Pestana anuncia 18 novos hotéis e 3.000 quartos até 2019

0
693

O Pestana Hotel Group vai abrir 18 novos hotéis, num total de quase 3.000 quartos, até ao final de 2019. A novidade foi avançada, esta quarta-feira, no Pestana Palace, em Lisboa, por José Roquette, administrador do grupo para a área de Desenvolvimento, que revelou este como “o maior ciclo de crescimento do grupo num tão curto espaço de tempo”. A primeira a unidade a abrir “até ao final deste mês” será o Pestana CR7 Funchal, numa parceria igualitária entre o grupo de Dionísio Pestana e o craque de futebol Cristiano Ronaldo.

O investimento total em Portugal será de 70 milhões de euros e no estrangeiro de 100 milhões de euros, o que para o responsável é revelador, dado “Portugal ser o País onde o grupo continua a investir mais”, além de “dar um importantíssimo contributo para a retoma da economia no País”.

PestanaCom 43 anos de existência, o Pestana Hotel Group está presente atualmente em 15 países, com 87 hotéis e 10.633 quartos, embora José Roquette tenha garantido que o objetivo seja de atingir uma “meta simbólica de 100 hotéis nos próximos quatro anos” e “estender a presença da marca a 20 países”.

Até 2019, o grupo irá abrir em Portugal 10 novas unidades em regime de propriedade, arrendamento/concessão, gestão ou franchising. São elas o Pestana Bahia Palace, nos Açores, com 101 quartos; o Pestana Ilha Dourada e o Pestana Dunas, ambos em Porto Santo, com 49 e 400 quartos, respetivamente; o Pestana CR7 Funchal e o Pestana Casino, ambos na ilha da Madeira, respetivamente com 50 e 80 quartos; o Pestana A Brasileira e Pestana Freixo – Parte II, com 90 e 100 quartos; o Pestana CR7 Lisboa, com 86 quartos; o Pestana Amoreira/Alvor, no Algarve, com 500 quartos; e o Pestana Troia, com 150 quartos.

Já no estrangeiro a forte aposta do grupo vai para a Europa, com duas unidades em Madrid, a somarem 253 quartos, e outras duas no Estado norte-americano de Nova Iorque, o Pestana CR7 New York e o Pestana Newark, num total de 285 quartos. Amesterdão, na Holanda, Marraquexe, em Marrocos, Montevideu, no Uruguai, e Barra da Tijuca na cidade brasileira do Rio de Janeiro, também estão entre os projetos do maior grupo hoteleiro português no estrangeiro até 2019.

Por quartos, do total dos quase 3.000 previstos até 2019, 597 ficarão acessíveis ao público ainda este ano, 790 durante 2017 e 1503 até ao final de 2019. Entre estes, 1606 ficarão localizados em Portugal e 1284 no estrangeiro. Já dos que ficarão no estrangeiro, 70% ficarão na Europa, 23% nos EUA e 7% em África.

“Paris e outras cidades na Alemanha e Grã-Bretanha” estão na mira futura do Pestana Hotel Group, embora para depois de 2020.

Leia o artigo completo na Edição de julho (nº 351) da revista VIAJAR – Disponível online

.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here