Quinta-feira, Julho 19, 2018
Tags Post com a tag "BTL"

BTL

0

A 31ª edição da BTL já tem data marcada e realiza-se de 13 a 17 de março de 2019!
A última edição da BTL registou um número total de 77.000 visitantes, o que confirma o crescimento face ao ano anterior, tendência que se afirma ano após ano. Particularmente durante os três primeiros dias, 39.000 profissionais estabeleceram novos negócios e parcerias, o que representou um aumento de 1.112 profissionais face a 2016, demonstrando o interesse crescente de buyers não só nacionais, como internacionais que vêem no Programa de Hosted Buyers da BTL uma oportunidade única de networking e negócio. No horário de público, no fim-de-semana, 38.000 visitantes aproveitaram as promoções e descontos exclusivos da BTL.
A BTL, a maior Feira de Turismo do país, para corresponder ao incremento do setor do Turismo em Portugal (cuja tendência tem sido a subida a dois dígitos todos os anos, dados INE), verá aumentada a sua área exposicional com a utilização do quarto pavilhão na sua totalidade – serão mais de 40 000m2 de BTL!

O futuro do Turismo em Portugal passa pela BTL!

Quem o disse foi Ana Mendes Godinho, Secretária de Estado do Turismo, que reconheceu que “a BTL vai servir de palco para a discussão do futuro do turismo em Portugal”. Para isso, torna-se imperativo a aposta na continuação dos novos espaços de sucesso da ultima edição da BTL: BTL LAB&Trends e Meeting Industry (MI).

0

A 30ª edição da BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, que decorreu na FIL, em Lisboa, foi avaliada por mais de 130 expositores, revelando dados importantes sobre os desafios e tendências do turismo em Portugal. Esta iniciativa da FIL visa avaliar o grau de satisfação da participação na BTL assim como as prioridades dos expositores face à presença na maior Feira de Turismo nacional.
A última edição da BTL registou um número total de 77.000 visitantes, o que confirma o crescimento face ao ano anterior, tendência que se afirma ano após ano. Particularmente durante os três primeiros dias, 39.000 profissionais estabeleceram novos negócios e parcerias, o que representou um aumento de 1.112 profissionais face a 2016. Já no fim-de-semana dedicado ao grande público, 38.000 visitantes aproveitaram as promoções e descontos exclusivos da BTL.

Dos vários setores de atividade presentes da BTL – Municípios, Alojamento, Operadores Turísticos, Animação Turística, Agências de Viagens, Equipamentos e Serviços, entre outros – os municípios sempre foram um dos setores de maior representatividade. Em 2017, em conjunto com as regiões de turismo ocuparam o primeiro lugar em termos de ocupação, com 23,5% da totalidade do espaço. Este ano, o alojamento ocupou este lugar com 26,9% do espaço, mais 11,5% que a edição anterior, revelando por um lado, o crescimento desta área no tecido turístico nacional e por outro, a forte aposta deste segmento na promoção dos seus serviços, sendo este o principal objetivo da sua participação na feira.

Os dados do inquérito permitem concluir que para a grande maioria dos expositores, cerca de 95%, a presença na BTL tem por objetivo a promoção da imagem, em segundo lugar destaca-se a angariação de novos clientes, com um valor de 70% seguido do reforço de relações com atuais clientes, referenciado por 60% dos expositores presentes na feira.
Quando questionados sobre o contacto preferencial, com profissionais (B2B), público (B2C) ou ambos, 65.6% dos expositores revelam ter como objectivo primordial a comunicação com ambos, registando uma subida 8.8% relativamente a 2017. 30.5% prefere o contacto profissional (menos 8.4%) enquanto apenas 3.9% privilegia o contacto com o público (menos 0.4%). Apesar destes números, foi possível registar um aumento exponencial de 84% nas vendas diretas realizadas durante os dias de público, relativamente às vendas realizadas no ano anterior. Resultado que superou todas as expetativas por parte dos expositores com pacotes e/ou promoções dedicadas em exclusivo ao público.

Os resultados do inquérito confirmam a importância da BTL no panorama do turismo português e 96,9% dos expositores afirma que tenciona participar na edição de 2019 da BTL.

0

A Tunísia fechou o ano de 2017 com a entrada de mais de 7 milhões de turistas, num aumento de 23,2% em relação ao ano homólogo.

