Ministério da Cultura, CML e ATL assinam protocolo para requalificação e valorização de monumentos e museus de Lisboa

A DGPC, a CML e a ATL assinaram um Protocolo de Cooperação para a requalificação e valorização de quinze museus e monumentos da cidade de Lisboa até final de 2025, com financiamento do PRR- Plano de Recuperação e Resiliência, no montante total de 56.879.350,00 euros.

Beneficiarão desta intervenção a Casa Museu Anastácio Gonçalves, o Mosteiro dos Jerónimos, o Museu de Arte Popular, os Museus Nacionais de Arqueologia, Arte Antiga, Arte Contemporânea do Chiado, Etnologia, Azulejo, Teatro e Dança, Traje, Coches (Picadeiro Real e Novo), Palácio Nacional da Ajuda, Panteão Nacional e Torre de Belém.

As ações foram definidas pela DGPC em articulação com os diretores destes equipamentos culturais e incluem intervenções de recuperação e reabilitação do edificado a melhoria dos conteúdos expositivos, sinalética e outras ações de valorização, bem como ações que contribuam para a sustentabilidade ambiental.

Entre os projetos a desenvolver destacam-se  a remodelação profunda do Museu Nacional de Arqueologia, a valorização do núcleo composto pelo Museu Nacional do Teatro e Dança, pelo Museu Nacional do Traje e pelo Parque do Monteiro Mor, a requalificação do Museu Nacional do Azulejo, a remodelação do núcleo de ourivesaria e das reservas do Museu Nacional de Arte Antiga, a criação de estruturas de apoio ao visitante, bilheteiras e lojas na Torre de Belém e no Panteão Nacional e ações de conservação e restauro do Mosteiro dos Jerónimos e no Palácio da Ajuda e zona envolvente.

O desenvolvimento deste ambicioso projeto de valorização da oferta cultural de Lisboa e de melhoria da experiência do visitante será acompanhado por um plano de comunicação interna e externa, visando a captação de novos públicos para os equipamentos culturais de Lisboa, contribuindo para a sua sustentabilidade futura e para o reforço da atratividade turística.

O protocolo assinado pelo diretor geral da DGPC, João Carlos dos Santos, pelo vice-presidente da CML, Filipe Anacoreta Correia, e pelos presidente adjunto e diretor geral da ATL, José Luís Arnaut e Vítor Costa, prevê a criação de uma comissão de acompanhamento, composta por um representante de cada entidade, cabendo à DGPC e à CML a aprovação dos projetos e o acompanhamento técnico e à ATL a sua execução e a promoção interna e externa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here