Quarta-feira, Março 20, 2019
Tags Post com a tag "Vila Galé"

Vila Galé

0

O Grupo Vila Galé está a analisar a hipótese de se candidatar a um concurso para um hotel no Centro Cultural de Belém (CCB) e ainda para o projeto do Programa Revive para o Quartel da Graça, ambos em Lisboa. A novidade foi avançada, esta quarta-feira, por Gonçalo rebelo de Almeida, administrador do grupo, num encontro com os jornalistas.

“Vamos olhar para o concurso do CCB, mas também vamos analisar o Quartel da Graça”, adiantou, embora frisando que apenas poderão avançar para um e que a preferência recai sobre o Quartel da Graça, zona de Lisboa que ainda não tem qualquer unidade hoteleira.

No entanto, o responsável considera “ainda prematura” falar deste projetos porque a decisão “depende de variadíssimos fatores”, dos quais destaca três: “O investimento [no CCB] é considerável e o valor mínimo de renda a pagar muito elevado (900 mil euros mensais, segundo dados anteriormente divulgados pelo presidente da Fundação CCB, Elísio Summavielle), um terço do projeto é para a área de escritórios e serviços, o que também nos obriga a ir em parceria, e o terceiro fator que vai pesar é o timing em que se vai processar”, disse.

0

Os Hotéis Vila Galé estão a investir mais de 90 milhões de euros no seu plano de expansão em Portugal e no Brasil, num total de seis unidades de quatro e cinco estrelas – quatro em Portugal e duas no Brasil – que abrirão portas entre abril deste ano e o início de 2020.

O primeiro a ser inaugurado será o Vila Galé Collection Elvas, de cinco estrelas, o primeiro a que se candidataram do Programa Revive, no qual estão a investir mais de oito milhões de euros. Gonçalo Rebelo de Almeida, administrador daquele que é o segundo maior grupo hoteleiro português, adiantou, num encontro com a comunicação social, esta quarta-feira, que a abertura está prevista para “o final de abril, início de maio”.

Já a norte, mais propriamente no Douro, perto de Peso da Régua, o responsável afirmou que por volta da mesma altura irá abrir a primeira fase do Vila Galé Douro Vineyards, com oito suites, receção e restaurante/bar. A conclusão da restante obra está prevista para a primeira metade de 2020, com mais 41 suites. O investimento total é de 10 milhões de euros.

No final de 2019 ou início de 2020 será a vez da primeira unidade do grupo na Serra da Estrela abrir portas ao público, sendo que “as obras arrancam agora”. Também neste caso o investimento rondará os 10 milhões de euros.

“Agora em fase final de licenciamento, com a construção a iniciar nas próximas semanas”, Gonçalo Rebelo de Almeida encontra-se o Vila Galé Alter Real, em Alter do Chão, naquele que será o primeiro projeto de turismo equestre do grupo, o segundo da Vila Galé no Programa Revive. O investimento será de oito milhões de euros e a abertura está prevista para o início de 2020.

Do outro lado do Atlântico, no Brasil, o grupo irá juntar mais duas unidades ao seu já largo portfólio.

Em carteira está o primeiro hotel Vila Galé no maior centro de negócios daquele país, São Paulo. Numa localização privilegiada, junto à Avenida Paulista, na área da Bela Cintra, e “em fase final de aprovação de projetos”, o hotel resultará da “reconversão de um atual edifício de escritório”, num investimento de 80 milhões de reais (cerca de 18,75 milhões de euros ao câmbio diário). A inauguração está prevista para 2020.

A segunda unidade que o grupo português irá desenvolver em terras de Vera Cruz será um novo resort, em regime de all inclusive, na região de Ilhéus, na praia de Unas. O Vila Galé Costa do Cacau terá mais de 500 quartos e resultará de um investimento de 150 milhões de reiais (cerca de 35,15 milhões de euros). A abertura está igualmente prevista para 2020.

