Quinta-feira, Junho 21, 2018
Tags Post com a tag "Transavia"

Transavia

0

A Transavia aumenta em 21% os lugares disponíveis de/para Portugal no Inverno 2018-19, face a idêntico período do ano passado, para um total de 945,488 lugares. Prosseguindo o percurso de “consolidação do crescimento”, a companhia low-cost do Grupo Air France-KLM apresenta 19 rotas e 123 frequências/semana este Inverno de/para Portugal. Funchal-Amesterdão e Porto-Amesterdão recebem uma frequência extra, enquanto que Porto-Paris e Lisboa-Paris, as rotas mais populares, atingem, respetivamente, 26 e 20 voos por semana.

“A Transavia mantém-se empenhada em tornar a viagem ainda mais atrativa e acessível tanto para viajantes de negócios como de lazer, aumentando, novamente este Inverno, a sua oferta de Portugal para cidades e destinos de referência na Europa. Com 14,7 milhões de passageiros transportados em França e na Holanda em 2017, a nossa ambição passa por continuar a merecer a confiança de todos os nossos clientes e em fazer o low-cost feel good”, afirma Hervé Kozar, Chief Commercial Officer (CCO) da Transavia.

O Programa de Inverno 2018-19 começa a 28 de Outubro de 2018 e termina a 30 de Março de 2019.

0

“O verão é a altura ideal para viajar e conhecer as mais icónicas cidades europeias. Tenha visão. Consiga os melhores preços reservando as férias de verão com antecedência!”.Este é o mote por trás da nova campanha de media da Transavia, low-cost do Grupo Air France KLM, e desenvolvida pela b+, que começa hoje e termina no final de Abril.

Os voos surgem desde 30 euros, ideal para uma escapadinha ou city-break.

0

A Transavia, companhia low-cost do Grupo Air France-KLM, deu mais um passo em matéria de digitalização ao instalar um sistema de desmaterialização a bordo dos seus cockpits. A partir de agora, os pilotos podem libertar-se totalmente do papel. Esta evolução para uma preparação e gestão de voos 100 % eletrónica foi iniciada em 2015, com a instalação do sistema « Electronic Flight Bag ». Em 2018, a companhia prossegue esta transformação ao disponibilizar iPads dotados da aplicação Aviobook.

20kg de papel a menos em cada voo

Entre 2015 e 2017, a Transavia suprimiu o equivalente a 20 kg de papel graças ao sistema « Electronic Flight Bag » (EFB). Este sistema, instalado no cockpit, permite aos pilotos consultar os documentos necessários à adequada preparação de um voo, habitualmente em papel : briefing, cartas meteorológicas, informações aeroportuárias, manual do avião, manual de utilização, cartas de navegação e os demais documentos necessários a uma boa operação.

No início de 2018, o sistema EFB deu lugar a uma aplicação ainda mais eficaz desenvolvida pela start-up AvioVision, a Aviobook. Por via desta colaboração, os pilotos da Transavia libertam-se igualmente dos planos de voo em papel e passam a poder executar e finalizar os seus voos diretamente na aplicação.

Graças ao seu interface muito simples e a iPads de última geração, a tripulação pode fácil e rapidamente aceder ao conjunto das informações indispensáveis à boa operação do voo : dados relacionados com o avião, número de passageiros, dados meteorológicos, etc.

“O compromisso da Transavia é de ‘low-cost with care’ para os nossos clientes e os nossos colaboradores. Graças a este novo sistema, todos os atores operacionais da companhia ganham em flexibilidade e em custo de operação. Uma verdadeira conquista tornada possível graças a relações estreitas com as start-ups inovadoras que participam no nosso desenvolvimento”, sublinha Hervé Boury, Diretor-Geral Adjunto de Exploração da Transavia France.

Para aperfeiçoar o seu desempenho, Transavia aposta em start-ups

A Transavia tem por ambição otimizar continuamente as soluções oferecidas aos seus passageiros, mas igualmente aos seus colaboradores. Por essa razão, a companhia optou, a partir de 2013, por rodear-se de start-ups que respondem aos objetivos da companhia: a melhoria constante da experiência-cliente; a otimização da eficácia operacional; e a melhoria da sua pegada ambiental.

