TAP com novas rotas e novos aviões em 2018

TAP com novas rotas e novos aviões em 2018

0

Novas rotas e a chegada de novos aviões para 2018 são as novidades que Fernando Pinto, presidente executivo da TAP, anunciou esta terça-feira, 19 de dezembro, durante o habitual almoço de Natal com a Imprensa.

Depois de um ano, que segundo o mesmo responsável foi de enorme sucesso, com a companhia a transportar 14 milhões de passageiros, com um crescimento de 20% no número de passageiros, vão surgir novas rotas como Lisboa-Florença (Itália) já a partir de 10 de junho, cinco vezes por semana.

A operação entre Lisboa e Florença terá dois horários distintos. Às terças, quartas, sextas, sábados e domingos, a partida de Lisboa é às 07h05 e chegada a Florença às 10:50. No sentido inverso, a saída de Florença é às 11h35 com chegada a Lisboa às 13h35. Às segundas, quintas, sextas, sábados e domingos existirá também o voo com saída de Lisboa às 15h50 e chegada a Florença às 19h35. No sentido inverso, partida de Florença às 20h20 e chegada a Lisboa às 22h20.

E ainda para Nouakchott, capital da Mauritânia com data ainda a anunciar.

Mas há mais, a partir de 25 de março, à partida do Porto haverá voos bidiários para Barcelona [às 06h30 (TP1030) e às 19h35 (TP1031)] e Milão [às 06h30 (TP818) e às 17h55 (TP816)] e ainda a ligação Porto-London City (seis voos por semana, às 12h05 (TP354), com chegada a Londres às 14h20 e regresso ao Porto às 14h50 (TP353), onde o avião chega às 17h10) e Porto-Ponta Delgada (voo diário, o TP 1861 sairá do Porto pelas 13h20, com chegada prevista a Ponta Delgada pelas 14h45. O regresso (TP1866) será às 15h35 com aterragem no Porto às 18h50 locais).

“Este é o nosso presente de Natal para a população do Porto”, sublinhou Fernando Pinto, acrescentando que outras rotas virão à partida da Invicta.

O presidente executivo da TAP relembrou ainda, que em “2018 vai concretizar-se um marco histórico para a TAP e para a aviação mundial. A TAP será a primeira companhia do mundo a voar o novo A330-900 Neo. Vamos receber as primeiras aeronaves deste modelo, um dos mais modernos do mundo, no segundo semestre do ano.”

Também para o segundo semestre de 2018 está ainda prevista a entrega das primeiras unidades do A321 Long Range.

“A chegada das novas aeronaves representa este movimento já iniciado de modernização acentuada da TAP, com enormes ganhos de eficiência e conquista de novos mercados, bem como a expansão acentuada nos mercados históricos da companhia”, frisou o mesmo responsável, rematando que a “nova TAP está na rota certa”.

Questionado sobre a urgência de um novo aeroporto em Lisboa, Fernando Pinto admite que “os slots estão cada vez mais apertados para nós, há uma solução de um novo aeroporto a 14 quilómetros daqui, do outro lado da cidade e o que é preciso é que as resoluções sobre esta matéria sejam rápidas, porque quem sofre com isto é o Turismo em Portugal, porque não vai conseguir crescer mais”.

Quanto à sua possível saída da TAP enquanto presidente executivo da companhia, Fernando Pinto lembrou que esta “não é uma decisão minha, os acionistas reúnem-se e decidem”, mas, e continuou “tenho uma grande vantagem, que são 17 anos de TAP. Cheguei com a missão da privatização e isso foi realizado há dois anos. Pediram-me para ficar até que o processo de privatização estivesse estabilizado. Foram 15 anos de sobrevivência e de crescimento e 2 anos de transição importante e este último ano foi de grande crescimento. Do ponto de vista pessoal estou realizado. Não está nada definido e esta será uma decisão dos acionistas. Estou aqui para apostar no futuro da TAP, nem que seja como acionista”.

SEM COMENTÁRIO

Leave a Reply