Segunda-feira, Abril 6, 2020
Tags Post com a tag "Turismo de Portugal"

Turismo de Portugal

0

Mais de 2.000 empresas candidataram-se à Linha de Apoio à Tesouraria para Microempresas do Turismo, com um valor próximo dos 20 M€. Destas candidaturas, o Turismo de Portugal já concedeu 3,7 M€ de incentivo. Esta foi uma das medidas implementadas pelo Turismo de Portugal no âmbito do programa Turismo#PorTodos, para apoiar o setor e minimizar os impactos da redução da atividade turística durante a situação extraordinária que o país atravessa.

As microempresas que solicitaram este apoio são de áreas tão diversas como Restauração e Bebidas (32%), Alojamento Local (24%), Animação Turística e Organização de Eventos (19%), Agências de Viagens (18%), Empreendimentos Turísticos (6%) e Rent-a-Car (1%).

Com uma dotação de 60 milhões de euros, podem candidatar-se a esta Linha de Apoio as empresas e empresários em nome individual, com menos de 10 postos de trabalho e cujo volume de negócios anual ou balanço total anual não exceda os 2 milhões de euros, com atividade em território nacional e certificação PME. O apoio financeiro é calculado tendo em conta o número de trabalhadores existente na empresa em fevereiro de 2020, multiplicado por 750 euros por cada trabalhador e pelo período de três meses, até ao montante máximo de 20 mil euros por empresa. Este apoio não vence juros e é reembolsado no prazo de 3 anos, incluindo um período de carência de 12 meses. As candidaturas são submetidas através de formulário a preencher no Portal Business do Turismo de Portugal.

Novas Linhas de Financiamento

As empresas do setor têm agora também à disposição três novas linhas, com uma dotação de 1.700 milhões de euros, criadas pelo Governo para minimizar os impactos provocados pela pandemia COVID-19.

Podem candidatar-se microempresas, PME, Small MidCap e MidCap, com comprovada situação líquida positiva no último balanço aprovado, situação líquida negativa e regularização em balanço intercalar aprovado até à data da operação, ou independentemente da respetiva situação líquida, iniciado atividade há menos de 12 meses contados desde a data da candidatura.

A Linha de Apoio a Empresas do Turismo (incluindo Empreendimentos Turísticos e Alojamento para Turistas) tem uma dotação de 900 M€; já a Linha de Apoio a Empresas de Restauração e Similares conta com uma dotação de 600 M€; e a Linha de Apoio a Agências de Viagens, Animação Turística, Organização de Eventos e Similares com 200 M€. Mais informações no Portal Business do Turismo de Portugal.

Na área do Apoio ao Empresário e ao Cliente, o Turismo de Portugal reforçou a sua capacidade de resposta contando com: Centro de Atendimento especializado que deu resposta, em primeira linha, a mais de 3.000 contactos; Serviço de consultoria especializada aos empresários, que respondeu a mais de 1.800 pedidos de informação nas duas últimas semanas; Programa de consultoria online para Empresas, desenvolvido pelas Escolas do Turismo de Portugal e que envolve cerca de 100 pessoas (entre coordenadores e Formadores Especialistas), procurando garantir resposta a todas as solicitações em menos de 24 horas. Nas primeiras duas semanas de funcionamento, este serviço já recebeu cerca de 300 pedidos de apoio, na sua maioria das áreas da Animação Turística (23%), Restauração (20%) e Alojamento Local (16%). O tipo de apoio solicitado direciona-se principalmente para as áreas de Promoção, Marketing e Vendas (26%), Soluções Criativas de Apoio à Sustentabilidade (23%) e Gestão Operacional em Turismo (13%) e Alojamento (11%).  As empresas podem continuar a aceder a este programa nos portais do Turismo de Portugal e das Escolas do Turismo de Portugal, do preenchimento do formulário online Suporte Online | Empresas de Turismo ou através do endereço escolasonline@turismodeportugal.pt.

O Turismo de Portugal reforçou a monitorização dos principais mercados emissores para Portugal, mobilizando as sua equipas no estrangeiro e disponibilizando diariamente no TravelBI informação sobre a dinâmica dos mercados e, ainda, research sobre os impactos da pandemia COVID-19 no setor.

Turismo#PorTodos é também uma mensagem de esperança na retoma de um setor que tanto tem contribuído para a economia nacional e que mostra agora a sua resiliência. Foi neste sentido que o Turismo de Portugal criou o vídeo #CantSkipHope, que já foi visto por mais de 2 milhões de pessoas em 14 mercados.

