MSC Cruzeiros anuncia “melhor mês de outubro de sempre” de vendas em Portugal

“O mês de outubro foi, para a MSC Cruzeiros, o melhor outubro de sempre”, em termos de reservas no mercado português para 2023. Quem o garantiu foi Eduardo Cabrita, diretor para Portugal da companhia de cruzeiros de bandeira italiana, durante um jantar que deu como terminado o Roadshow que fizeram de norte a sul do país, presencial e online, e que decorreu no Jardim Botânico da Ajuda, no dia 8 de novembro, perante a presença de 250 agentes de viagens convidados.

Tendo em conta as vendas que estão a registar, o responsável admite que “2023 pode mesmo vir a superar o excelente ano que foi 2019”, o que poderá ser uma surpresa dado que “a economia está a estagnar, as taxas de juro estão altas e os voos estão caros”. Por isso mesmo, Eduardo Cabrita frisou que os destinos mais procurados estão a ser “os de proximidade”, com partidas de Barcelona e Valência, e os cruzeiros “com partida e chegada a Lisboa”, que permitem um preço mais em conta a nível de voos, quando estes são necessários.

O especialista garante que os cruzeiros com partidas e chegas a Lisboa, que se irão realizar pelo segundo ano consecutivo no verão, estão a ser responsáveis por “40% a 50% das reservas” no mercado português, já os outros 50% destinam-se sobretudo ao Mediterrâneo Ocidental, seguido do Mediterrâneo Oriental e logo depois o Norte da Europa.

Em relação ao inverno, Eduardo Cabrita diz que a procura mais acentuada tem sido sobre o Emirados Árabes Unidos e sobretudo agora com a inauguração do novo navio da companhia, o MSC World Europa, que vai ser inaugurado esta semana no Qatar. “No Inverno os Emirados Árabes Unidos são a grande escolha, mais ainda que as Caraíbas, por causa dos valores dos voos para os Estados Unidos, mas também porque temos uma parceria muito forte com a Emirates, através da qual conseguimos fazer um pacote extremamente atrativo para os portugueses”, referiu.

“Os próximos dez anos serão mais desafiantes que os últimos dez e contamos com vocês, porque temos muito mais navios, muito mais itinerários, muito mais de tudo”, afirmou o executivo perante a plateia de agentes de viagens.

O MSC World Europa, o primeiro da companhia movido a GNL – Gás Natural Liquefeito,  será o próximo navio a ser inaugurado e ficará a operar durante o próximo inverno nos Emirados Árabes Unidos. Já o MSC Seascape vai ser inaugurado em dezembro, em Nova Iorque. A MSC Cruzeiros terminará assim o ano com 21 navios na sua frota e a previsão será chegar a 2030 com um portfólio de 39 ou 40, a incluir o navios da nova marca de cruzeiros de luxo, Explora Journeys.

A operação do próximo ano para Lisboa irá contar com 13 partidas e irá iniciar mais cedo do que aconteceu este ano, com partidas e chegadas à capital portuguesa entre 26 de junho e o final de outubro.

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here