Congresso Hotelaria: “Falta de oportunidade da semana dos quatro dias é total”, afirma CTP

por Sílvia Guimarães

O presidente da Confederação do Turismo de Portugal (CTP) mostrou-se indignado com projeto piloto do governo de passar a semana laboral de cinco para quatro dias.

Francisco Calheiros, durante o discurso de abertura do 33º Congresso de Hotelaria, a decorrer em Fátima, até sexta-feira, dia 18 de novembro, deixou claro que esta iniciativa “não faz qualquer sentido” e defende que o setor do turismo deverá unir-se e mostrar o seu desagrado.

Relembrando que, na semana passada, “o conselho permanente da concertação social foi inteiramente dedicado à semana dos quatro dias”, o responsável assume que “a falta de oportunidade da semana dos quatro dias é total” e defende que “temos que estar todos contra este projeto nesta altura” de pós-pandemia, em que as empresas se encontram em fase de recuperação económica.

“Numa altura em que estamos em pleno emprego, em que assinámos um acordo para o crescimento dos rendimentos, a primeira coisa que fazemos é passar para menos 20% de trabalho? Isso não faz qualquer sentido”, enalteceu, frisando que apesar de dizerem que “é apenas uma experiência, mas já sabemos como estas experiências acabam”.

Apesar de Bernardo Trindade, presidente da Associação da Hotelaria de Portugal (AHP), entidade organizadora do congresso, ter dito no seu discurso de abertura que não iriam trazer o debate sobre o novo aeroporto nas sessões de plenário, Francisco Calheiros mostrou-se uma vez mais indignado com este impasse e falta de soluções.

“A resiliência dos empresários do turismo em geral, e da hotelaria em particular, fez com que, contra todas as expetativas, não fosse em 2024 ou em 2025, mas em 2022 que ultrapassámos o melhor ano turístico de sempre, que foi 2019. Fizemos tudo bem e, de repente, não há sitio para receber os passageiros, não é aceitável, é uma vergonha nacional”, considerou.

O presidente da CTP criticou o governo afirmando que “a Confederação do Turismo faz parte da comissão nacional de acompanhamento do novo aeroporto, criada em Conselho de Ministros, e é óbvio que nem a primeira reunião ainda está marcada”.

A Viajar Magazine no 33º Congresso da Hotelaria, a convite da AHP

Artigos relacionados:

Portugal líder europeu em ocupação hoteleira entre agosto e novembro

Congresso Hotelaria: Hoteleiros querem ver “alargadas as maturidades das linhas de crédito” apesar de 2022 estar a “ser um ano excecional”

António Costa Silva anuncia apoio de 50M€ para empresas do turismo e indústria

Congresso Hotelaria: Semana laboral de quatro dias “é a segunda maior vergonha nacional”, defende Grupo Pestana

Congresso Hotelaria: Pedro Siza Vieira defende que Portugal está em vantagem relativamente a outros destinos europeus

ANA Aeroportos defende revisão da diretiva de slots para 90% de obrigatoriedade de utilização

Congresso Hotelaria: “Beneficiámos com a guerra na Ucrânia, como beneficiámos com a Segunda Guerra Mundial”, garante Marcelo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here