“Portugal” começa a voar esta segunda-feira

“Portugal” começa a voar esta segunda-feira

0

“Portugal” é assim que se chama o novo Airbus A330-300 da companhia aérea portuguesa TAP, que esta segunda-feira, 26 de junho, rasgou os céus portugueses num percurso que o levou de Lisboa ao Porto, regressando de novo à capital para sobrevoar Cascais e a Ponte 25 de Abril, com uma passagem baixa na pista, antes de aterrar no Aeroporto Humberto Delgado.
Esta é, pois, uma homenagem a Portugal e aos portugueses feita pela TAP e que irá promover o país além-fronteiras, com voos comerciais de longo curso, da América do Norte à América do Sul, passando por África.
A primeira aeronave da TAP a exibir uma pintura “retro”, batizada de “Portugal” é um tributo da TAP à sua já longa história, que é também a história do País. Hoje como outrora, a TAP cruza os céus em nome de Portugal e dos Portugueses, já lá vão 72 anos.
A pintura do novo avião “Portugal” faz parte de um conjunto de ações programadas pela companhia para celebrar essa ligação histórica e indissociável entre a TAP e Portugal.
Quem voou nas décadas de 50, 60 e 70 vai emocionar-se ao recordar estas cores antigas. E quem nunca voou, também. É um ícone a que é impossível ficar indiferente.
O avião
O “Portugal” é um dos três Airbus A330-300 que a TAP recebe este verão e que contribuem para o aumento de capacidade da companhia face à abertura de novas rotas, nomeadamente a rota de longo curso para o Canadá (Toronto), inaugurada a 10 de junho.
Com a matrícula CS-TOV, tem capacidade para 285 passageiros e ostenta a imagem corporativa da TAP utilizada entre os anos 50 e 70. É recriada, de forma fiel, a tipografia ‘Transportes Aéreos Portugueses’ e o logotipo da companhia na época, popularmente conhecido como “Passarola”. Este é o segundo avião da TAP a receber o nome do País. O primeiro a chamar-se “Portugal” foi um Boeing 747-200, recebido pela TAP em fevereiro de 1972.
A imagem clássica escolhida para este avião “retro”, a mais emblemática antiga identidade corporativa da companhia, foi utilizada pela primeira vez no avião Lockheed Super Constellation, recebido pela TAP em julho de 1955, tendo o Boeing 727-200 sido o último a exibi-la.

SEM COMENTÁRIO

Leave a Reply