0

Foi hoje assinado o contrato de concessão da Coudelaria de Alter ao Grupo Vila Galé.

O contrato foi assinado pelo presidente e vogal da Companhia das Lezírias, pelo subdiretor-geral de Tesouro e Finanças e pelo presidente do Grupo Vila Galé, numa cerimónia realizada no Ministério da Agricultura, em Lisboa.

A concessão é feita por 50 anos. O investimento total para a recuperação do edificado está estimado em 8 milhões de euros.

O Grupo Vila Galé compromete-se a construir um hotel temático de 4 estrelas com aproximadamente 76 quartos, distribuídos pela Casa de Campo, pelas antigas cavalariças, pelo edifício administrativo e pelas antigas pocilgas. A Enoteca e o Lagar serão também utilizados em eventos temáticos. O hotel vai dispor ainda de spa e restaurante, com uma forte aposta na gastronomia regional.

Este é um projeto âncora de dinamização turística e económica do interior. A Coudelaria de Alter, a mais antiga e notável coudelaria portuguesa (fundada em 1748 pelo rei D. João V) é um importante polo de dinamização e estruturação do turismo equestre nesta região.

Tem funcionado ininterruptamente no mesmo local, tendo superado contingências históricas e genéticas, sociais e económicas, sendo considerada por isso a Coudelaria mais antiga do mundo com esta singular longevidade.

O Ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, sublinha que a concessão da Coudelaria de Alter “vai representar uma enorme oportunidade para o desenvolvimento deste espaço magnífico. O investimento que aqui será feito, e que será inaugurado em 2020, vai afirmar ainda mais Alter do Chão como um dos principais centros de turismo equestre em Portugal, promovendo a preservação do cavalo lusitano e o desenvolvimento económico do Alto Alentejo”.

O Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, afirma que “o projeto tem o mérito de congregar os esforços de diferentes áreas de governação e de diversas instituições, colocando este extraordinário equipamento ao serviço do turismo numa região do interior, para cuja dinâmica económica muito contribuirá, seguramente”, frisando que “é pelo turismo que passa o futuro da Coudelaria de Alter do Chão, não esquecendo as outras componentes que dão vida àquele equipamento, nomeadamente a criação e projeção do Cavalo Alter Real”.

Jorge Rebelo de Almeida, presidente do grupo Vila Galé, realça que este “é mais um contributo que queremos dar para desenvolver o interior do país. Acreditamos que este hotel ajudará a criar um polo de desenvolvimento regional no distrito de Portalegre. Por outro lado, a nossa intenção é ter um projeto hoteleiro intimamente ligado ao turismo equestre”.

O Revive é um programa conjunto dos Ministérios da Economia, Cultura e Finanças, que pretende valorizar e recuperar o património sem uso, reforçar a atratividade dos destinos regionais e o desenvolvimento de várias regiões do país.

Até ao momento foram lançados oito concursos no âmbito do Revive, estando a decorrer o concurso relativo ao Convento de Santo António dos Capuchos, em Leiria.

Prevê-se que o próximo a ser lançado seja o concurso relativo à Casa de Marrocos, em Idanha-a-Nova, em outubro.

0

“Um sonho antigo” que Jorge Rebelo de Almeida vê agora realizado. Foi assim que o hoteleiro definiu o projeto que inaugurou este fim de semana, mais propriamente no dia 12 de maio, o Vila Galé Sintra – Resort Hotel, Conference & Revival Spa, resultante de um investimento de 25 milhões de euros. O segundo hotel de cinco estrelas que o grupo abre em Portugal e que contou com a presença do Primeiro-ministro, António Costa, também munícipe do concelho de Sintra, a presidir à inauguração.