0

A Transavia transportou 14,8 milhões de passageiros em 2017, num aumento de 10,5% quando comparando com o ano anterior. Já nas quatro rotas que tem para Portugal (Porto. Lisboa, Faro e Funchal) atingiu os 2,5 milhões de passageiros transportados, num incremento de 13%.

A VIAJAR esteve à conversa com o vice-presidente da transportadora aérea francesa, Hervé Kozar, durante a BTL.

 

por Sílvia Guimarães

 

– A Transavia está em Portugal há 11 anos, tendo começado com voos para o Porto. Faça um pequeno breefing de como tem sido a vossa presença no nosso país.

Posso dizer que o balanço tem sido muito bom. Começámos em 2007 com um voo de Paris-Orly para o Porto e agora já oferecemos 189 voos por semana nas várias rotas para Portugal, o que faz de nós a quarta companhia aérea em Portugal, antecedidos apenas pela TAP, easyJet e Ryanair. Estamos muito orgulhosos do que alcançámos e podemos dizer que é um mercado em constante crescimento. A nossa intenção é continuar a investir em Portugal, até porque este é o segundo mercado para a Transavia e para a Transavia France é mesmo o primeiro mercado.

– Quantos passageiros transportaram nas rotas de e para Portugal em 2017?

Transportámos 2,5 milhões de passageiros no total, num aumento de 13% face a 2016.

– E o que está perspetivado para este ano?

Este ano vamos voltar a crescer no mercado português, para oferecermos 2,9 milhões de lugares no total do ano, o que faz mais 11% de oferta que passaremos a ter de e para Portugal.

Este ano abrimos Lisboa-Roterdão em fevereiro, com cinco voos semanais, teremos ainda uma nova frequência Lisboa-Paris, passando a totalizar quatro voos diários entre ambas as capitais, e iremos ainda contar com uma nova frequência Porto-Paris, o que perfaz seis voos diários entre os dois destinos. Com este aumento de frequências diárias entre Lisboa, Porto e Paris estamos a tentar atingir o mercado business, com possibilidade de ida e regresso no mesmo dia.

– Podemos então dizer que a Transavia em Portugal é um sucesso…

Sem dúvida! E Porto-Paris, com seis voos diários, é o nosso maior sucesso. Nas rotas portuguesas (Porto, Lisboa, Faro e Funchal) temos um load factor de 92%.

Não nos podemos esquecer que a Transavia tem ainda um protocolo de code-share com a Air France-KLM, incluindo nos voos de Portugal.

– Transportam mais passageiros de ou para Portugal?

Transportamos passageiros de todos os mercados nestas rotas. Entre 75% a 80% são europeus de outras nacionalidades, sendo o restante oriundo do mercado português. No entanto, o share do mercado português está em crescimento e a nossa estratégia passa por isso mesmo.

– Estão presentes em quatro dos principais aeroportos portugueses. E os Açores estão fora da estratégia da Transavia em Portugal?

Estamos sempre há procura de novas oportunidades e os Açores é uma delas. Temos vindo a manter conversações com os aeroportos e as entidades do Turismo nacionais para vermos a potencialidade de podermos vir a voar para aquele arquipélago. Em 2018 com toda a certeza não será, mas que sabe se não será em 2019.

0

Encetada no início do ano, a Transavia prossegue até 17 de setembro, a sua campanha de ativação desenvolvida pela b+ para os fins de semana prolongados e pontes em 2017, convidando todos os seus clientes portugueses a experienciar escapadas em destinos de topo na Europa – tais como Amesterdão, Eindhoven, Groningen, Lyon, Funchal, Munique, Nantes, Paris e Roterdão – desde 25€ (ida simples).

0

A companhia aérea low-cost Transavia, subsidiária a 100%, mas totalmente independente, do Grupo Air France-KLM, acaba de lançar a campanha “Saudade”, convidando os passageiros a reencontrar amigos e familiares em países como a França, Holanda e Alemanha, com preços desde 23 euros.
Para tornar o viajar mais acessível e simples para todos, a nova campanha de media da Transavia – desenvolvida pela b+ – convida famílias, casais e amigos cujos familiares ou entes queridos vivem em França ou na Holanda – mas também em Munique, Alemanha – a subir a bordo do novo Boeing 737-800, com a nova cabine Sky Interior, e encontrar e abraçar os seus mais próximos.
Recorde-se que a Transavia serve 13,3 milhões de passageiros anualmente. Com cerca de 70 Boeing 737-800 (o principal tipo de aeronave disponível) em 2016, a Transavia opera uma frota jovem e de nova geração que é amiga do ambiente. Foi considerada a melhor companhia aérea low-cost da Europa em 2015 (e, de novo, em 2016!) pelo site Flight-Report, oferecendo voos para 107 destinos na Europa e Norte de África a partir dos seus hubs na Holanda (Amesterdão, Roterdão/A Haia, Eindhoven), França (Paris, Nantes e Lyon) e Munique na Alemanha.

