Técnicos de manutenção de aeronaves da Portugália em greve

O SITEMA – Sindicato dos Técnicos de Manutenção de Aeronaves anunciou que os técnicos da companhia aérea Portugália iniciaram uma greve ao trabalho extraordinário e deslocações em serviço, por tempo indeterminado.

Em 2020, com o início da pandemia da Covid-19, os TMA da PGA, que voa com o nome de TAP Express, e o conselho de administração da companhia aérea chegaram a acordo para a redução dos seus vencimentos, previsto até final de 2024.

No entanto, desde o início de 2022, a retoma da atividade aérea acelerou para níveis muito semelhantes aos da pré-pandemia, além de que o trabalho nunca chegou a diminuir na empresa, já que os aviões da PGA voaram mesmo na fase mais aguda da pandemia. Na prática, os TMA da PGA sofreram cortes brutais nos seus vencimentos apesar de terem estado sempre com uma elevada carga de trabalho.

Além disso, está prevista na Portugália a chegada de mais seis aeronaves, as quais têm de ser preparadas para a entrada em operação na frota da companhia. Estas aeronaves que já deveriam ter chegado, e cujo atraso não é da responsabilidade dos trabalhadores, precisam de fazer uma série de trabalhos para adequar a configuração e imagem das aeronaves à respetiva frota, e tem de ser assegurada a respetiva manutenção técnica antes de começarem a voar. Estes trabalhos de manutenção vão exigir um esforço redobrado por parte dos TMA, nomeadamente no que diz respeito ao trabalho extraordinário.

Os TMA reclamam a normalização das relações contratuais e respetivas retribuições de acordo com a normalização que se vive no mercado do transporte aéreo e em linha com o que se passa no panorama internacional. O SITEMA manifesta um total repúdio pelo ambiente atualmente em vigor na empresa, com situações graves de violação do direito à greve e coação sobre os técnicos de manutenção. Este tipo de atitudes, não toleráveis em pleno séc. XXI, vão ser denunciadas às autoridades competentes.

O SITEMA lamenta, assim, que “os técnicos não estejam a ver reconhecidos todos os esforços que sempre fizeram para a recuperação da Portugália e apoia integralmente a decisão de greve por tempo indeterminado dos seus associados, para preservar o rigor, a competência e a responsabilidade que a função exige para manter os mais altos padrões de segurança”.

O SITEMA afirma estar disponível para ajudar nas negociações e resolução da situação em curso com a maior brevidade possível para diminuir o impacto nas operações da Portugália.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here