Turismo Alemão estima recuperação do mercado português lá para 2024

O mercado português na Alemanha estava em fase de crescimento até 2019, com um alcance de 517.212 dormidas, e com o surgimento da pandemia, no ano passado, a quebra foi acentuada, tendo descido 59,9%, registando um total de 207.402 dormidas [apenas foram contabilizadas unidades hoteleiras com mais de dez camas].

Ulrike Bohnet, diretora do Turismo da Alemanha para Portugal e Espanha, que falava esta quinta-feira, dia 17 de junho, em conferência de imprensa, realizada em Lisboa, deixou claro que “esta poderá ser uma recuperação morosa”. A responsável disse mesmo que, apesar de não querer falar de números e fazer prognósticos, o mais sensato será dizer que essa recuperação, de chegar aos números de 2019, “poderá conseguir-se apenas em 2024 ou 2025”.

Mesmo assim, Ulrike Bohnet, afirma que no próximo ano “já se poderá assistir a alguns números mais favoráveis” ainda muito aquém do ambicionado.

Um pouco como por todo o mundo, a diretora do Turismo da Alemanha para a Península Ibérica, defende que a maioria dos viajantes vai optar por fazer férias dentro dos seus próprios países e os que forem para fora tenderão a escolher destinos mais ligados à Natureza e que não englobem grandes multidões.

A profissional adiantou que caso os mercados de Natal se possam vir a realizar este ano poderá ser uma forma de chamar mais mercados estrangeiros à Alemanha, onde incluiu o português.

Novas campanhas no mercado português

Embora este seja um ano desafiante, em que nada pode ser dado como certo, o Turismo Alemão decidiu continuar a apostar no mercado português e avançar comédias campanhas promocionais: a German Local Culture e a Feel Good. A primeira tem por objetivo apresentar aos portugueses diversas pequenas cidades, mais na zona rural da Alemanha, como é o caso da cidade natal de Beethoven, Boon, sobretudo neste ano em que estão a festejar os 250 do seu nascimento, depois de terem sido obrigados, devido à pandemia, a adiar mais de 800 ações de festejo do ano passado para este ano. Já a segunda campanha pretende promover o país como um país ecológico e sustentável.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here