SATA garante de agentes de viagens foram o “milagre” para o sucesso dos resultados de 2022

por Sílvia Guimarães

Luís Rodrigues, presidente da SATA, curvou-se perante a plateia do 47º Congresso da APAVT para agradecer aos agentes de viagens e operadores turísticos o importante contributo que deram para a recuperação da companhia aérea regional, que está a atingir valores positivos, pela primeira vez, em anos, esperando superar, também pela primeira vez, receitas no valor de 200 milhões de euros.

“Estarmos aqui a falar da SATA é um milagre, mas os milagres dão muito trabalho e grande parte desse milagre está aqui nesta sala, foram vocês que fizeram”, enalteceu Luís Henriques, frisando que “todos remaram para o mesmo lado e a mim só me resta fazer aquilo que o treinador japonês fez no final do jogo em que o Japão foi eliminado, que é agradecer”.

O dirigente disse que a “a administração está longe de ser o único ator e é talvez um dos mais pequenos”.

A companhia aérea regional irá fechar o ano a ultrapassar pela primeira vez os 200 milhões de euros, contra os 157 milhões alcançados em 2019, 27% acima do valor inicialmente previsto, e com um incremento de mais 10 a 12% de passageiros face ao ano de 2019.

Luís Rodrigues terminou a sua intervenção dizendo que “2023 vai ser marcado por um evento único, que é a intenção de privatizar a Azores Airlines, um passo fundamental para que a companhia consiga sobreviver”, e na qual vai ocupar o cargo de presidente da holding que irá levar a cabo essa privatização.

*A Viajar Magazine em Ponta Delgada, a convite da APAVT.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here