MSC Cruzeiros cresce “dois digitos” em Portugal e soma novidades

MSC Cruzeiros cresce “dois digitos” em Portugal e soma novidades

0

A MSC Cruzeiros conta fechar o ano de 2019 com um crescimento “a dois dígitos” no mercado português. A garantia foi dada por Eduardo Cabrita, diretor geral da companhia para o mercado nacional, esta quarta-feira, em conferência de imprensa a bordo do MSC Poesia, que passava por escala em Lisboa.

Segundo o responsável este crescimento será “muito semelhante” ao do ano passado, que tinha sido de mais 34,2% de passageiros, apesar agora a um “ritmo mais lento”.

Como tem vindo a ser tendência nos anos anteriores, os portugueses continuam a preferir os destinos do Mediterrâneo e do Norte da Europa, mas Eduardo Cabrita assegura que tem havido uma maior procura para destinos como as Caraíbas ou os Emirados Árabes Unidos.

Apesar dos números favoráveis, admite que nos próximos anos poderá tornar-se “difícil aumentar a quota de mercado” da MSC em Portugal, até porque esta já “é muito forte”, situando-se entre os “44% e 50%”.

Mesmo assim, o gestor afirma que “ainda há margem para o mercado crescer”, dado que o número de cruzeiristas portugueses é ainda pequeno. “A taxa de penetração na Europa é de 2% e em Portugal é de praticamente 0,7% da população”, salientou, embora “as vendas em Portugal estejam a aumentar todos os anos a nível nacional, muito mais do que a média mundial, que é de 8%”.

Eduardo Cabrita justificou este aumento de cruzeiristas em Portugal com o incremento sobretudo da “capacidade aérea” e também devido a uma “diminuição dos preços”, assim como a um “aumento do número de navios e camarotes”.

Retorno aos cruzeiros Funchal – Funchal

Embora a MSC Cruzeiros continue a apostar em cinco cruzeiros à partida e chegada a Lisboa, de nove e 10 noites, na temporada de 2020 (23 de setembro, 3, 12, 21 e 30 de outubro), com o MSC Splendida, a grande novidade para a próxima época é mesmo o retorno dos cruzeiros com partida e chegada ao Funchal, com partidas a 17 e 29 de outubro, em cruzeiros de 13 dias, a bordo do MSC Poesia.

Os cruzeiros do Funchal irão passar por Málaga, Civitavecchia, Génova, Marselha, Barcelona, Casablanca e Santa Cruz de Tenerife, ao passo que os de Lisboa farão escalas em Málaga, Barcelona, Marselha, Génova e Casablanca.

Com as vendas muito bem posicionadas, o profissional garantiu que este será um cruzeiros “muito direcionado ao Arquipélago da Madeira (…) dado que 90% dos passageiros são madeirenses”.

Nos cruzeiros que passam por Portugal, a intenção é “aumentar o número de hóspedes por partida” , dado que em 2018 apenas registaram um total de “700 passageiros”. Apesar de tudo, Eduardo Cabrita garante que este ano já se encontram “próximos desse número”, mas não tem sido fácil aumentarem tanto quanto gostariam porque “as datas fogem do que é o verão de férias” dos portugueses.

MSC Virtuosa

Prestes a inaugurar o MSC Grandiosa, já no próximo 31 de outubro, com passagem garantida por Lisboa no seu itinerário inaugural, o catálogo para 2020-2021, passará ainda a contar com um outro navio da mesma categoria, o MSC Virtuosa, que será inaugurado precisamente pela mesma altura do próximo ano, ao que tudo indica a 8 de novembro de 2020.

Com capacidade para 5700 passageiros, o MSC Virtuosa será o 18º navio da empresa e terá uma enorme vertente musical. Como todos os restantes navios MSC, também este irá começar por realizar cruzeiros no Mediterrâneo, como tem vindo sempre a acontecer com todos os navios da companhia de bandeira italiana. “É onde começamos. É onde queremos colocar a nossa bandeira e, a partir daí, expandir para novas regiões”, enalteceu o diretor geral da MSC Cruzeiros para Portugal.

Catálogo 2020-2021

Quanto à programação para a próxima época, Eduardo Cabrita começou por frisar que, entre março e novembro de 2020, irão aumentar a oferta no Mediterrâneo Ocidental e no Norte da Europa com o posicionamento de “mais dois navios”, num “aumento de oito mil passageiros por semana”.

A oferta será igualmente reforçada no Mediterrâneo Oriental com mais um navio e um “aumento de mais três mil passageiros por semana”, ao passo que no Norte da Europa irão ser colocados navios de maior porte, com capacidade para um maior número de cruzeiristas. Desta forma, iremos ter “mais de 50% dos hóspedes que temos a bordo”, tanto no Mediterrâneo como no Norte da Europa”.

Ocean Cay MSC Marine

Com abertura em soft-opening marcada para novembro de 2020, a ilha privada da MSC Cruzeiros nas Bahamas irá receber todos os navios com partida de Miami e que na próxima temporada serão os navios MSC Seaside, MSC Divina, MSC Meraviglia e MSC Armonia.

Fugindo à ideia de que o objetivo fosse ali construir um parque de diversões, Eduardo Cabrita garante que o objetivo é totalmente contrário a isso: “Não queremos que seja um parque de diversões em alto mar. Queremos que seja uma reserva ecológica que possamos colocar à disposição dos hóspedes também para aprender sobre o que são os oceanos”.

Novo cruzeiro à volta do mundo

Já na terceira edição, a MSC Cruzeiros irá lançar uma vez mais o MSC World Cruise em 2021 . A partida está prevista para 5 de janeiro e chegada a 3 de maio desse ano, com passagem por 53 destinos, num total de 119 dias, a bordo do MSC Poesia.

SEM COMENTÁRIO

Leave a Reply