Jorge Rebelo de Almeida afirmou, durante o seu discurso na sessão de inauguração, que este novo hotel vai “respirar Sintra por todos os lados”, sobretudo devido à decoração ser inspirada nos mitos e lendas desta majestosa vila, Património da Humanidade pela UNESCO, e depois pela parceria estabelecida com a clínicas Cintramédica, na área da saúde e bem-estar, vertente a que o hotel se vai dedicar.

Para o hoteleiro “a seguir ao Turismo, a Saúde é uma área que pode crescer muito em Portugal” e daí o seu “sonho antigo” e aposta neste segmento.

O responsável evidencia que o nosso “turismo atravessa uma fase boa, mas nada é definitivo” e alerta que é necessário “continuar a apostar em melhorar a nossa oferta turística em termos de instalações, melhorar mais ainda a formação profissional para valorizarmos a nossa oferta”, até porque “se nós não formos um país interessante, os turistas não vêm aqui só para ver turismo, nem para ver belezas naturais”.

António Costa aproveitou a ocasião desmistificar a “ideia errada” de que “há Turismo a mais em Portugal”. O governante defende que “a ideia de que há turismo a mais é uma ideia errada. A resposta não é proibir o turismo. É diversificar a oferta. É mesmo necessário continuar a investir no Turismo”.

Para o Primeiro-ministro não é, seguramente, por acaso que nos últimos dois anos abriram 112 novos hotéis e este ano se prevê a abertura de mais 61 novos hotéis”.

António Costa deixou ainda claro que não se pode pensar neste bom momento turístico de Portugal como “uma moda passageira” e de que beneficiamos dos “problemas de outros destinos europeus”. Segundo o governante “esta não é uma ideia verdadeira porque o turismo que mais tem crescido em Portugal não é o turismo alternativo às praias que deixaram de ser utilizadas no Médio Oriente. O que mais tem crescido tem sido o turismo de cidade, o turismo de natureza, que não é beneficiário da insegurança no resto do mundo. Tem crescido, mas por mérito próprio”.

 Para finalizar, António Costa não deixou de tocar naquele que é o assunto mais delicado do Turismo em Portugal: o novo aeroporto de Lisboa. “Hoje, creio, há um novo consenso nacional, arrependidos de não ter feito a tempo e horas aquilo que hoje já estamos numa luta para tentar recuperar, que é o país ter um novo aeroporto internacional com capacidade de dar resposta àquilo que é a oferta do turismo no nosso país”, considerou.

 

Artigos relacionados:

Vila Galé Sintra inaugurado a pensar na saúde e bem-estar dos seus hóspedes

Inauguração do Vila Galé Sintra em imagens

0

O Grupo Vila Galé inaugurou este sábado, 12 de maio, o seu segundo hotel de cinco estrelas em Portugal, o Vila Galé Sintra – Resort Hotel, Conference & Revival Spa, um projeto que resultou do investimento de 25 milhões de euros e que está intimamente ligado ao Turismo Médico e à vertente de wellness, pensado para famílias e proporcionando uma experiência assente em seis pilares: Food, Fitness, Relax, Mind & Body, Medical, Fun.

Posicionando-se como um healthy lifestyle hotel, aqui, o grande objetivo é promover um estilo de vida saudável, conjugando cuidados médicos, alimentação equilibrada, saúde física e mental, a prática de exercício físico e terapias holísticas.

Para começar a unidade disponibiliza tratamentos com programas para deixar de fumar, pós-parto, anti-aging, anti-stress, detox, perda de peso e outros direcionados para crianças ou mais personalizados.

Todos os programas têm uma duração mínima de três dias, mas podem ser prolongados por uma ou duas semanas, um mês ou mais tempo. E são constantemente acompanhadas por equipas multidisciplinares de profissionais experientes e qualificados como personal trainers, nutricionistas, médicos, psicólogos e terapeutas.

Adicionalmente, são disponibilizados vários serviços médicos em parceria com a Cintramédica, que assegurará consultas de especialidades médicas e/ou terapêuticas, tais como Medicina Geral e Familiar, Dermatologia ou Psicologia, bem como análises clínicas e cuidados de enfermagem.

