Europcar Portugal cresce em 2017 nos segmentos de Turismo e Empresas

Europcar Portugal cresce em 2017 nos segmentos de Turismo e Empresas

0

A Europcar teve um “excelente ano” em 2017, tendo uma vez mais registado crescimentos nos segmentos turístico e de empresas, afirmou, esta terça-feira, 9 de janeiro, Nuno Barjona, head of Mobility & Marketing, em declarações à imprensa.

“2017 foi um excelente ano para nós. O negócio, na parte de Turismo, tem vindo a crescer, ano após ano, e 2017 foi mais um ano com um excelente crescimento. Em 2017, felizmente, houve também um crescimento na parte das empresas, o que é bom porque demonstra que o país está a mexer e porque era um negócio que, não estava estagnado, mas tinha crescimentos muito pequenos”, revelou.

Para o responsável estes resultados de crescimento devem-se, sobretudo, ao excelente ano turístico vivido em Portugal. Já nas empresas a Europcar sentiu “um crescimento muito significativo”, principalmente porque está era uma área onde “os aumentos eram muito pequenos, enquanto que em 2017 teve um aumento muito bom”.

A Europcar Portugal registou no ano passado um crescimento de 11,3% no que respeita à duração do aluguer de viaturas, tendo esse incremento sido de 9,3% no caso dos veículos comerciais e 13,4% em clientes directos.

No segmento de “Nova Mobilidade” a Europcar Portugal cresceu 112% no volume de negócios do aluguer de veículos, cómodos o caso de bicicletas e scooters, ao passo que o “Chauffeur Service” incrementou 317%.

Quanto a perspetivas para o ano que agora inicia, Nuno Barjona avança que esperam “um ano muito bom nos dois segmentos”, com alguns investimentos implícitos nas duas áreas, embora não quisesse ainda revelar quais virão a ser, mas garantiu que o desvendar da cortina estará par breve, com novidades ainda “na área da mobilidade na cidade de Lisboa”.

A Europcar vai estar presente na BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, uma vez mais no stand da APAVT – Associação Portuguesa de Agências de Viagens e Turismo, tal como tem vindo a fazer nos últimos anos.

SEM COMENTÁRIO

Leave a Reply