“Não vale a pena termos um novo aeroporto se não tivermos a TAP”, alerta Siza Vieira

textos: Sílvia Guimarães  Fotos: Miguel Moura

“A TAP é provavelmente uma das empresas mais críticas para o nosso país”, afirmou desta manhã o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, no último dia do 46º Congresso APAVT, em Aveiro.

O governante demonstrou assim que a Transportadora Aérea Nacional é “fundamental” para Portugal e justificou a sua importância crucial para a existência de um novo aeroporto em Lisboa.

“Não vale a pena termos um novo aeroporto se não tivermos a TAP. O movimento aeroportuário cresceu em Lisboa porque a TAP cresceu. O crescimento da TAP é que também motivou que outros operadores tivessem vindo para Portugal. O que é conetividade intercontinental não existiria em Lisboa se a TAP não tivesse aí o seu hub. Para mantermos esta ligação direta ao mundo é importante que tenhamos uma companhia com o seu hub ali instalada”, avançou Pedro Siza Vieira.

Numa conversa a dois com Pedro Costa Ferreira, presidente da APAVT, o ministro relembrou que “estamos na ponta da Europa e, na verdade, devemos pensar em Portugal mais como uma ilha do que como um país continental” e  “não podemos pensar que vamos de autocarro ou de comboio rápido daqui para Paris ou Berlim porque isso resolve os nossos problemas de conetividade com a própria Europa”.

Para Siza Vieira “precisamos mesmo desta ligação [com a TAP] para mantermos a centralidade de atrairmos investidores estrangeiros e se não tivermos uma companhia de bandeira a fazer essas ligações tornamo-nos num destino secundário”.

O responsável pela pasta da economia frisou que a TAP “representou, por si só, em 2019, um contributo positivo na nossa balança comercial de quase 2% do PIB” e deu como exemplo que “sempre que um norte-americano vai da costa oeste dos Estados Unidos para Atenas, Roma ou Milão, usando um voo da TAP, é uma exportação que o país faz. Se não tivéssemos a TAP ele faria esse mesmo voo, mas nós já não faríamos essa mesma exportação”.

Desta forma, “fazer desaparecer uma companhia com as características da TAP tem um impacto imediatamente negativo na nossa balança comercial e no nosso Produto Interno Bruto”.

“Precisamos mesmo de um aeroporto”

“Esta história do aeroporto é mesmo lamentável”, começou por dizer quando questionado por Pedro Costa Ferreira se ainda iriamos ver o novo aeroporto “construído durante as nossas vidas”.

Para o governante “a incapacidade de tomarmos uma decisão, onde há setores que ainda acham que há aspetos infundamentados, é lamentável”, isto porque “precisamos mesmo de um aeroporto”, e apesar das vantagens e desvantagens de uma ou outra localização, dado estarem três hipóteses em cima da mesa.

“O tempo tem valor cada vez maior e espero que uma das vantagens destas eleições seja a do sistema político ser capaz de dar resposta ao que o senhor Presidente da República disse aqui há dois dias. Se houver consenso político as decisões tomam-se por si”, afirmou o ministro tendo em conta que Marcelo Rebelo de Sousa disse na abertura do congresso que os partidos políticos teriam de se decidir de imediato, após as eleições, em relação ao novo aeroporto.

Para terminar esta questão, Pedro Siza Vieira deixou claro que “não faz sentido uma legislação que dá a um único município a possibilidade de vetar uma decisão aeroportuária. É preciso um consenso político para mudar uma legislação que impede uma tomada de decisão que tem um grande risco como é o caso do aeroporto. Estes foram anos perdidos nesta matéria e no próximo ano espero que sejamos capazes de inverter esta situação”.

*A VIAJAR MAGAZINE encontra-se no 46º Congresso APAVT a convite da associação

Artigos relacionados:

Agências de viagens dizem ser “urgente” receberem apoios até à Páscoa

CTP defende que Rita Marques deve continuar como secretária de Estado do Turismo

Pedro Costa Ferreira defende que sem a TAP será difícil o desenvolvimento dos mercados longínquos

Presidente da República afirma que partidos se devem pronunciar sobre aeroporto, TAP, SATA e ferrovia de alta velocidade

Francisco Calheiros distinguido com Medalha de Ouro

TAP passa a permitir alterações de reservas sem custos adicionais

“As agências são a chave para a recuperação da TAP”

ANA afirma que recuperação aeroportuária está em bom andamento e novo aeroporto é crucial

SATA confiante na aprovação do seu plano de reestruturação

DECO anuncia novo serviço que irá ajudar agências de viagens a reforçar a confiança dos consumidores

Apoios ao setor devem continuar até à Páscoa insiste APAVT

46º Congresso APAVT: Foto Galeria

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here