0

A Madeira volta a ser Destino Preferido da APAVT durante este ano, após já o ter sido em 2016. A novidade foi dada, esta terça-feira, dia 11, em Lisboa, pelo presidente da APAVT, Pedro Costa Ferreira, e pelo secretário regional de Turismo e Cultura da Madeira, Eduardo Jesus.

Esta é uma forma que a associação, que representa os agentes de viagens tem, tem para apoiar e dinamizar os fluxos turísticos de uma determinada região turística.

Os trabalhos começaram mesmo antes do anúncio ter feito, com a realização de uma reunião entre a APAVT, a secretaria regional e os operadores turísticos que comercializam o destino Madeira, seguindo-se agora diversas ações de marketing que irão decorrer até ao final do ano.

Segundo Pedro Costa Ferreira, este é um projeto que “surge num momento delicado e importante para o destino turístico Madeira”.

O dirigente associativo afirmou que “a Madeira foi a mais prejudicada com a falência de algumas companhias aéreas, anulando rotas aéreas que ainda não foram ocupadas”. Segundo o responsável, isto deve-se ainda à “inoperacionalidade do aeroporto” e ao “aumento da oferta”.

Pedro Costa Ferreira assegura que “este destino preferido aparece no momento ideal”, porque pretendem “aumentar o fluxo de turistas continentais para a Madeira, diminuir a sazonalidade e reforçar a visibilidade de um destino que hoje se direciona muito mais para os jovens do que anteriormente, que oferece a possibilidade de um tempo médio de estada muito maior que um fim-de-semana”.

Já Eduardo Jesus acredita que se pode aprender e tirar partido dos entraves que têm surgido ao crescimento e desenvolvimento do destino. “Os constrangimentos que nos são colocados não são mais do que dádivas que nos trazem oportunidades. Se não existissem não inovaríamos e se não inovássemos estaríamos sempre no mesmo estado de desenvolvimento”, referiu, afirmando que ” é com esta postura que vemos esta parceria com a APAVT, como uma oportunidade de, mais uma vez, promovermos a superação, encontrando novos caminhos e soluções, e afirmar a Madeira como um destino muito mais do que aquilo que se perceciona”.

Pedro Costa Ferreira garante que o objetivo passa por conseguir atingir os resultados de 2016, quando a Madeira foi Destino Preferido da APAVT pela primeira vez, “criando um espaço de crescimento” para a região insular.

Eduardo Jesus aproveitou o momento para frisar que o mercado nacional foi, em 2019, o que mais cresceu na região, com um aumento de 9% em relação ao ano anterior e foi ainda o que mais dormidas registou.

SEM COMENTÁRIO

Leave a Reply