Segundo a nova diretora do Turismo da Tunísia para Portugal e Espanha, Mounira Derbel, que falou em declarações à VIAJAR, durante a BTL, em relação ao mercado português, conseguiram registar “a entrada de mais 15 mil pessoas, com um aumento de quase 110%”, tendo atingido os números de 2010, ano anterior à crise em que têm vivido, sobretudo devido a atos de terrorismo. “O crescimento de turistas europeus, e particularmente de Portugal, na Tunísia deve-se principalmente ao regresso de importantes operadores e companhias aéreas ao país, assim como ao aumento de confiança no destino”.

Mounira Derbel afirma que “estes são números muito expressivos para o turismo e para o total de um ano turístico” e garante que os portugueses “continuam a preferir as zonas costeiras de Sousse e Hammamet, o deserto do Saara, a ilha de Djerba e a capital, Tunes”.

Para este ano, as previsões do Turismo da Tunísia apontam para a chegada “25 mil turistas portugueses”.

Um dos objetivos principais em que o governo tunisino está a trabalhar é na consolidação do país até 2020, como uma nação democrática e emergente. Este plano tem a intenção de reforçar a liberdade das empresas, apoiar a abertura económica do país e atribuir mais garantias e vantagens aos investidores tunisinos e estrangeiros.

Relativamente às novidades para 2018, está a levar-se a cabo a implementação de uma política de céus abertos em todos os países da União Europeia para alcançar uma maior quota de turistas, graças à autorização de companhias aéreas low cost. Com esta iniciativa, o país tentar chegar a um perfil de viajante jovem que procura preços competitivos.

0

“O Egito fechou o ano de 2017 com mais de 8,3 milhões de turistas”, avançou à VIAJAR, Mohamed Mohsen Ismail, diretor do Turismo do Egipto para a Península Ibérica e América Latina, Mohamed Mohsen Ismail, tendo “a maioria chegado da Alemanha e do Médio Oriente”.

No que respeita ao mercado português, o aumento de turistas oriundos de Portugal “ultrapassou os 57,5%”, quando comparando com 2016, tendo chegado a “quase 10 mil”. Este ano a itenção da Autoridade Egípcia do Turismo será “manter a mesma tendência de crescimento observada durante o ano de 2017”.

Afirmando que o setor do turismo no Egito está “em fase de recuperação”, com números “a superarem os alcançados nos últimos dois a três anos”, Mohsen Ismail adiantou que “o objetivo para 2018 será conseguir chegar perto dos resultados de 2010”, ano em que alcançaram os “15 milhões de turistas”, assim como “ultrapassá-los até 2020”.

O diretor do Turismo do Egipto para a Península Ibérica e América Latina está confiante na promoção que o destino tem vindo a fazer na Europa, e nomeadamente em Portugal, com a sua presença na BTL e contatos diretos com os tour operadores, tanto em B2B como em B2C.

0

A APAVT – Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo e a Europcar voltam a renovar o “Protocolo de Cooperação e Patrocínio” que mantêm, há já oito anos consecutivos, na BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa.

Para Pedro Costa Ferreira, presidente da APAVT, este protocolo apresenta condições especiais para os agentes de viagens e significa o “continuar de uma relação que é sólida, antiga e leal”.

Segundo o responsável, “o protocolo, em si mesmo, desenha o tamanho e o molde como esta proximidade se efectua ao longo do ano, nomeadamente nas condições de participação da Europcar neste stand, nas condições de participação da Europcar no congresso [da APAVT] e nas condições de acesso dos agentes de viagem à oferta da Europcar, que, no fundo, é o âmago deste protocolo, aquilo que o justifica e que é o coração do protocolo”.

Fernando Fagulha, diretor comercial daquela rent-a-car, destacou que “este protocolo divide-se em dois pontos”. Em primeiro lugar, “damos condições especiais aos agentes, aos funcionários e à própria APAVT, e isso é logo uma forma abrangente de abraçar este projecto. Por outro lado, em relação às condições para agências de viagens, como negócio, essas são muito diversas e já é mais uma questão do negócio e do próprio B2C”.

Em benefício da Europcar, Pedro costa Ferreira avançou que no congresso da APAVT “a participação da Europcar é de natureza exclusiva, não vai haver nenhum concorrente da Europcar que tenha presença no congresso”.

0

O primeiro ministro, António Costa, mostrou-se, esta quarta-feira, satisfeito com os “bons resultados” do Turismo em Portugal no ano passado. O governante ressalvou que o setor deu um “contributo de excelência” para o crescimento do país, e sobretudo da Economia.

