Receitas da Vila Galé sobem 7% para 197 milhões de euros em 2019

0
325

O Grupo Vila Galé alcançou um volume de negócios de 197 milhões de euros em 2019, mais 7% do que o registado em 2018.

Nos 25 hotéis em Portugal, as receitas totalizaram 115 milhões de euros, que comparam com os 112 milhões de euros no ano anterior.

No ano passado, contabilizaram-se cerca de 1,9 milhões de dormidas.

Em 2019, a Vila Galé inaugurou o Vila Galé Douro Vineyards, um agroturismo em Armamar, e o Vila Galé Collection Elvas, o primeiro hotel a abrir em Portugal no âmbito do programa Revive. Excluindo o impacto destas duas novas unidades, as receitas da Vila Galé em Portugal foram de 106 milhões de euros.

Os portugueses mantiveram-se como principal público nos hotéis da Vila Galé no mercado nacional, representando agora 30% do total de dormidas. Seguiram-se os britânicos, alemães, espanhóis e brasileiros.

No último ano, é de destacar o crescimento do número de hóspedes de mercados como o italiano e norte-americano, com aumentos de 13% e 8%, respetivamente. Embora partindo de números absolutos mais baixos, também se verificaram subidas de dois dígitos no volume de hóspedes de Israel, Austrália, China e Taiwan.

Quanto às nove unidades no Brasil, alcançaram receitas de cerca de 370 milhões de reais, mais 18% do que no exercício anterior.

Considerando um câmbio médio de 1€ = 4,5R$, a atividade no Brasil gerou cerca de 82 milhões de euros.

No total, os três hotéis de cidade (Rio de Janeiro, Salvador e Fortaleza) e os seis resorts – Marés, Eco resort do Cabo, Eco resort de Angra, Cumbuco, Touros e VG Sun Cumbuco by Vila Galé – somaram 1,5 milhões dormidas. Os brasileiros, representando quase 90% do total, os argentinos e os portugueses foram os principais mercados nestas unidades.

Em 2019, a Vila Galé criou 130 postos de trabalho, 75 em Portugal e 55 no Brasil.

Três novos hotéis em 2020

Este ano o grupo irá abrir mais três novas unidades. A primeira será o Vila Galé Collection Alter Real – Resort equestre, Conference & Spa.

Com abertura prevista para 13 de março e inauguração oficial a 4 de abril, o Vila Galé Collection Alter Real – Resort equestre, Conference & Spa é, depois do Vila Galé Collection Elvas, o segundo hotel do programa Revive. 

A implementar na Coudelaria de Alter do Chão, terá quatro estrelas e será dedicado à temática equestre. Contará com 77 quartos, três piscinas exteriores, spa Satsanga com piscina interior aquecida, restaurante Inevitável de gastronomia regional, bar, biblioteca, enoteca, duas salas de reuniões e um salão de eventos com um museu do cavalo. Terá ainda um tradicional lagar de azeite totalmente recuperado, falcoaria também reabilitada e o respetivo museu. Localizado entre Elvas e Portalegre, este será o quarto hotel da Vila Galé no Alentejo, merecendo um investimento de cerca de dez milhões de euros.

Já o Vila Galé Serra da Estrela, o primeiro hotel de montanha do grupo Vila Galé deverá começar a funcionar a 27 de março. Esta unidade de 4 estrelas, em Manteigas, contará com 91 quartos, piscina exterior para adultos e outra para crianças, restaurante, lobby bar, spa Satsanga com piscina interior, jacuzzi exterior, salão de eventos e estacionamento, num investimento de cerca de dez milhões de euros. O tema será Mitos, lendas, costumes e tradições da região serrana.

O Vila Galé Paulista, em São Paulo, Brasil, deverá abrir portas em junho e contará com 108 quartos, um restaurante Massa Fina, uma cafetaria Vila Galé Café e clube de saúde com ginásio, sauna, sala de massagens e piscina exterior. Com uma localização privilegiada na zona da Bela Cintra, a 200 metros da Avenida Paulista, esta unidade deverá abrir em junho, representando um investimento de 80 milhões de reais.

Também em Junho, deverá estar concluída a expansão do Vila Galé Douro Vineyards, na região do Douro Vinhateiro. Este agroturismo passará das atuais sete unidades para 49, num investimento de sete milhões de euros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here