0

Um workspace digital na plataforma Slack é o novo espaço de partilha desenvolvido pelo NEST – Centro de Inovação do Turismo, onde os agentes do setor podem colocar as suas dúvidas, partilhar documentos e outra informação relevante, numa lógica colaborativa. Esta é uma das iniciativas do programa Tourism Now!, que inclui também a realização regular de webinars de acesso livre, desenvolvido pelo NEST para apoiar o setor nestes tempos de incerteza.

Prosseguindo a missão de estimular redes e contribuir para a transferência de conhecimento, o NEST tem por objetivo permitir uma resposta imediata dentro do ecossistema do turismo – que conta já com a participação de mais de 400 entidades, entre startups, PME’s e empresas do setor – através da identificação de necessidades e o desafio direto para desenvolvimento de serviços. Esta é também uma oportunidade para as startups se darem a conhecer ao setor e usarem os seus serviços para colmatar as necessidades prementes, sendo-lhes dada a possibilidade de apresentarem e-pitches que são depois também divulgados no portal e canal YouTube do NEST.

Numa segunda fase, pretende-se que o NEST Slack se assuma como uma ferramenta colaborativa para preparar a retoma do setor, promovendo uma relação dinâmica entre startups e empresas que permita estabelecer relações comerciais.

Ainda numa lógica colaborativa, o NEST está a organizar um conjunto de webinars de participação gratuita, na plataforma Zoom, para apoiar o setor nas mais variadas áreas. O primeiro realiza-se a 3 de abril, sexta-feira, às 11h00, com Carlos Gonçalves (AvilaSpaces) dedicado ao tema “Ganhos de produtividade criando um escritório virtual”, sendo necessária inscrição. O vídeo da sessão é depois disponibilizado no portal e canal YouTube do NEST.

O NEST – Centro de Inovação do Turismo orgulha-se de pertencer a um ecossistema dinâmico e inovador, que cria pontes, promove o espírito colaborativo e um Turismo#PorTodos, ao adaptar os seus serviços para encontrar soluções aos desafios atuais do setor e da sociedade.

São disso exemplo, os projetos desenvolvidos pela startup Infraspeak, que criou a comunidade e movimento Tech4Covid; a Luggit, com o serviço WeMovIt que permite o envio de bens entre familiares e amigos, sem necessidade de sair de casa; a Secret City Trails criou um jogo virtual gratuito de visita virtual a locais em Portugal; a Fast-MP colocou a sua tecnologia à disposição de restaurantes, de modo a poderem servir os seus clientes em segurança em regime de take-away ou entrega em casa; a Moov-pt tem um projeto a decorrer no Tech4Covid19 de transporte de médicos e pessoal de saúde, continuando a procurar operadores de mobilidade, como rent-a-car, para executar o serviço, de utilidade pública; a startup Climber – Covidografia.pt permite fazer um auto-diagnóstico de ajuda, reportar e saber a evolução da pandemia na área da residência; e a HiJiffy e a GuestCentric que criaram um novo portal de reservas para acomodação de trabalhadores da área da saúde, sem custo, o www.roomsagainstcovid.com

0
Turismo de Portugal

O movimento Turismo#PorTodos lançado pelo Turismo de Portugal inclui medidas para apoiar os agentes do setor, ajudar os turistas e contribuir para o bem-estar dos residentes no país, através do reforço das equipas de apoio às Empresas, da comunicação dedicada ao turista nas plataformas VisitPortugal e o apoio a uma plataforma de procura de alojamento para profissionais de saúde.

TravelBI

Reforço sistematizado e semanal da informação dos 25 mercados onde existem equipas do Turismo de Portugal – Espanha, França, Itália, Reino Unido, Alemanha, Irlanda, Finlândia, Suécia, Dinamarca, Noruega, Suíça, Áustria, Luxemburgo, Bélgica, Países Baixos, Rússia, Polónia, República Checa, Canadá, EUA, Brasil, Índia, China, Coreia do Sul e Japão – com resumo sobre situação sanitária e económica bem como dinâmica turística de cada mercado. Disponível semanalmente em https://travelbi.turismodeportugal.pt.

