Congresso APAVT: Nuno Fazenda anuncia 100M€ de apoios às empresas de Turismo

por Sílvia Guimarães

“O Governo irá disponibilizar, nos primeiros dias de janeiro, uma nova linha – a Linha Consolidar + Turismo – com uma dotação de 30 milhões de euros”. O anúncio foi feito pelo novo secetário de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, Nuno Fazenda, na abertura do 47º Congresso da APAVT, a decorrer em Ponta Delgada.

A gestão desta linha “será feita pelo Turismo de Portugal” e “será direcionada às micro e pequenas empresas do setor, que apresentem dificuldades em gerir dívida contraída, designadamente, durante a pandemia”.

Naquele que foi o seu primeiro ato oficial, Nuno Fazenda afirmou que “com esta linha, as empresas poderão financiar-se junto do Turismo de Portugal, sem juros, para liquidação de parte dos reembolsos devidos aos bancos durante o ano de 2023, com um prazo de carência de dois anos e um prazo de reembolso total de seis anos”, permitindo às empresas “suavizar e alongar no tempo as suas necessidades de capital”.

Por outro lado, segundo o governante, este ano será ainda assegurado o reforço do Programa Apoiar. “Trata-se da disponibilização de um valor de 70 milhões de euros para as empresas do setor, a fundo perdido, que reforça os valores já recebidos no âmbito do Programa Apoiar”, referiu.

No total ambas as medidas anunciadas representam globalmente 100 milhões de euros para as empresas.

O responsável pela pasta do turismo disse ainda que “o Governo está já a trabalhar no sentido de assegurar um quadro de outras linhas de apoio às empresas”, a serem anunciadas no “primeiro trimestre do próximo ano”.

Nos fundos europeus, Nuno Fazenda assegura que “as empresas e o turismo são prioridade”, dando como exemplo que “o financiamento às empresas aumenta 90% do «Portugal 2020» para o total das verbas previstas no «Portugal 2030” e no PRR»”.

“No PRR, contamos, muito em breve, assinar o contrato da «Agenda Acelerar e Transformar o Turismo». Trata-se de um investimento de 151 milhões de euros com investimentos de natureza empresarial, muito importantes na transição climática e digital”, esclareceu.

A simplificação e desburocratização foram apontados pelo governante como “prioridade” deste Governo.

“A simplificação é também uma prioridade. Sem perder o rigor e a transparência, temos de prosseguir o esforço de desburocratização, de tornar mais ágil e célere a ação do Estado com as empresas e com os cidadãos”, disse.

*A Viajar Magazine em Ponta Delgada, a convite da APAVT.

 

Artigos relacionados:

Congresso APAVT: Pedro Costa Ferreira defende alargamento de empréstimos e apoios às empresas do setor

Congresso APAVT: SET anuncia criação de agenda para atrair e qualificar recursos humanos no Turismo

Congresso APAVT: Atribuídas Medalhas de Mérito Turístico a Albano Cymbron e Rita Marques

Governo Regional dos Açores nomeia Luís Rodrigues para presidente da holding que conduzirá à privatização da Azores Airlines

ANA Aeroportos anuncia projeto de melhoria operacional do Aeroporto Humberto Delgado de 200 a 300M€

Porto é destino do próximo congresso da APAVT

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here