Já a oferta de terapias holísticas integra diferentes massagens (ayurvédicas, indian head massage, watsu, entre outras), aconselhamento em medicina tradicional indiana, reikiterapia, yoga (individual, para grávidas, para crianças, para casais, para seniores) ou meditação.

Para já conta com dois gabinetes médicos a funcionar, um de enfermagem e outro de nitricionismo, apesar de contar com um total de 14 gabinetes e que, em breve, virão a ser ocupados, com outros tipos de especialidades e terapias. Por outro lado, são várias as salas de massagens que disponibiliza, assim como um ginásio totalmente equipado, sala de aulas de grupo, duas piscinas interiores (uma das quais para crianças), duas grandes exteriores e uma outra mais pequena a pensar nos mais novos.

Quanto às propostas gastronómicas, o Vila Galé Sintra – Resort Hotel, Conference & Revival Spa conta com dois restaurantes: o Versátil, onde é servido um buffet de baixo teor calórico e o Inevitável, à la carte, com sugestões gourmet light. Ambos estão abertos também ao público externo ao hotel.

Nesta unidade hoteleira, há ainda um diversificado programa de animação, com atividades mais indicadas para adultos, como aulas de Bike (ciclismo indoor, com vários níveis de intensidade), Power (aeróbica de alto impacto), Strech (treino de flexibilidade e consciência cultural) ou de dança e na piscina. Mas também pensadas para as crianças, como workshops na horta pedagógica, sessões de cinema e ateliers de artes plásticas. Para os mais novos, este hotel tem ainda um carrossel e um parque de trampolins, além do Clube Nep.

Construído de raiz na Várzea de Sintra, com vista para a serra e para o Palácio da Pena, a localização é outro dos pontos fortes deste hotel com 136 quartos e suites, que fica a poucos minutos do centro da vila classificada como património mundial pela UNESCO e próximo do Cabo da Roca, da Praia das Maçãs ou da Praia Grande.

Este empreendimento tem ainda uma componente imobiliária turística composta por 48 apartamentos de tipologias T2 e T3 já em comercialização. Os proprietários poderão usufruir das facilidades da unidade hoteleira bem como dos serviços e valências de saúde e bem-estar.

Durante este ano, em que o grupo hoteleiro celebra o seu 30º aniversário, está ainda programada a inauguração do Vila Galé Braga, já para o próximo dia 9 de junho, e o Vila Galé Touros, no Brasil. Já em 2019 tenciona ainda abrir as unidades da Serra da Estrela e de Elvas.

 

Artigos relacionados:

Jorge Rebelo de Almeida: “A seguir ao Turismo, a Saúde é uma área que pode crescer muito em Portugal”

Inauguração do Vila Galé Sintra em imagens

0

A Vila Galé vai oferecer 30 prémios por mês, diferentes todos os meses, até ao final do ano, num total de 240, entre os quais noites em hotéis do grupo, semanas de férias, vouchers para estadias e para experiências gastronómicas ou aniversários Nep, dedicados aos mais novos.

Lançada em maio, esta campanha, denominada “30 anos, 30 prémios”, pretende celebrar o 30º aniversário da abertura do primeiro hotel Vila Galé, o Vila Galé Atlântico, na Praia da Galé, Algarve, em Maio de 1988.

Este passatempo funciona através de uma plataforma criada para o efeito e disponível em www.vilagale30anos.com. Aqui, a cada dia 1, será lançado um desafio diferente – que pode ser escrever uma frase, tirar uma fotografia ou fazer um vídeo – e anunciado o prémio do mês, pelo que é essencial estar sempre atento ao microsite.

Em maio, há 30 noites para dar no Vila Galé Sintra, hotel de cinco estrelas que a Vila Galé acaba de abrir – uma noite para cada um dos 30 participantes que enviarem a mais imaginativa e infalível receita para a felicidade.