Portugal Tourism Response

O ecossistema digital VisitPortugal, que inclui um portal em 10 idiomas e as páginas nas redes sociais, está a ser adaptado para prestar um serviço relevante aos turistas, neste momento tão difícil e imprevisível. Esta plataforma continua a ser o ponto de contacto com o turista, onde podem encontrar respostas, quer os turistas que estão no país e querem regressar a suas casas, como aqueles que lá fora podem continuar a conhecer Portugal enquanto ficam em casa (Explore Portugal from home) – www.visitportugal.com.

roomsagainstcovid.com

O Turismo de Portugal está a colaborar com a #Tech4COVID19, um movimento com mais de duas mil pessoas, entre engenheiros, designers, marketeers, profissionais de saúde e profissionais de outras áreas, no projeto desenvolvido para angariação de alojamento (Hotéis e Alojamento Local) para utilização por profissionais de saúde que não possam ou queiram regressar a casa por receio de contágio à família.

Neste âmbito, em conjunto com associações do setor ALEP, AHRESP e AHP, o Turismo de Portugal promoverá a plataforma junto de unidades que queiram participar desta iniciativa.

Igualmente, o Turismo de Portugal disponibiliza, a custo zero e de imediato, o alojamento disponível nas suas Escolas de Turismo de Setúbal (23 quartos), Faro (14 quartos) e Lamego (7 quartos) para essa mesma utilização. A disponibilidade destes alojamentos pode ser obtida em https://www.roomsagainstcovid.com.

Com o movimento Turismo#PorTodos, o Turismo de Portugal apela à resiliência de um setor que tanto tem contribuído para a Economia do país, que posicionou Portugal como um dos destinos mais competitivos do mundo e o Melhor Destino do Mundo, e que demonstra agora que, apesar das circunstâncias adversas, sabe ser solidário e empenhado no bem-estar e na saúde daqueles que mais necessitam nestes momentos.

0

As 12 Escolas do Turismo de Portugal abriram as suas cozinhas para confecionar 2.500 refeições por dia, para instituições e profissionais dos setores essenciais, numa parceria com a Segurança Social.

As refeições são confecionadas pelos formadores das escolas, em função das necessidades identificadas pela Segurança Social, e disponibilizadas às respetivas instituições em Lisboa, Porto, Douro/Lamego, Viana do Castelo, Oeste, Estoril, Portalegre, Setúbal, Vila Real de Santo António e Faro, onde se localizam as Escolas do Turismo de Portugal.

O Turismo de Portugal disponibiliza também, a custo zero, o alojamento disponível nas suas escolas de Setúbal (20 quartos), Faro (14 quartos) e Lamego (7 quartos) para utilização por profissionais de saúde que não possam ou queiram regressar a casa por receio de contágio à família.

Os alunos das Escolas do Turismo de Portugal continuam a ter sessões letivas à distância, online com professores e através de trabalhos, fichas e desafios definidos pelos formadores, de forma a manter o ritmo do programa curricular. Os alunos com dificuldades de acesso à internet têm um acompanhamento individualizado, garantindo a equidade de condições.

Complementarmente, para apoiar e promover a aprendizagem neste novo contexto, a Rede de Escolas proporciona suporte tecnológico para facilitar a utilização das plataformas de aprendizagem à distância, bem como apoio pedagógico e psicopedagógico, nomeadamente apoiando o estudo à distância e a gestão do isolamento, entre outras. Têm sido dinamizadas sessões online sobre Hospitality & Tourism, e partilhados vídeos educativos bem como newsletters com dicas de atividades físicas, atividades em família e alimentação saudável.

Destaque-se que as Escolas do Turismo de Portugal suspenderam as propinas em todos os cursos e para todos os alunos, incluindo a propina do mês de março.

Estas são algumas das medidas do movimento Turismo#PorTodos, que o Turismo de Portugal lançou para apelar à resiliência de um setor que tanto tem contribuído para a Economia do país, que posicionou Portugal como um dos destinos mais competitivos do mundo e o Melhor Destino do Mundo, e que demonstra agora que, apesar das circunstâncias adversas, é também o mais solidário e empenhado no bem-estar e na saúde daqueles que mais necessitam nestes momentos.

0

Portugal foi eleito o Melhor Destino Turístico Europeu pelo terceiro ano consecutivo pelos World Travel Awards, numa cerimónia que decorreu, este sábado, na Madeira.

Esta distinção foi atribuída pela primeira vez ao nosso país em 2017, renovada em 2018 e novamente atribuída em 2019, o que consolida o reconhecimento internacional de Portugal como destino turístico e mostra como estamos no top das preferências dos turistas internacionais. Além de Portugal, estavam nomeados para este prémio Áustria, Inglaterra, França, Alemanha, Grécia, Irlanda, Itália, Noruega, Espanha, Suécia, Suíça e Turquia.

