Receitas turísticas ultrapassam 2 mil milhões de euros em julho pela primeira...

Receitas turísticas ultrapassam 2 mil milhões de euros em julho pela primeira vez

0

A atividade turística em Portugal continua a crescer de forma sustentada, com um crescimento das receitas muito superior ao do número de turistas. Em julho, as receitas do Turismo atingiram 2.011,3 milhões de euros, de acordo com os dados divulgados esta manhã pelo Banco de Portugal, ultrapassando pela primeira vez os dois mil milhões de euros neste mês.

Este resultado representa um crescimento de 9,5% face ao mesmo mês de 2017, e de 27,9% face a julho de 2016, o que representa uma subida de 440 milhões de euros em apenas dois anos.

No acumulado dos primeiros sete meses de 2018, as receitas turísticas crescem 12,9%, para 8.913 milhões de euros, mais de mil milhões de euros acima do que foi registado no mesmo período de 2017.

Estes números demonstram que o Turismo em Portugal está a captar turistas que gastam mais e, assim, a crescer mais em valor. Nos primeiros sete meses do ano, os hóspedes cresceram 1,6% e as dormidas recuaram 0,3%.

O saldo da balança turística cresce 15,3% até julho, para 6.222 milhões de euros.

Este crescimento reflete uma cada vez maior diversificação de mercados. Entre os que mais crescem estão a Irlanda (+30%), os Estados Unidos (+20,1%), a Itália (+17,8%), a Bélgica (+17%), a Alemanha (+16,4%), a França (+15,7%) e o Brasil (+14,7%).

O crescimento acumulado das receitas é resultado de aumentos muito expressivos nos meses do início do ano, considerados de época baixa, nos quais se registaram as subidas mais robustas de receitas.

A Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, diz que “estes resultados mostram que estamos a conseguir crescer em termos de receitas de turismo a um ritmo muito mais acelerado do que em volume de turistas. O turismo está a crescer mais em valor, conseguindo alargar a atividade ao longo do ano e ao longo do território. Temos de continuar este trabalho, promovendo um turismo sustentável”.

SEM COMENTÁRIO

Leave a Reply