0

A Transavia conta com 9 milhões de passageiros transportados e 64.000 voos de/para Portugal em dez anos de operação, dos quais 2,5 milhões de passageiros transportados e 15.000 voos entre o Porto e Paris-Orly.

Dez anos mais tarde, a companhia aérea low-cost do Grupo Air France-KLM Group oferece 2,8 milhões de lugares nas rotas Portuguesas em 2017 (em 2016, superou os 2,1 milhões), num mercado que é primeiro para França, segundo para a Holanda e segundo globalmente.    

0

Após anunciar recentemente o seu Programa de Inverno 2017-18, com um total de 762.500 lugares disponíveis e 130 frequências, duas por semana, a companhia aérea low-cost do Grupo Air France-KLM prossegue o seu percurso de crescimento com a abertura da rota Lisboa-Roterdão.

Desde 34 e 35 Euros (ida simples), já é possível reservar com a Transavia – respetivamente, de Faro ou Lisboa – para uma das maiores cidades portuárias do mundo e cidade-berço do teólogo e humanista do século XV que deu nome ao popular programa de intercâmbio universitário na Europa.

0

A Transavia está a aumentar em 8% os lugares disponíveis de/para Portugal este Inverno 2017-18, face a período homólogo, para um total de 762.500 lugares disponíveis. Prosseguindo o percurso de “consolidação do crescimento”, a companhia aérea low-cost do Grupo France-KLM apresenta um total de 130 frequências/semana este Inverno. Nantes-Faro torna-se uma rota operada durante todo o ano, com 2 voos semanais às segundas e sextas.

“Para tornar viajar ainda mais apelativo tanto para passageiros de negócios como city trip, a Transavia está a consolidar a sua oferta crescente no mercado português para cidades de referência na Europa este Inverno, nomeadamente nas rotas Nantes-Lisboa e Lisboa-Paris, ambas com uma frequência adicional esta época. Ao mesmo tempo, Lisboa–Paris e Porto–Paris mantêm-se as rotas de topo, respetivamente com 20 e 18 frequências/semana”, afirma Hervé Kozar, Chief Commercial Officer (CCO) da Transavia.

A rota Faro-Nantes será a grande novidade com duas frequências semanais e a Porto-Funchal passará de duas para oito voos por semana. Já Funchal-Nantes, via Porto, Faro-Paris e Eindhoven-Lisboa passarão a contar com mais uma frequência num total de três voos por semana. Lisboa-Nantes também terá mais um voo, passando a um total semanal de cinco, Porto-Funchal terá mais seis frequências e Faro-Roterdão mais uma, o que totaliza oito frequências para cada um destes dois destinos. Para terminar, Lisboa-Partis parará a ter 20 voos semanais, desta vez com mais um a juntar-se ao portefólio.

Para conferir mais escolha e flexibilidade aos passageiros, nesta época a companhia franco-holandesa está a focar a sua operação na densidade da rede a partir dos seus mercados-base em França e na Holanda. Alguns destinos passam a ser operados todo o ano, enquanto outros recebem frequências adicionais.   

0

A Transavia, companhia low-cost do Grupo Air France-KLM, firmou uma parceria com a Wiidii, uma startup de Bordéus criada em 2014, para propor a todos os seus clientes um serviço de assistência pessoal inovador, que estará disponível nos próximos meses.

A Wiidii, que se destacou, nomeadamente, no CES 2017, em Las Vegas, e na final dos 4YFN Awards, em Barcelona, graças ao seu assistente pessoal híbrido, vai desenvolver uma aplicação para a companhia.

Este novo companheiro de viagem vai reinventar a vida dos seus utilizadores, simplificando o seu quotidiano e permitindo-lhes beneficiar plenamente das suas viagens com a Transavia.