No total, Portugal recebeu 39 prémios (mais três do que em 2018). Além do prémio de Melhor Destino Europeu, Lisboa recebeu o prémio de Melhor Destino de City Break e Melhor Porto de Cruzeiros, a Madeira foi eleita o Melhor Destino Insular, os Passadiços do Paiva ganharam o prémio de Melhor Projeto de Desenvolvimento Turístico e o Dark Sky Alqueva recebeu o Prémio Europeu de Turismo Responsável.

O Turismo de Portugal recebeu o prémio de Melhor Organismo Oficial de Turismo.

Para o Ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, “é uma enorme satisfação receber o ‘óscar’ de Melhor Destino Europeu pelo terceiro ano consecutivo. Nos últimos anos, Portugal tem-se assumido como um destino imperdível e irresistível, e o facto de conquistarmos esta distinção de forma consecutiva mostra que a nossa estratégia está certa, dá frutos e é consistente.

É um orgulho especial ver que, depois de em março termos sido eleitos o Destino Mais Sustentável da Europa, continuemos a ganhar prémios de sustentabilidade, como acontece nos Passadiços do Paiva e no Dark Sky Alqueva. Estamos cada vez mais perto de sermos o destino mais sustentável do mundo”.

De recordar que Portugal foi eleito, em 2018, o Melhor Destino do Mundo pelo segundo ano consecutivo.

0

O Turismo de Portugal foi distinguido como o “Anunciante do Ano” no Festival do Clube de Criativos de Portugal, cuja entrega de prémios decorreu no passado sábado, em Lisboa. O Turismo de Portugal, para além de ter recebido prémios noutras categorias, conquistou ainda o Grande Prémio Jornalistas e os prémios de “Melhor Cliente”, nas categorias “Ativação de Marca” e “Publicidade”, pela campanha “Onda gigante da Nazaré em Nova Iorque”.

Durante duas semanas, a maior onda do mundo ‘surfou’ Times Square, em Nova Iorque. Com um investimento de 240 mil euros, a onda de 24,38 metros surfada pelo brasileiro Rodrigo Koxa foi projetada em écrans LED num edifício que tinha a mesma dimensão, localizado na mítica praça norte-americana. O objetivo foi promover o destino e a sua oferta diferenciadora sob a umbrella Portuguese Waves, no âmbito da Estratégia Turismo 2027, o referencial estratégico para o turismo em Portugal nos próximos anos.

O Clube de Criativos de Portugal é uma organização sem fins lucrativos, fundada em 1997, que realiza anualmente um dos mais prestigiados festivais de criatividade do país com o objetivo de premiar o que de melhor se faz em criatividade comercial, como publicidade, design, eventos, digital, marketing relacional, ativação de marcas, relações públicas e meios.

0

O Turismo de Portugal vai apoiar o Programa de Qualificação da Oferta Enoturística da Região Centro com um investimento de 630 mil euros, no âmbito do Programa de Ação para o Enoturismo em Portugal, através da Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior.

Trata-se de um projeto promovido em parceria por cinco regiões vitivinícolas – Bairrada, Dão, Beira Interior, Lisboa e Tejo -, que consiste na estruturação e qualificação da oferta, nomeadamente, através da elaboração de um manual de boas práticas das atividades enoturísticas, um kit técnico-formativo e a conceção de produtos enoturísticos personalizados, a promoção destes produtos e a sua distribuição e comercialização. Outra das apostas é na formação, com o objetivo de capacitar mais de 200 técnicos na área do Enoturismo, nas cinco regiões vitivinícolas.

Esta é uma iniciativa que faz parte do Programa de Ação para o Enoturismo em Portugal 2019-2021, que define um conjunto de metas para posicionar o país como um dos destinos mais conhecidos neste segmento e o enoturismo como uma prioridade para o desenvolvimento turístico nacional.

Com um investimento previsto, a três anos, de 5 milhões de euros para ações de promoção e formação, este referencial estratégico visa potenciar o cross-selling entre ‘vinho’ e ‘turismo’, induzir boas práticas nos agentes do setor, contribuir para a estruturação e valorização de destinos e rotas de Enoturismo e valorizar os territórios vinhateiros, contribuindo para a coesão da atividade turística por todo o país e ao longo de todo o ano.

0

O Turismo de Portugal, em parceria com a NOVA SBE, promove a partir de maio a Academia de Gestão Aplicada, dirigida aos profissionais do setor com o objetivo de os posicionar enquanto agentes ativos de implementação de uma visão estratégica nas suas áreas de atuação. O projeto arranca com o Grupo Portugália.

