Aceler@Tech in Portugal já tem vencedores

Foram anunciados os vencedores do programa Aceler@Tech in Portugal, iniciativa organizada em parceria com o Turismo de Portugal. Valpas (1º lugar), Insurion (2º lugar) e Look@ – the smart selfie sculpture (3º lugar) são os vencedores do programa que tem como objetivo selecionar e acelerar algumas das startups mais inovadoras do mundo na indústria do Turismo.

O primeiro prémio foi para a Valpas transforma hotéis e fornecedores no setor hoteleiro em locais visivelmente mais limpos para ficar quando estiver longe de casa, protegendo-os das criaturas mais sujas: os percevejos. O padrão de segurança de percevejos Valpas foi implementado em mais de 60 hotéis premiados. Já om segundo lugar foi a Insurion, plataforma de seguros paramétricos que permite a agências de viagens, companhias aéreas e hotéis ganharem taxas de venda de seguros paramétricos para turistas com pagamentos instantâneos. Por último, em terceiro lugar ficou a Look@ – the smart selfie sculpture, que ajuda os turistas a viver o momento ao máximo, capturando esses momentos e tornando-os inesquecíveis.

Aos projetos vencedores do programa irão ser atribuídos, além de prémios em serviços fornecidos pelos parceiros da iniciativa, prémios financeiros destinados a potenciar o seu impacto no mercado: o vencedor irá receber 15.000€, o 2º lugar 3.000€ e o 3º lugar 2.000€.

Como explica Fernando Fraga, diretor de Inovação da Acredita Portugal, a relevância do programa justifica-se pelo facto de “um Turismo competitivo e inovador ser essencial para manter o posicionamento de Portugal enquanto player mundial no setor e conseguir ultrapassar os desafios atuais. Programas como o Aceler@Tech permitem estimular a inovação das nossas startups, identificar o que de melhor se faz neste contexto e promover a sua implementação nas empresas portuguesas, criando melhorias que tornem o Turismo nacional uma referência à escala global”.

O Aceler@Tech tem como objetivo atrair para Portugal a melhor inovação ligada ao Turismo, contribuindo para o aumento da competitividade e inovação do setor. Esta primeira edição do programa contou com três centenas de candidaturas oriundas de todo o mundo. A maior parte dos projetos candidatos são europeus, mas estão representados todos os continentes, e, para além de Portugal, os principais países inscritos foram o Brasil, EUA, Índia, Singapura, Paquistão, Grécia, Alemanha e Espanha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here