Seis milhões para melhorar acessibilidades e dotar centros históricos com wi-fi gratuito

Seis milhões para melhorar acessibilidades e dotar centros históricos com wi-fi gratuito

0

Seis milhões para melhorar acessibilidades e dotar centros históricos com wi-fi gratuito

A apresentação do programa All for All – Portuguese Tourism, marcou o arranque da Semana do Turismo que surge no âmbito da celebração do Dia Mundial do Turismo, a 27 de setembro. No Centro de Ciência do Café, em Campo Maior, onde decorreu a cerimónia, o presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, anunciou o lançamento de uma linha de apoio financeiro de 5 milhões de euros para apoiar a criação de acessibilidades em estabelecimentos hoteleiros e em espaços públicos, por parte de empresas e entidades públicas. Em Elvas foi anunciada uma linha de apoio a projetos wi-fi em Centros Históricos, dotada com 1 milhão de euros.

A sessão de Campo Maior contou com as presenças da Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, Secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes, Presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, Presidente da Turismo do Alentejo – ERT, Ceia da Silva e Presidente da Câmara Municipal de Campo Maior, Ricardo Miguel Furtado Pinheiro.

Dirigido a todos os agentes do setor turístico, o programa “All for All” visa adaptar a oferta turística às necessidades específicas de quem nos visita, desde famílias com crianças pequenas até seniores ou pessoas com algum tipo de incapacidade, ainda que temporária. Trata-se de cumprir o propósito de Portugal como destino turístico (“Receber Bem”), mas é também uma oportunidade de negócio para as empresas e para o país.

O programa “All for All” pretende criar um novo estímulo ao envolvimento de entidades públicas e empresas para fazerem de Portugal um destino cada vez mais acessível para todos. A aposta é na melhoria do produto e na divulgação e promoção junto do turista de boas práticas de acessibilidade. Foi desenvolvido um canal online dedicado ao turismo acessível, alojado no visitportugal.com, com o objetivo de destacar os itinerários acessíveis em centros históricos de cidades do Continente e Ilhas.

De acordo com dados da Organização Mundial de Turismo e da Comissão Europeia, na União Europeia o valor bruto do chamado mercado do “Turismo Acessível” foi, em 2012, de 352 mil milhões de euros. Tendo em conta o efeito multiplicador, o valor bruto total ascendeu a 786 mil milhões.

A Organização Mundial do Turismo propôs para tema do Dia Mundial do Turismo deste ano, o Tourism for All. De acordo com esse tema, o Turismo de Portugal lançou a Semana do Turismo entre 23 de setembro e 1 de outubro, no sentido de levar a todo o país este objectivo de promover o turismo para todos. O vasto programa de iniciativas especialmente preparado para esta semana arrancou precisamente com a apresentação do Programa All for All – Portuguese Tourism. Seguiu-se a apresentação de uma nova linha financeira de apoio para dotar os centros históricos de wi-fi gratuito.

Um milhão de euros é o valor total da Linha de Apoio a Projetos Wifi em Centros Históricos, destinada a financiar projetos promovidos por câmaras municipais e entidades regionais de turismo. Lançado também pelo Turismo de Portugal, o projeto Portugal Wifi foi apresentado em Elvas, primeira cidade do país em cujo centro histórico está implementado o projeto-piloto a desenvolver. Mais uma etapa no esforço de promover o turismo para todos, neste caso o acesso gratuito a informação digital por parte dos turistas.

O projeto Portugal Wifi visa dotar os centros históricos das localidades portuguesas e as zonas de maior afluxo turístico de redes sem fios que permitam aos turistas utilizar wifi de forma gratuita e aceder a conteúdos informativos que maximizem a sua experiência no destino.

A simplicidade e rapidez no acesso a conteúdos informativos durante a viagem assumem uma importância cada vez maior para os turistas. Por outro lado, é também relevante facultar às empresas plataformas ágeis para o desenvolvimento de novas oportunidades de negócio e de conhecer melhor os seus clientes. Promover a conetividade desses turistas com o destino e com os prestadores de serviços locais é, por isso, essencial.

Para além do objetivo turístico, este projeto visa também contribuir para o desenvolvimento de smart cities e de formas mais sustentáveis de gestão das cidades e dos seus recursos, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos e para o desenvolvimento económico.

A sessão contou com as presenças da Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, Presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, Presidente da Turismo do Alentejo – ERT, Ceia da Silva e Presidente da Câmara Municipal de Elvas, Nuno Miguel Fernandes Mocinha.

A agenda do primeiro dia da Semana do Turismo contou ainda com um almoço no Forte da Graça, onde foi apresentado o projeto Portugal Heritage. À tarde, em Évora, teve lugar a apresentação da Rede de Museus e Equipamentos de Évora e a visita à Fundação Eugénio de Almeida e Igreja S. Francisco.

O programa deste primeiro dia termina em Santarém, com uma caminhada noturna integrada nas Jornadas Europeias do Património 2016. Nesta noite, 16 espaços culturais mantiver-se-ão abertos ao público até às 23h30.

SEM COMENTÁRIO

Leave a Reply