António Costa, que falava aos jornalistas, durante a inauguração da BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, que decorre até ao próximo dia 4 de março, na FIL, em Lisboa, referiu que “se queremos continuar a crescer na nossa economia, se queremos continuar a ter exportações que tenham um peso acrescido na nossa economia, é absolutamente fundamental continuarmos a acarinhar o Turismo e a valorizar o melhor que o país tem”.

O governante considerou que “o Turismo é também um factor muito importante para a criação de emprego, para a dinamização de regiões do nosso país onde há menos actividade económica e onde o Turismo tem sido um grande factor de desenvolvimento”. Como exemplo deu o caso do impacto do Turismo na Região Autónoma dos Açores, sobretudo nos últimos 20 anos, assim como nas regiões do interior de Portugal Continental.

António Costa defende ainda que o Turismo é muito importante na afirmação de Portugal no estrangeiro, dado que este é um setor que “ajuda a projectar a imagem internacional de Portugal”.

O responsável fez um apelo aos portugueses para com a Região Centro de Portugal, na tentativa de amenizar os efeitos provocados pelos incêndios devastadores que assolaram aquela que é a maior região turística de Portugal.

“O apelo que faço é que todos aproveitemos este ano para visitar a região Centro. A todos os empresários – e estou a ver aqui alguns que procuram bons locais para investir – que invistam na região Centro, porque investir na região Centro é também uma forma de ajudarmos a dar nova vida e a revitalizar um território que foi massacrado pelas calamidades”, proferiu.

Sobre a lotação do Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, o primeiro ministro disse que esse tema “deveria ter sido alvo de um acordo politico há 20 anos atrás” e adiantou que “se tive havido entendimento nessa altura”, já haveria “a capacidade aeroportuária que toda a gente se queixa que não há”.

Para o líder governamental, “as opções que o país tem que fazer, pela sua natureza estrutural, devem sempre ser objecto de um acordo o mais amplo possível” e referiu o Aeroporto de Lisboa como “um bom exemplo de que quando queremos planear infraestruturas, que têm impacto não para o próximo ano, não para a próxima década, mas seguramente para o próximo século, é desejável que haja um acordo político alargado”.

0

A 30ª edição da BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa terá Marrocos como país convidado. Os visitantes da edição da BTL deste ano vão ter a oportunidade de ficar a conhecer melhor este destino através das suas principais atracções turísticas e a diversidade que o carateriza, sol, praia, deserto e o exotismo que é transversal a este país.
Na BTL 2018, que irá decorrer de 28 de Fevereiro a 4 de Março, Marrocos irá estar representado com várias regiões numa área de 108 m2.
Abdellatif Achachi, Diretor do Turismo de Marrocos em Portugal, destaca: “É uma honra ser o destino Internacional convidado desta edição da BTL, a principal feira de turismo do país e uma excelente oportunidade para promover o destino no maior evento de promoção turística em Portugal. Marrocos é um país com uma procura crescente por parte dos portugueses. 2017 foi melhor ano de sempre: mais de 80.000 turistas portugueses visitaram o país, o que representa um aumento de cerca de 25% face ao ano anterior. Acreditamos que esta procura irá aumentar em 2018 graças à campanha promocional que irá ser desenvolvida no âmbito da BTL e também junto dos Operadores Turísticos portugueses nossos parceiros que se empenham em divulgar os destinos mais procurados como Saidia, Marraquexe, Agadir, Tanger e Fez”.
Fátima Vila Maior, directora de área de feiras da FIL e responsável da FIL, salienta que “este ano Marrocos irá estar em destaque como destino internacional convidado naquela que é a maior feira de Turismo realizada no nosso país. Marrocos é um destino que pelas suas características geográficas e culturais, é preferencial para os turistas nacionais. É sem dúvida uma participação muito importante e que conferirá um toque de exotismo e magia a esta edição da BTL”.

