sofisticada seleção de sabores, com destaque para o ‘Polvo grelhado VS bacalhau (em que o árbitro é o ovo)’ ou a ‘Massa da minha tia Carolina’, que a Revista Viajar teve oportunidade de degustar, acompanhada com picanha. Nada a repreender. Ou a ‘Empadinha da D. Luzia’, a antiga cozinheira brasileira que preparava empadinhas de comer e chorar por mais, como nos disse o chef.

Foram acrescentados uns carpaccios frescos, como Carpaccio de melão, pérolas de mozzarella, hortelã e presunto, saladas, massas e risotos repletos de novidades como o queijo da ilha, os espargos verdes, ou a trufa preta. As entradas duplas para partilhar são outras das novidades da carta, que introduz o conceito de food sharing. ‘Cogumelos Portobello recheados com espargos verdes e gorgonzola’, ‘Croquete de morcela e rabo de boi com Dijon doce e maçã verde’ ou ‘Niguiri de salmão marinado com salada polaca’ são algumas das opções para dividir a dois.

Não podemos esquecer as sobremesas que se apresentam na ementa como “Doce Final Feliz”. As escolhas são variadas, mas deixamos aqui apenas as que provámos: ‘Bomba branca: gelado de chocolate branco merengado e frutos vermelhos’ e  o ‘Paris-Brest com praliné de avelã’.

Recorde-se que para além do Olivier, o chef conta com outros pontos de restauração, nomeadamente o Guilty, K.O.B, Yakuza First Floor, Petit Palais, Absurdo e o Pito do Bairro.

Para breve estão ainda as aberturas no Algarve, dia 1 de junho o Yakuza, 1 de julho o Praia na Vila, e o Guilty, dia 21 de julho.

SEM COMENTÁRIO

Leave a Reply