Turismo do Algarve tem em 2016 o melhor ano de sempre

Turismo do Algarve tem em 2016 o melhor ano de sempre

0
Foto: RTA - Helio Ramos

No primeiro semestre de 2016, o Algarve registou cerca de 7,4 milhões de dormidas, o que representa um aumento de 13,3% face ao mesmo período do ano transato. No total, foram mais de 870 mil novas dormidas na região algarvia nos primeiros seis meses do ano. O mercado interno registou ainda um aumento de 4% nas dormidas no Algarve, totalizando cerca de 1,3 milhões de dormidas.

No dia em que o Instituto Nacional de Estatística divulga os dados relativos à evolução da atividade turística no primeiro semestre do ano, a Região de Turismo do Algarve (RTA) destaca os resultados francamente positivos que a Região tem vindo a verificar ao longo dos primeiros seis meses deste ano. De acordo com Desidério Silva, presidente da RTA, «todos os indicadores mostram que 2016 será o ano mais forte do turismo algarvio».

 Até junho, registaram-se cerca de 7,4 milhões de dormidas nos estabelecimentos hoteleiros algarvios, mais 13,3% face ao mesmo período do ano anterior. E só em junho, os proveitos totais verificaram um aumento de 19,8% face ao mesmo mês de 2015.

 No primeiro semestre de 2016, o Aeroporto de Faro processou 3.175.130 passageiros, um aumento de 18,6% relativamente a mesmo período do ano anterior, sendo o Reino Unido, Alemanha, Irlanda, Holanda e França os principais mercados emissores. A Ryanair, Easyjet, Monarch, Transavia e Jet2.com são as companhias aéreas com maior número de passageiros processados, o que confirma a importância no desenvolvimento de ligações aéreas low cost para o Aeroporto de Faro.

As previsões para este verão, e para o outono também, são muito positivas, pois o setor hoteleiro algarvio já apresenta um elevado número de reservas de setembro a novembro.

Desidério Silva explica que «as taxas de ocupação até junho têm sido muito boas e superam as de 2015 em igual período. Registou-se um crescimento importante nos meses que antecipam o verão, uma época normalmente mais difícil em termos de ocupação para o Algarve. O verão está a correr muito bem, e os resultados de julho e agosto irão consolidar os bons resultados desta época balnear. Também é expectável que os meses de setembro, outubro e novembro registem uma taxa de ocupação mais elevada do que no ano transato».

 Os indicadores do primeiro semestre de 2016 mostram que «a estratégia da Região para o desenvolvimento da sua oferta durante todo o ano, e não apenas no verão, está a dar frutos, pois já estamos a verificar um aumento significativo da procura em meses de época baixa. Estamos claramente a caminhar para um Algarve “de todo o ano”», acrescenta Desidério Silva.

 

SEM COMENTÁRIO

Leave a Reply