0

Fátima Vila Maior, diretora de Feiras da FIL – Feira Internacional de Lisboa, acaba de anunciar, à margem do 43° Congresso da APAVT, que está a ter lugar em Macau, que o Centro de Portugal é o destino convidado da BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa no próximo ano.
A responsável adiantou, em conferência de imprensa, que, após os incêndios de junho e outubro que assolaram a maior região turística de Portugal, pretende-se que, por ocasião da BTL, “Lisboa viva o destino Centro de Portugal”, até porque este é o destino “que tem uma oferta enorme e muito diversificada”, que vai muito além das áreas afetadas pelos incêndios.
Pedro Machado, presidente da Turismo do Centro, adiantou, na mesma ocasião, que a aposta da região naquele que é o maior certame do turismo no país irá centrar-se mais em “produtos e experiências”, com destaque para o “património cultural e património imaterial”.
“Precisamos urgentemente de mudar a perceção que o destino Centro de Portugal foi todo atingido [pelos incêndios] e que neste momento não reúne condições para a fruição turística. A nossa primeira grande prioridade é mudar essa ideia de que o destino não deixou de reunir condições para receber todos os turistas, nacionais e estrangeiros. É importante dizer ao mercado interno que o Centro continua com infraestruturas, com equipamento, com oferta, com produtos, com marcas que podem e devem continuar a ser promovidos e que está em perfeitas condições para poder continuar a afirmar-se como um destino turístico”, adiantou o profissional.
Pedro Machado considera importante apostar “numa diferenciação”, através de uma “panóplias de produtos turísticos que permitam a região chegar a vários públicos, trabalhando com vários mercados em simultâneo (…) e apresentando-se como uma alternativa a destinos mais massificados”.
O presidente da Centro de Portugal afirmou ainda que irão dar destaque, durante a BTL, aos segmentos de saúde, bem-estar e turismo médico, assim como o turismo religioso.
Pedro Machado deixou presente à vontade de continuar a parceira com a APAVT, até porque é o Destino Preferido da associação em 2017, para poderem assim “reforçar a relação com as agências de viagens”.
Destacando que o Centro foi a região que mais cresceu, do ponto de vista percentual, em dormidas, com uma vantagem de cerca três vezes do que cresce a média nacional, Pedro Machado diz que a perspetiva para 2018 passa por “confirmar” esse crescimento.

 

por Sílvia Guimarães – em Macau a convite da APAVT

0
Foto: Jorge Gomes

O Algarve voltou a marcar presença na Bolsa de Turismo de Lisboa, onde deu a conhecer a diversidade da sua oferta turística aos cerca de 75 mil visitantes que por lá passaram. O stand do Algarve registou uma grande afluência de profissionais e visitantes, superior à da edição de 2016, com o público a mostrar um grande interesse pelos produtos gastronómicos e pela oferta de turismo ativo da região.

Desidério Silva, Presidente da Região de Turismo do Algarve, faz um balanço extremamente positivo da participação do Algarve na BTL: «enquanto principal destino turístico do país, e de forma a consolidar a sustentabilidade da região, precisamos que todos os players regionais unam esforços na estratégia comum. Foi, assim, com satisfação, que o stand do Algarve contou com a presença de todos os concelhos algarvios. Durante a Feira, conseguimos mostrar aos visitantes que o Algarve é mais do que Sol, Mar e Golfe. O Algarve é um destino para todo o ano e com potencialidades únicas de natureza, birdwatching, cultura e desporto.»

Na Feira, que decorreu de 15 a 19 de março, o destaque foi para o turismo de natureza, cultural, desportivo e para a gastronomia e vinhos da região. No stand de 600m2, estiveram representados os 16 concelhos algarvios e 16 agentes turísticos da região, que, no conjunto, realizaram inúmeras iniciativas como showcookings, provas de vinhos, apresentações diversas, espetáculos culturais, entre outros.

Durante 5 dias, o stand do Algarve contou sempre com grande afluência de visitantes e foi palco de várias dezenas de reuniões profissionais. Os showcookings e degustações de produtos regionais foram das iniciativas que cativaram mais pessoas, o que demonstra o interesse crescente pelos produtos do terroir algarvio, como a alfarroba. A peça de teatro “Algarve, quem és tu?”, integrada na iniciativa “Kids Route” foi um êxito, com várias dezenas de crianças a assistir na plateia. As apresentações dos municípios também registaram grande afluência.

Os visitantes demonstraram ainda um interesse crescente pelas propostas de natureza e turismo ativo do Algarve, tendo sido registada uma maior procura por guias de natureza e um grande interesse na visualização dos vídeos “algarve 360º”, uma verdadeira experiência imersiva no Algarve, em que o público descobre toda a diversidade da oferta turística e a beleza paisagística da região, através de sete vídeos de realidade virtual.