Norwegian Cruise Line lança sistema de Tudo Incluído para o mercado português

Norwegian Cruise Line lança sistema de Tudo Incluído para o mercado português

0

1400 euros é o montante que os cruzeiristas portugueses irão poder poupar ao optarem por viajar na Norwegian Cruise Line em regime de Tudo Incluído. Premium All Inclusive é o nome deste pacote e estará acessível a partir de 3 de Abril em Portugal, o quarto mercado onde este sistema está a ser introduzido, logo após a Alemanha, a França e a Escandinávia, e destina-se aos 14 navios da empresa.

O objetivo passa por introduzir mais vantagens nas tarifas pagas em adiantado para que os clientes possam beneficiar de uma maior tranquilidade ao desfrutar dos cruzeiros da Norwegian.

Christian Boell, diretor da companhia de cruzeiros para a Europa, Médio Oriente e África, apresentou o novo produto à comunicação social portuguesa, e afirmou que a partir de agora os cruzeiristas terão uma “maior sensação de liberdade”, permitindo que este “aproveite melhor a experiência e o seu merecido descanso”.

O pacote inclui: O pacote inclui, Seleção variada de bebidas alcoólicas e não alcoólicas em todos os bares, lounges e recintos de refeições, em qualquer altura e durante o cruzeiro. Incluindo bebidas espirituosas, cerveja em garrafa e à pressão, vinhos, cocktails, refrigerantes e sumos; Sumos ilimitados, água e refrigerantes para crianças e adolescentes; Especialidades de café Lavazza, durante as refeições; Uma garrafa de água grátis, por pessoa e por dia, nos camarotes; Encargos com serviços e gorjetas; Culinária de excelência nos principais locais de refeições a bordo – incluindo bufetes com cozinha ao vivo, churrascos no convés, comida informal e até três salas de restaurante de autor por navio; Espetáculos premiados, incluindo êxitos da Broadway, espetáculos de produção, música e comédia; Instalações excecionais de lazer para todas as idades; e Benefícios adicionais exclusivos e privilégios para os clientes que fiquem nas Suítes e no The Haven by Norwegian.

As gorjetas e gratificações também passam a estar incluídas no preço inicial, ao contrário do que acontece nas companhias de cruzeiro mundiais, assim como os programas de entretenimento para os mais novos. “Gosto da ideia de chegar ao bar e pedir a minha bebida favorita, tomar um cappuccino ou uma refeição e saber que a tripulação está já a receber uma gorjeta pelo seu serviço”, referiu.

Fora do pacote ficam as excursões, o wi-fi e alguns restaurantes especializados, sobretudo devido ao tamanho reduzido desses espaços.

A Norwegian Cruise Line tem encomendados quatro navios de nova geração, que começarão a ser entregues anualmente a partir de 2022. Antes destes, em 2019, serão ainda entregues os três novos barcos da família Breakaway Plus.

Só no ano passado, entre renovações e atualização de serviços a companhia investiu 400 milhões de euros nos seus barcos.

Em relação ao mercado português o responsável não quis adiantar números mas garantiu, perante uma pergunta da VIAJAR, que “é um mercado que está a crescer” e terminou a brincar: “no ano passado transportámos entre 1000 e 10 mil passageiros portugueses”. No geral, em 2016, o resultado líquido da empresa foi de 776,3 milhões de euros, com o objetivo deste ano continuar a crescer dois dígitos, tal como vem acontecendo de há cinco anos a esta parte.

Havana (Cuba), Porto Rico, Southampton (Inglaterra), Hamburgo (Alemanha), Nova Zelândia e Austrália, são destinos para os quais a companhia irá operar pela primeira vez a partir deste ano.

SEM COMENTÁRIO

Leave a Reply