Convento de São Francisco trás nova dinâmica a Coimbra e confirma falta de hotéis

0
685

O recém-inaugurado Convento de São Francisco, em Coimbra, já é um sucesso. Transformado em centro de cultura e de congressos, com capacidade para acolher 5 mil pessoas em simultâneo, e aberto ao público desde o passado dia 8 de abril, vem confirmar que a hotelaria existente naquela cidade da região Centro do País é insuficiente.

Pedro Machado, presidente da Turismo Centro de Portugal, avançou, em conferência de imprensa, esta terça-feira, em Lisboa, durante a apresentação da edição de 2016 do Fórum de Turismo Interno “Vê Portugal”, que terá lugar nas novas instalações já nos dias 29, 30 e 31 de maio, que “é urgente a existência de mais alojamentos”. Desta forma, o responsável afirma que “Coimbra precisa no imediato de mil camas”, a somarem às cerca de 3300 já existentes.

Carina Gomes, vereadora do Turismo da Câmara Municipal de Coimbra, Também presente perante os jornalistas, deixou presente que a autarquia já aprovou “três projetos” para a construção de novas unidades na cidade.

A vereadora disse que o novo espaço de eventos “já está a trazer uma nova dinâmica à cidade”, tendo já realizado diversos congressos, em menos de um mês desde a sua abertura, e até ao final de dezembro já têm agendados “mais de 30 congressos, uns de maior e outros de menor dimensão, nacionais e internacionais”, o que permite também uma “nova dinâmica na hotelaria e restauração de Coimbra”.

Adiantado que a nível cultural todos os espetáculos até agora realizados no espaço “têm tido casa cheia”, Carina Gomes garante que “já se nota claramente uma ampliação das zonas mais tradicionais de sociabilidade na cidade, portanto, nota-se que toda a zona em torno do Convento é agora uma área onde as pessoas passeiam, o que não acontecia”.

A nova infraestrutura passa também a acolher o Convention Bureau, com um auditório dotado de 1125 lugares, além de diversas salas polivalente que podem acolher entre 100 e 600 pessoa. No total, o antigo convento tem capacidade para acolher 5 mil pessoas em simultâneo.

Por outro lado, será aí ainda instalado um centro interpretativo da memória da cidade, além do Coimbra Welcome Center, que se pretende “o ponto de partida para a visita à cidade, de modo a que as pessoas passem a conhecer todas as atrações da cidade e que não façam apenas os tradicionais roteiros”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here