Segundo trimestre ultrapassa estimativas da AHP

Segundo trimestre ultrapassa estimativas da AHP

0

De acordo com a última edição do AHP Hotel Snapshot, retrato da performance da hotelaria nacional, produzido pela AHP – Associação da Hotelaria de Portugal, o segundo trimestre de 2017 manteve a trajetória de crescimento e ultrapassou as estimativas da AHP. Destaque para o RevPAR (Revenue Per Available Room), com um valor de 70€ e um aumento de 19% face a igual período de 2016 e de 43% face ao ano de 2007, pico de mercado do setor hoteleiro.

Esta edição do AHP Hotel Snapshot revela que a hotelaria nacional continua a posicionar-se em preço, sobretudo pelos resultados atingidos nas categorias de 4 e 5 estrelas, o que vem demonstrar o aumento da procura por um serviço de excelência, nomeadamente de mercados emergentes, como o norte-americano, e consolidação de mercados mais tradicionais como o francês e o alemão.

Outro indicador destacado no AHP Hotel Snapshot foi o TrevPAR (total revenue per available room), com 99€ neste 2º trimestre, demonstrando aumentos de 16%, face ao período homólogo, e 31%, face a idêntico período de 2007, demonstrando a importância do negócio gerado por todos os departamentos hoteleiros.

De um total de 16.4 milhões de dormidas registadas neste 2º trimestre, os hotéis mantêm a liderança na preferência de alojamento, com 68% das dormidas (crescendo 14% face ao segundo trimestre de 2016), seguidos dos hotéis-apartamentos com 14%.

De assinalar, também, que 25% das dormidas corresponderam ao mercado interno e 75% ao mercado externo, liderado pelo Reino Unido, Alemanha e França. As regiões Centro, Açores e Alentejo foram as que mais cresceram com 23%, 22% e 18%, salientando-se a subida em 36% das dormidas dos mercados externos na região Centro.

O AHP Hotel Snapshot destaca ainda que a abertura de novas unidades continua em alta com 9 novos hotéis neste 2º trimestre, 4 dos quais na região norte. A AHP estima que o ano de 2017 registe mais 51 novos hotéis, aos quais se acrescentam 26 reaberturas/renovações, também revelador da confiança dos investidores no melhor posicionamento da hotelaria portuguesa.

Da análise macroeconómica, o AHP Hotel Snapshot salienta o forte crescimento de 2,8% do PIB neste 2º trimestre, antevendo-se um aumento significativo nas projeções económicas para 2017 e 2018.

Portugal volta a demonstrar uma das melhores performances na exportação, suportadas maioritariamente pela robustez do setor do turismo, que contribuiu em 42% para o saldo final da balança comercial dos serviços. Neste período, as exportações do turismo cresceram 29%, enquanto as importações aumentaram 16%, face ao mesmo período de 2016.

Cristina Siza Vieira, presidente executiva da Associação da Hotelaria de Portugal, sublinha que “de facto, a hotelaria nacional está a posicionar-se em preço, alavancada pelos resultados atingidos pelos hotéis de categoria 5*. No entanto, todas as categorias hoteleiras tiveram assinaláveis crescimentos face ao período homólogo, com as 3* a aumentarem em 18% no RevPAR e 11% no ARR e as 4* a subirem 22% e 15%, respetivamente. É notório o aumento da procura por um serviço de excelência, personalizado e sofisticado, que posiciona Portugal como destino de qualidade e diferenciador”.

SEM COMENTÁRIO

Leave a Reply