Segundo a diretora de Marketing da Vila Galé, Catarina Pádua, a campanha “é uma forma de festejar com os clientes esta data tão importante, ou o lema da Vila Galé não fosse ‘Sempre perto de si’. Queremos acima de tudo agradecer a preferência dos nossos clientes mais fiéis e captar novos”.

“Ao mesmo tempo, estamos a divulgar e gerar mais envolvimento com a marca e a dar a conhecer os hotéis da rede, em particular os que abrimos este ano. É por isso que o primeiro prémio é dedicado ao hotel Vila Galé Sintra, que teremos um mês dedicado ao Vila Galé Collection Braga e que também vamos oferecer aniversários NEP, um produto que lançámos recentemente”, sublinha Catarina Pádua.

Cada pessoa pode participar as vezes que quiser no passatempo, desde que resida em Portugal e tenha mais de 18 anos. A participação tem de ser obrigatoriamente feita através do microsite.

Os vencedores serão contactados sempre no dia 5 do mês seguinte à participação.

A campanha “30 anos, 30 prémios” termina a 31 de dezembro de 2018 e os vencedores desse mês serão divulgados a 5 de janeiro de 2019.

0

A Vila Galé prepara o arranque das obras de construção da sua primeira unidade de montanha, o hotel Vila Galé Serra da Estrela, em Manteigas. Estando praticamente concluído o processo de licenciamento do projeto, após a consulta das necessárias entidades competentes e devidamente esclarecidas todas as dúvidas, as obras deverão arrancar no início de 2018.

Localizada junto ao viveiro das trutas no vale glaciar no município de Manteigas, esta unidade hoteleira de 81 quartos, conta ainda com um spa com piscina exterior aquecida, um restaurante, lobby bar, salão de eventos e estacionamento, num investimento de cerca de 6 milhões de euros.

O hotel Vila Galé Serra da Estrela deverá entrar em funcionamento no final de 2018.

0

Os restaurantes Inevitável existentes nos hotéis Vila Galé Collection Douro, Coimbra, Évora, Lagos, Collection Praia (Albufeira), Cerro Alagoa (Albufeira), Atlântico (Albufeira), Ampalius (Vilamoura), Marina (Vilamoura), Tavira e Santa Cruz (Madeira) têm desde o início de setembro novas cartas vegetarianas.

Salada de queijo fresco com morangos, fricassé de cogumelos em tomate gratinado ou torricado de ovos mexidos com espargos verdes, como entradas. Para prato principal, hambúrguer de arroz integral com lentilhas, feijoada de chouriço de soja ou lasanha de legumes com molho de tomate fresco são algumas das sugestões propostas.

Também o Vila Galé Clube de Campo, hotel rural perto de Beja instalado numa herdade com horta, pomares e vinhas, dispõe de uma carta vegetariana onde, constam, entre outras opções, ravioli de ricotta gratinado com parmesão, salteado de legumes sobre arroz selvagem e azeite de coentros ou risotto de espargos verdes da horta. Progressivamente, a carta vegetariana será introduzida nos restantes restaurantes dos hotéis do grupo em Portugal, ainda que as cartas gerais em vigor já incluam pelo menos duas opções vegetarianas.

Para o diretor de alimentação e bebidas do grupo, Miguel Santos, “o lançamento de uma oferta vegetariana diversificada é mais uma forma de a Vila Galé garantir que tem opções e experiências gastronómicas alargadas e que satisfazem as preferências de um número cada vez maior de clientes”.

Com este objetivo, recorde-se que, recentemente, os 20 hotéis Vila Galé em Portugal passaram a ter um pequeno-almoço apto para celíacos e sem custos adicionais para os hóspedes que tenham este tipo necessidades alimentares. Foi também alargada a oferta de produtos sem glúten disponíveis ao almoço e ao jantar nos restaurantes do grupo.