A Academia de Gestão Aplicada é uma formação totalmente moldada às necessidades dos formandos e das dinâmicas do mercado. Os participantes terão um total de 98 horas de formação, tanto nas instalações da NOVA SBE como da Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa, e 15 horas dedicadas ao desenvolvimento de um projeto, a apresentar no final do curso.

O incremento da atividade económica do turismo registada nos últimos anos contribuiu para o surgimento de novas realidades, também ao nível do mercado de trabalho.  É com base nesta realidade, e prosseguindo as metas da Estratégia Turismo 2027 – que preconiza a aposta na formação, na valorização das profissões do turismo e na capacitação contínua de empresários e gestores do setor – que o Turismo de Portugal desenvolveu um diagnóstico de necessidades de formação contínua, envolvendo os seus parceiros públicos e privados.

Conhecer as necessidades de formação dos profissionais do turismo, perceber a sensibilidade dos decisores empresariais para promoverem a formação dos seus colaboradores, distinguir as necessidades específicas de cada região e subsetor e criar oferta de formação adequada à procura, foram alguns dos aspetos analisados.

É desta análise que resulta o Programa de Capacitação para o Turismo, no qual se integram a Academia de Gestão Aplicada e outras iniciativas semelhantes, que permitem assegurar a formação de profissionais preparados para os novos desafios, abertos à inovação, às transformações do negócio, versáteis, empreendedores e com capacidade para acompanhar as novas tendências. Até ao final do ano estão previstas cerca de 300 ações de formação, envolvendo mais de 5.000 profissionais do setor.

0

A campanha Building Wave do Turismo de Portugal, que durante 15 dias pôs Times Square, em Nova Iorque, a ‘surfar’ digitalmente a maior onda do mundo, está nomeada para os New York Festivals Advertising Awards, nas categorias Branded Content/ Entertainment e Public Relations: Travel/Leisure.

Numa criatividade da Partners, a onda de 24,38 metros surfada na Nazaré pelo brasileiro Rodrigo Koxa foi projetada em écrans LED num edifício que tinha a mesma dimensão, localizado na mítica praça norte-americana. O objetivo foi o de promover o destino e a sua oferta diferenciadora sob a umbrella Portuguese Waves, no âmbito da Estratégia Turismo 2027, o referencial estratégico para o turismo em Portugal nos próximos anos.

Com um investimento de 240 mil euros, o Turismo de Portugal mostrou um país que beneficia de um clima temperado ao longo de todo o ano, com uma costa que se estende por mais de 800 quilómetros e ondas regulares em toda a sua extensão, os ativos que fazem do surf uma âncora da comunicação internacional de Portugal.

Os vencedores são conhecidos em maio.

0

Com Brexit ou sem Brexit, Portugal quer que os cidadãos britânicos saibam que serão sempre bem-vindos no nosso país e que nunca deixaremos de estar com quem partilhamos a mais antiga aliança do mundo. Para que todos saibam disso mesmo, o Turismo de Portugal lança a campanha #BRELCOME – Portugal will never leave you.

Esta campanha integra o plano de contingência de Portugal para o mercado do Reino Unido, que inclui também uma linha de atendimento online dedicada e uma área informativa específica no portal VisitPortugal. Portugal foi pioneiro na adoção deste plano de contingência na Europa, e que garante aos britânicos que irão manter as condições de viagem de que beneficiam atualmente – designadamente isenção de vistos, criação de corredores dedicados nos aeroportos, utilização dos seguros de saúde ou reconhecimento das cartas de condução.

A campanha promove os ativos do turismo nacional e com um investimento de 200 mil euros vai estar até junho a lembrar que, apesar de mudanças que possam eventualmente estar a chegar, há sempre coisas que não mudam. As nossas praias e os nossos sabores, os nossos campos de golfe e os nossos festivais de música não deixarão nunca de acolher bem os visitantes do Reino Unido.

Para a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, “Portugal está a mostrar ao Reino Unido que, com Brexit ou sem Brexit, criámos todas as condições para continuar a acolher da mesma forma. As medidas aprovadas pelo Governo português foram muito bem recebidas pelos operadores turísticos e pelos britânicos, que são o nosso principal mercado turístico. Já com reflexo nos números turísticos de janeiro, em que o mercado britânico cresceu 4,3%”.

Para o presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, “apesar de todas as incertezas, queremos deixar claro que Portugal é um país inclusivo e que todos são bem-vindos. Continuamos a apostar no Reino Unido enquanto mercado estratégico para o turismo nacional e nunca é demais reforçar a afinidade que une os dos países e as nossas culturas”.